O coração, as vezes, não escolhe de quem gosta, não é?

Olá meninas, tudo bem?

Hoje eu recebi, uma história incrível, de uma leitora anônima, ela não quis se identificar, mas contou a história da primeira vez que ela gostou de alguém e da sua primeira relação sexual. Espero que gostem da história, tanto quanto eu.

Tudo começou, quando recebi uma ligação, para uma entrevista de emprego, em uma empresa muito legal, eu nem acreditei quando eu passei na entrevista, eu tinha um emprego! Eu estava super animada, tudo parecia maravilhoso.

Porém, no primeiro dia o meu coração estava acelerado, com medo de não conseguir fazer as coisas direito.

Era 7 de agosto de 2017, foi nesse dia que eu vi um cara lindo, carismático, com o sorriso mais sincero que já tinha visto. Ele ficava puxando assunto, eu gostava muito, mas eu vi uma aliança no dedo dele, foi o que estragou todo o encanto, porque ele era casado, não podia acontecer nada entre a gente.

Um dia, eu estava assistindo uma série e ele vinha puxar assunto, sobre a série, outra dia comecei ler um livro, ele veio falar do livro eu jurava que era verdade (Porém ele nunca assistiu e nem leu o livro)

Ele me cativava cada dia mais, até que eu troquei de setor, ele tinha que bater o ponto na frente da sala que eu trabalhava, todo dia ele vinha me dar um beijo de bom dia.

Eu nunca ia chegar nele, mas sabe adolescente, quando vê um boy gato e fica toda derretida ?? Então era como eu estava me sentindo.

Um certo dia, ele entro e bateu o ponto e voltou na sala dele, com um papel escrito o número dele e com uma carinha feliz, ele me disse: “Me chama no whats.”

Foi aí, que eu pirei!

Quando, eu sai mandei mensagem e dizendo: “Salva aee”

Pode parecer errado, pelo fato dele ter uma outra pessoa, mas só quem passou por isso sabe.

Ele me chamava pra sair e eu sempre negava, porque não era certo, até que ele começou se abrir e falar que nada daquilo era real, que viviam de aparência, que ele não era feliz a muito tempo, que não aguentava mais e começou a desabafar.

Eu tentei dar conselhos, de como ele deveria lidar com ela, pra eles voltarem, mas parecia que não tinha mais jeito.

Eu simplesmente, me apeguei a ele, eu postava foto, todo dia, só pra receber um bom dia dele.

Até que chegou um tempo e eu fui efetivada, saíamos tarde da empresa.

Teve um dia, que eu fiquei até às 22HRS e meu chefe comprou umas coisas pra comer, ele me perguntou: “Quer Coca-Cola? Eu coloco pra você!”

Meu chefe viu, e disse: “Ixxi! Essa Coca-Cola, vai sair cara” e foi embora.

Um certo dia, ele me chamou pra ir almoçar e eu aceitei, fomos no MCDONALD’S, quando estávamos saindo ele me perguntou: “É um almoço ou um encontro?”

Eu respondi: “Um almoço” Ele disse: “Que pena!”

Ele parecia tão nervoso, que deixava o carro morrer toda hora!
Quando cheguei em casa, ele mandou mensagem perguntando se eu queria sair com ele amanhã de novo, também disse, que iríamos na onde eu quisesse, então eu resolvi ir de novo.

Depois do serviço, fomos para um motel, eu estava morrendo de medo nunca tinha feito aquilo antes, ele perguntou se eu estava bem, eu falei que sim!

Ele me perguntou se eu já tinha ido pra um lugar assim, eu falei que não, ai ele perguntou se eu era virgem, eu respondi que sim, ele ficou mais branco do que o normal, já passou a mão na cara e perguntou se eu queria embora. Eu disse que não, se não, eu nem estaria com ele…

Eu sei que era errado mas parecia ser tão bom…

Foi onde tudo começou, ele foi um príncipe, um neném, ele me tratou super bem, mas eu disse seria a primeira e a última vez, que isso aconteceria, mas a quem eu estava enganando?? Não foi.. teve a segunda, a terceira, a quarta vez…

Até que nós pegamos apaixonados, logo eu, que nunca gostei de ninguém.

Ele me disse, que já tentou sair desse relacionamento, porém por questões financeiras não conseguiu.

Eu entrava, no Facebook da esposa dele e via eles felizes nas fotos, perguntava que palhaçada era aquela, já que ele falava que não estava com ela mais, quem eu estava tentando enganar, claro que eles estavam juntos.

Mas ele sempre vinha me ver, não importava a hora, a gente sempre saia.

Até que um dia, eu falei cansei de ser a outra, minha mãe não me criou pra isso, eu sou melhor que isso, ele falava que nunca se apegou, se apaixonou, amou alguém assim.

Eu falei pra ele: “Enquanto, você não resolver sua vida com ela, eu não fico mais com você. Esta doendo mas é melhor assim.”

Em nenhum momento, eu quis estragar uma família, eu só entrei nisso, porque ele me garantiu que não tinha nada e eu boba acreditei, quando terminamos ele chorou e disse eu vou dar um jeito nisso, vou arrumar a minha vida, eu acabei falando: “Tudo bem, eu te espero.”
Eu não sei o que ele vai fazer, mas eu falei independente de qualquer coisa, vamos sempre ser amigos. Ele me ensinou amar e viver e nunca ligar para o que as pessoas pensam.

Eu amo ele, mas eu tenho que me amar primeiro, mas eu sempre vou lembrar dele, eu sei que vou encontrar alguém melhor e que vale a pena.

Gente, que história, que corajosa né? Não deve ser fácil ter passado por relacionamento assim.

O coração as vezes, não escolhe de quem gosta, de quem ama, não é?

Manda a sua história também, aqui está o e-mail do blog: adolescenciadelua@gmail.com.

Beijão da Mila!

22 comentários em “O coração, as vezes, não escolhe de quem gosta, não é?

  1. Mano, que loucura! Mas homem é assim mesmo, tudo descarado, essa história é mais comum do que vocês imaginam, fazem isso com várias.
    Isso mesmo, segue sua vida, vc arranja alguém melhor!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s