Adolescência de Lua: Universo Malu e Bianca! (Cont. Part. 2)

_”Bianca, fala sério, só vamos na sorveteria, pra que se arrumar tanto?”

_”Nunca se sabe, quando vai encontrar aquele garoto, tenho que ir toda arrumada, pra quando esse dia chegar!”

_”Você é a única pessoa, que saí de casa pensando em garoto. Fala sério!

_”Vamos, estou pronta e outra a sorveteria é a cinco minutos de casa, para de reclamar Malu!”

_”Por isso mesmo, do lado de casa e ta se arrumando como se fosse pra uma festa!”

_”Vai, anda logo!”

Na sorveteria…

_”Não te falei Malu, olha aquele menino, ele é da nossa escola, ele é mais velho que nós duas.”

_”Bianca, você não muda né? Vou pedir o número dele pra você!”

_”Fica quieta, não vai pedir número nenhum, o garçom tá vindo, ele é um gatinho também, se não acha?”

_”Quantas vezes eu vou ter que revirar o olho pra você?”

_”Boa tarde, qual vai ser o pedido de vocês?”

_”Bianca gostaria do seu número de telefone, tá disponível?

_”Malu, cala a boca! Ela ta zoando, eu quero um sorvete de flocos, com muito chocolate.”

_”Eu quero um Milk-Shake de 500ml, de chocolate.”

_”Anotado, daqui a pouco está pronto.”

_”Malu, eu vou te matar, ainda bem que ele fez de desentendido.”

_”Obvio, as meninas deve fazer cantada nele todo dia, deve tá acostumado já, conheço esse tipo.”

_”Tu conhece o que Malu? Você nunca nem namorou ou melhor dizendo, você não assume nem seus sentimentos pelo meu irmão.”

_”Nunca namorei, mas leio muito, assisto muito filme, muita série e muita novela… Ele deve ser o tipo, que todas as meninas ficam suspirando por aí, ele deve ser um pouco convencido, já deve ter iludido algumas meninas, inclusive as clientes da sorveteria. Deve ter uns 19 anos, ele é bolsista na nossa escola, deve trabalhar muito pra um dia poder pagar uma faculdade, algum curso ou pra ajudar a família em casa.”

_”Credo Malu! Você não sabe de tudo e não pode sair por aí julgando as pessoas.”

_”Não estou julgando, é a realidade. Bianca, você tem tudo, não precisa trabalhar… Eu também tenho, você acha que se ele tivesse tudo, ele estaria trabalhando como garçom? É o mundo… Essa é a realidade de muitas pessoas.”

_”Seu sorvete de flocos com muito chocolate e seu Milk-Shake de chocolate.”

_”Garoto, qual seu nome?”

_”Malu, deixa o menino”

_”Me chamo Thiago.”

_”Nome de personagem de novela. Eu me chamo Malu e ela Bianca.”

_”Foi um prazer, Malu e Bianca, agora tenho que ir, se não eu perco meu emprego.”

_”Meu Deus, olha o sorriso desse moreno. Malu, eu quero.”

_”Bianca, o que você não quer, toma seu sorvete aí!”

_”Malu, vamos no shopping depois da sorveteria?”

_”Depende, vamos no cinema? Comprar umas roupas também?”

_”Claro, vai super divertido!”

_”Vou chamar o Táxi, terminamos de tomar sorvete no carro!”

Enquanto isso no Shopping…

_”Bianca chega demorar no provador, sai logo, deixa eu ver, deve ter ficado lindo!

_”Malu, não insiste, eu não gostei de nenhuma roupa que eu experimentei, com certeza quando a minha mãe ver eu usando isso, vai me chamar de Baleia!”

_”Bianca, sua mãe não sabe de nada!”

_”Sabe sim, esqueceu que ela é ex modelo e agente de moda?’

_”Ela só sabe de moda que serve para as mortas de fome das modelos dela! Agora de você ela não sabe! Sai logo esse vestido deve está lindo em você!”

_”Malu, pra você é fácil falar! Ela controla tudo, meu peso, minha comida, minhas roupas, porque ela acha que não combina com meu corpo, ela deu até pra esconder meus chocolates!”

_”Bianca, você tem que que começar a se impor! Você se defende na escola, me defende! Agora, é só começar a se defender da sua mãe!”

