O nosso querido final de semana.

Hoje vou mostrar, como temos muita coisa incomum, seja um adolescente ou uma universitária, calma ,você que trabalha e ainda tem filhos e cuida da casa, vai gostar dessa publicação.

Passamos semana inteira desejando o final de semana, pra no final resolver ficar em casa, porque os únicos convite que surgi são: “Vamos pra open bar?” “Tem aquela social hoje” “Fiquei sabendo de uma  balada em São Paulo, que vai ser incrível, vamos?”

No começo, você até fica empolgada pra comparecer, comprar ingressos, tenta convencer a sua mãe que vai ser legal, vai se divertir com responsabilidade, que você arrumou a casa e fez todos os seus deveres escolares e que merece sair um pouco com às duas amigas, pra final acabar desistindo? Será que sou a única que fica assim? Eu começo a ficar frustrada, com o número de grupo de festa para ir e sempre as mesmas pessoas, comas mesmas atitudes, com os meus papos, que são nada interessante, as vezes, até encontramos muitas meninas com o mesmo estilos e os  mesmo grupinhos que pensam as mesmas coisas, por terem medo de expressar o que realmente pensa.
Quando foi que viramos isso? Alô! Estamos no século 21, podemos nos expressar, só um dica galera!
Sério, cadê aquele role pra ir em parque perto da rua da sua casa, um parque de diversões, passear numa praia, nem que seja um bate volta, ir em um show do seu cantor ou banda favorita, com seus amigos, gritar pular, aí meu gzuscristinho, um sítio, existe coisa melhor que sítio?
Uma fogueira de noite, com um papo bom, com altas história pra contar, qual foi a última vez que ouviu seus tios ou pais contar histórias de quando eles tinha a sua idade? Você pode até relembrar os seus roles super incríveis, com pessoas próximas ou até mesmo fazer novos amigos. Trocas experiências.
Essa são as coisas importantes da vida, são coisa que valem a pena, aquela que você não se arrepende. Não estou dizendo, que você é fútil por ir nessa festas, eu adoro festas mas a pergunta é: Não sente falta de se transbordar por conhecer pessoas?
Olha, não sei se vocês sentem, mas eu sinto muita falta disso, hoje eu fico conectada com os filmes, novelas, livros e agora com o blog, mas é claro temos as redes socais: Facebook, Instagram, Twitter, mas é claro, estamos sempre conectados, mas esquecemos, que isso é virtualmente, ficamos horas publicados coisas na internet e trocando mim mensagens por Whatsapp, porque é mais fácil, ouvir áudio, ler mensagens, do que ir sair do conforto da sua casa e bater um papo olho no olho.
Quanta vezes, marcamos de encontrar aquela amiga e nunca da certo?

Sério galera, é disso que vocês gostam?

Por que, não combina com suas amigas ou amigos, de se encontrar, hoje ou amanhã, ainda da tempo de salvar seu final de semana.
Podem bater papo, falar sobre seus sonhos, faculdade, escola, falar sobre os vacilos do @,  ver um filme, ler meu blog, ler outros blogs o que seja, mas se conectar de verdade, com o coração.

Mas se caso, não tenha como ver seus amigos, que tal fazer uma maratona de filmes, com muita pipoca?

Vou deixar aqui em baixo, cinco filmes que eu indico sobre, diversões e amizade.

  • Curtindo a Vida Adoidado 936full-ferris-buellers-day-off-screenshot
  • O Clube dos Cinco15212415
  • As Vantagens de ser Invisível 25155_16.jpg
  • Quatro Amigas e um Jeans Viajante (Tem 1/2 e dizem que vai sair o 3, séria bom se atualizar, pra não ficar de fora.)11670
  • Aos Treze 03

Se conseguir assistir um dos filmes, deixe seu comentários para discutirmos sobre os filmes ou sobre o que fizeram no final de semana.

Beijão da Mila e um ótimo final de semana!

Por que “Adolescência de Lua?

Adolescência é uma fase da nossa vida que não tem como esquecer.
Eu estou com 20 anos e ainda continuo com um pedaço da minha adolescência dentro de mim. Costumo ate me rotular de: “20 anos dentro dos 16″, porque eu realmente não consigo deixar essa pedaço dentro mim ir embora.
Acredito, que muitas mulheres que hoje são adultas, que são mães, tias ou avós, costumam esquecer de como é ser adolescente, ficam tão preocupados com a sua vida de “adulto” que acaba esquecendo que ser adolescente é algo importante.

É tão importante, que quando estamos com a garotada mais jovem, costumamos contar nossas histórias de quando tinha 15 anos ou mais.
Entretanto, acabamos esquecendo que quando tínhamos 15 anos, nossos pais fazia exatamente o mesmo, contava ás suas histórias para servir de exemplo, mas a pergunta é: Conseguimos seguir todos os conselhos?
Mas é óbvio que não, porque só queríamos viver e descobrir o mundo e deveríamos continuar descobrindo mais e mais porque é isso que faz a adolescência ser tão incrível e a vida adulta também deveria ser assim.
Não estou dizendo, pra sair por aí largando suas responsabilidades, como faculdade, emprego e família, mas estou dizendo, pra tirar um tempo pra compreender o que vem acontecendo ao nosso redor, aproveitar as novas oportunidades!

Não sou a única a dizer isso, o nosso futurologista Alvin Toffler sabia o que dizia: “O analfabeto do século XXI não será aquele que não sabe ler e escrever. Mas aquele que não consegue aprender, desaprender e aprender novamente”

Ou seja, evoluímos por meio da comunicação, que pode nos ajudar a se comunicar com os adolescentes de hoje em dia e poder compreender ou entender o que se passa na cabeça deles, afinal, já tivemos a idade deles.

O Blog, ira ajudar garotas e garotos a compreender o que se passa na vida deles e nós ajudar a não esquecer de como é ser adolescente.
Além de tirar todas ás suas dúvidas e poder debater diversos assuntos, vai poder acompanhar cada passo do meu livro “Adolescência de Lua”, que ira ajudar não só você jovens mas aos seus pais e quem mais quiser se conectar a sua adolescência.
Já está ansioso pra ler os posts do blog? Ou conhecer mais sobre o livro?
Bom toda semana, você leitor ou leitora, vai poder rer acesso a um capítulo do livro.

 

SEJA BEM VINDAS: ADOLESCÊNCIA DE LUA

Beijos da Mila!