_”Como eu já disse pra você é fácil falar! Eu não consigo reagi as coisas que ela fala, eu prefiro ir pro meu quarto e chorar! As vezes, eu até entendo, mas isso parte o meu coração, cada palavra dela machuca! Agora você também não pode falar nada, você não se defende na escola, deixam falar o que quiser… Mas se a sua mãe começa a falar, minha nossa, você dita o abecedário inteiro pra ela.”

_”Eu já te disse isso, não é legal as coisas que a sua mãe fala pra você!
Agora a minha mãe é outro caso, ela é maluca das ideias Bianca! Ela me deixa maluca, ela quer que eu seja um robô, manipulada por ela!”

_”Malu, sua mãe só tenta te manípular, porque seu pai passa a mão na sua cabeça, fica do seu lado, cai no seu papinho, sua mãe só é maluca pra você, porque ela não deixa você fazer o que quiser, agora já seu pai, nossa! As vezes, ele deixa até você mijar na mão dele.”

_”Bianca, cala boca! Sai logo, quero vê sua roupa, você está tentando me enrolar.”

_”Me obriguei!”

_”Da licença, que eu vou entrar dentro desse provador!”

_”NÃO! Eu vou sair, espera!”

_”Nossa, esse vestido ficou lindo em você!”

_”Para, não achei, tá mostrando meu joelho, minha mãe fala que fica feio.”

_”Você vai levar esse vestido! Ate agora você não levou nada!”

_”Porque nada fica legal em mim!”

_”Pode parar, por favor? Tudo que você vestiu agora ficou lindo, você é linda, maravilhosa é a minha melhor amiga.

_”Malu…”

_”Deixa eu te dar um abraço cor de rosa.”

_”Eu vou te abraçar que nem uma panda.”

_”Cala boca, você nem é tão gorda que nem panda. Mas é fofinha e comilona igual eles.”

_”Cala boca você, vou ir tirar o vestido!”

_”Vai logo, não vai demora pra tirar vestido. Eu já tô cheia de sacolas de roupas, minha mãe vai achar que eu estourei o cartão.”

_”Malu… Para se reclamar, também te amo, agora me espera.”

_”Quando você sair daí, vamos ver um filme?”

_”Vamos, já escolheu?”

_”Já! Você não vai gostar muito… Mas vai assistir!

_”Eu espero que esse filme, me arranje um número de telefone de algum menino, aí com certeza, vai valer a pena!”

_”Lá vem você de novo, falar de menino, ninguém merece!”


Ficaram curiosoas, estão imaginando como elas são? Só posso dizer que não coisa, os cabelos delas são enorme!

Querem saber que filme elas vão assistir? Será que a Bianca, vai conseguir um número de telefone?

Isso você só vai saber na continuação de Adolescência de Lua: Universo Malu e Bianca.

Obrigada, eu espero que tenha gostado!

Um beijão da sua Mila!

FANFIC: Vingadores – Filha de Tony Stark

Olá meninos e meninas, tudo bem?

No post de hoje vou começar a série FANFIC: Vingadores – Filha de Tony Stark. Nessa fanfic, vou mostrar como eu imagino que é a vida de uma filha de Tony Stark, e bom, os heróis de uma forma totalmente diferentes. Aliás, quem não ama super heróis? Embarque nessa aventura e não se esqueça de comentar e curtir.

FANFIC: Vingadores – Filha de Tony Stark

Respiro fundo.

A minha mente é uma confusão completa, que eu não consigo decifrar, o que me deixa irritada.

Descobri quem é o meu verdadeiro pai por causa morte da minha mãe. Tudo o que ela me deixou foi uma carta quando soube que o seu fim estava próximo. Foi tudo o que ela me deixou. Uma carta, a tristeza e a confusão.

” Querida Emma… Se estiver lendo isso, significa que muitas coisas aconteceram, e levaram para que você soubesse da verdade. A verdade que você sempre procurou saber.

Eu e o seu pai nos conhecemos em Miami em uma festa.
Lá estava ele, com o seu terno, sua barba, e a arrogância. Meu Deus, como aquele homem era – e pelo o que eu estou sabendo, ainda é – arrogante! E lá estava eu, simples, tentando fazer o meu trabalho corretamente. Me lembro bem de quais foram as suas palavras quando se aproximou de mim.

— Sou Tony Stark. E o seu?

— Cloe, prazer em conhece-lo.

Depois de uma simples troca de palavras e olhares, nos tornamos íntimos. Eu descobri que estava grávida, então me mudei para Washington, e morei lá durante a gestação até a data que você nasceu. Foi o dia mais feliz da minha vida, quando eu vi a sua cabeleira negra, e grandes olhos castanhos, parecida com o seu pai.

Sei que deve estar se perguntando do motivo da minha volta ao Brasil. Voltei porque eu não queria interferir nos assuntos do seu pai, e claro, que você tivesse uma vida normal.
Eu sempre quis contar quem era o seu verdadeiro pai, mas algo me impedia. Você era tão feliz com Ricardo, como pai e filha, então decidi deixar para outro momento, quando tudo estivesse bem e você mais velha.

Mas veio a doença, e sabia que a verdade viria a tona. Seu pai não sabe da sua existência, ainda não sabe… Emma, tente ser razoável com ele. Não é fácil para um homem como ele se tornar pai de um dia para o outro.
Por favor filha, não fique com raiva de mim, eu fiz tudo para te proteger, proteger do mundo real, mas você é um passarinho e precisa voar, mesmo que tenha que enfrentar problemas do mundo.
Você é tão parecida com o seu pai… Te amo com todo o meu ser, e sempre sentirei a sua falta, Mamãe.”

A carta me deixa mais confusa. Ricardo sabia de tudo? Então Tony também não sabia que eu sou filha dele? Todo esse tempo eu vivi em uma bolha, e agora tenho medo do mundo real.

O jato aterrisa em uma área diferente da que eu já havia visto e minha vida. Vários outros jatos de formas e tamanhos diferentes estão no local. Pessoas uniformizadas correm de um lado para o outro, com ferramentas ou para decolar com os jatos. A plataforma é gigante, e sem contar que ela esta flutuando sobre as águas agitadas do mar.

Tiro o cinto de segurança, e a porta se abre. Me levanto e esticando as minhas longas e dormentes pernas. De agora em diante, a minha vida irá mudar, apenas não sei se será para pior ou melhor. Um homem uniformizado abre a porta do jato e me ajuda a descer, colocando a minha mala ao meu lado e me entregando a mochila, depois ele volta para dentro do jato e início um diálogo com o piloto esquecendo da minha existência.

Solto um longo suspiro enquanto jogo a mochila em meu ombro esquerdo e olho em volta, me sentindo totalmente perdida. O meu olhar se fixa em um homem negro, careca, e alto, com um tapa-olho, e um sobretudo preto de couro, que reluz no sol da tarde. A sua presença é berrante, e não tem como não olha-lo.

O seu andar é confiante, mas ao mesmo tempo é duro como um soldado marchando, e há algo nele que me faz crer que ele é autoritário. Talvez seja pelo seu único olho fixo em meu rosto.

— Bom dia, senhorita Stark. — Eu vou ter que me acostumar com esse sobrenome. — Como foi a sua viagem?

Mordo o lábio inferior enquanto o homem negro para a minha frente. Mesmo eu sendo alta, me sinto minúscula perto dele.

— Bem. — o respondo, enquanto guardo a carta que ainda estava em minhas mãos no bolso da jaqueta.

— Ótimo. Por favor, me siga. — ele responde, e se vira em um gesto calculado.

Ele anda de forma confiante, e não precisa olhar para trás, para saber se eu o estou seguindo. Arrasto a minha mala de rodas atrás de mim, e olho para o oceano azul. As águas estão tranquilas, e hipnotizantes. Entro no lugar mordendo os lábios. É um hábito que eu preciso parar.

— Bem-vinda ao porta-aviões Hércules. — o homem fala, chamando a minha atenção. — Sou Nick Fury, diretor da S.H.I.E.L.D.

Concordo com a cabeça, mesmo sabendo que Nick não viu. O sigo por vários corredores, desviando de pessoas que abaixam a cabeça em forma de respeito.

Ele passa por vários corredores, até parar em frente de uma porta. Nick olha para ele, mostrando com o olhar que eu devo abri-lá. Não sei se eu de fato devo abrir a porta, mesmo com diretor Fury me olhando para que eu o faça. Talvez seja o medo ou o receio de não saber o que tem atrás dela. O medo do desconhecido.

Decido abrir a porta. Nada de mal aconteceria comigo, certo?

Espero que tenham gostado. Aliás, não agradeci a todos que curtiram e comentaram na minha apresentação, então, obrigada.

Mande a sua fanfic a nós pelo e-mail, desabafe out apenas de a sua crítica.

Com amor, Giovanna Teodorico.

Eu te amo, só não gosto mais de você

Eu te amo, só não sei como explicar que eu não gosto mais de você.

Já gostei sim e não era engano nossas declarações de amor, caso isso passe pelos seus neurônios, já soube o que era o significado dessa palavra maravilhosa kkk, já senti borboletas no estômago, arrepios ao sentir seu toque nas minhas células, já ate sonhei com você, senti seu cheiro mesmo sem a tua presença mas agora eu acho que, não gosto mais de você. É que o cotidiano entro tanto na nossa vida, as vezes te observo e não sei se estou olhando a pessoa que namorei por muito tempo ou um irmão mais velho, o cuidado é mutuo como uma família.

É que eu te amo! Amar eu te amo! mas eu só não gosto mais de você, pelo menos não como antes, toda vez que te vejo é como se tivesse vendo aquela pintura, sabe a do Da Vinci que todos conhecem? todos a reconhecem mas não tem a minima intimidade, não sabem da onde veio e muito menos o rosto do pintor ou aquela loja que sempre passamos em frente caminhando no horário de ir embora.

É que eu te amo sabe? Como eu amo ouvir aquela nossa música, isso! Aquela mesmo que você ate cansou de ouvir e a letra sai facilmente pela sua boca como nossas promessas de amor. Só que eu não gosto mais de você, não sinto mais atracão em você, eu só não tive a coragem de dizer!

Eu enjoei da maneira em que você vê o mundo, enjoei das histórias do passado. É como andar de bicicleta, de primeira é novidade mas depois entra no automático, faz sem sentir, sem ver e continua sem nem perceber, você sabe muito bem disso. O cotidiano entro tanto na nossa vida e talvez agora eu tenha outras prioridades como você. Além de você…

Um relacionamento não vive só de amor, porque amar, eu te amo! Mas eu não gosto mais de você.

Espero que tenha gostado da história, tenho Instagram, Canal no You Tube e Página no Facebook é só clicar nos nomes, pois tem o link.

Instagram: @byanka.g.nunes

Facebook: Byanka.G.Nunes

YouTube: Byanka.G.Nunes

Email: byanka.g.nunes@gmail.com

Conto Erótico: Me descobri Bissexual.

Olá minhas gostosas, hoje eu preparei algo diferente pra vocês, fiz um conto lésbico, eu espero que vocês gostem.

Bom eu sou otima pra escrever contos eroticos, só não curto mulheres, mas já a Mila, isso é com ela mesma, ela leu o meu conto e adorou e eu espero de coração que vocês também gostem!

Isso é um conto lésbico e erótico! Então não é aconselhável para menores de 16 anos.

Conto Erótico: Me Descobri Bissexual.

Me chamo Bruna, tenho 18 anos e me descobri bissexual, eu estava no último ano do meu curso de espanhol, eu sempre fui daquelas que não se apegava a ninguém, eu tinha um ficante do meu curso, eu já estava querendo colocar um ponto final, porque vi que estava começando a me apegar a ele. Então decide conversar com ele depois da aula, só que eu fui surpreendida com uma aluna nova e todo mundo ficou parado para recebê-la a professora falou o nome dela, ela se chama Júlia, tem 19 anos e pediu que eu a mostrasse o curso para ela, acabamos fazendo amizade.
A Júlia é diferente ela muito bonita, ela tinha o cabelo curto com as pontas azuis.
Tinha uma cara de safada e eu confesso que me atrai por ela, eu nunca tinha nem pensado em ficar com uma mulher, mas ela mexeu comigo, conversamos o curso inteiro temos muitas coisas em comum.
Então trocamos WhatsApp, eu fui para casa e já tinha uma mensagem dela confesso que eu fiquei muito feliz com aquilo. A Júlia me contou que tinha um namorado, então eu esqueci aquela vontade insana de beijar aquela boca vermelha e carnuda dela.
Eu só ia por curso duas vezes por semana, que eram na segunda feira e na quinta, no começo a gente só se via nesses dias, mas começamos a nos ver fora dos dias do curso, eu comecei a me apegar com ela, como ela era diferente e descolada.
Ela terminou o namoro e saímos juntas foi o melhor role da minha vida, a gente foi dormir na minha casa, eu tomei um banho e me troquei na frente dela mesmo, sempre fiz isso na frente das minhas amigas e eu podia jurar que ela tinha mordido o lábio ao me ver nua, eu fingi que não tinha percebido me deitei ao lado dela e dormimos.
O tempo passou e ficamos cada vez mais próximas, o tal menino do começo da história, a conclusão foi, que eu não falei nada pra ele e ficamos de nos ver, mas como eu estava muito ocupada com a Júlia e as novidades não dava pra ver ele.
Em uma quinta feira, eu estava esperando a Júlia quando ele chegou, a gente ficou ali na frente do portão do curso, demos uns beijinhos, quando eu senti alguém puxando o meu braço e me chamando pra entrar, era a Júlia então eu me despedi e seguir ela, ela fez muitas perguntas sobre o menino, mas paramos de conversar quando a professora começou a aula, a Júlia pegou a cadeira e sentou ao meu lado, a aula acabou mas ela disse que queria falar comigo e eu disse que tudo bem só iria guardar as minha coisas.
Ela se levantou e fechou a porta e eu perguntei: _”O que é de tão importante assim pra você fechar a porta?” Ela veio em minha direção e disse senta na mesa.
Ela me olhava com uma cara de desejo que eu fiquei sem reação só sentei na mesa, ela começou a falar: “_Você é tão cheirosa Bruna, eu não gostei de ver aquele garoto te beijando, mas eu vou te mostrar o que é um beijo de verdade.”
Ela agarrou a minha nuca e me beijou, era um beijo quente e com muito desejo, ela parou o beijo e me olhou, ela tirou a minha blusa e foi descendo com seus lábios ate os meus peitos, ela beijo com tanto desejo, eu nunca tinha sentindo tanto prazer na minha vida, ela foi descendo a mão em direção a minha calcinha, eu estava em delírios.
Mas somos surpreendidas com alguém batendo na porta e falando:
– BRUNA?


Eu sei, ficaram curiosoas com o que vai acontecer nessa cena. Mas só irão saber na próxima semana, na continuação do conto. Eu espero de coração que tenham gostado!

Um beijinho da sua Jujuba e até o próximo conto!

Cyberbullying: Um assunto que precisa ser discutido.

Olá meninas, hoje o assunto é super sério.

Ultimamente, eu ando muito preocupada com as coisas que eu tenho visto na internet.

A forma como estão utilizando as redes sociais para ofender outras pessoas. Principalmente o Facebook, de um tempo pra cá, na minha cidade, aumentou o número de grupos no Facebook, acredito que 90% da minha cidade estão nesses grupos.

O problema, não é fazer parte de grupos e sim como esses grupos são tóxicos.

As coisas que você mais vê é:

  • Machismo
  • Homofobia
  • Gordofobia
  • Racismo
  • Comentários maldosos em quase todas às fotos postadas nos grupos.

Eu poderia ficar aqui horas e horas citando brincadeiras de mal gosto que acontece nesses grupos ou em todas as redes sociais.

Antes de me aprofundar mais, não estou generalizando todos os grupos do Facebook, mas é claro que tem grupos bons e que faz bem as pessoas que utilizam esses grupos.

Continuando, eu acredito que os comentários nas fotos são as piores coisas que eu já vi. São comentários, fúteis, grosseiros, inúteis, negativos, maldosos e por aí vai.

As vezes, muitas pessoas que pública nesses grupos é de forma inocente. Procurando novos amigos e acaba se tornando motivo de piadas, porque sempre tem comentário ruins, raramente eu vejo comentários positivos.

Eu fico super incomodada com isso, me dá uma agonia. Eu não sei vocês, mas eu sou aquela que pensa da seguinte forma:

Que todos devem ser respeitados, seja qual for sua opinião, sua raça, seu gênero, suas crenças… Todos, sem exceção, tem o direito de expressar suas opiniões, defender suas crenças, mas sempre respeitando o próximo, para não causar feridas.

Isso causa um desastre enorme, as pessoas não fazem ideia o quanto certas palavras ditas na internet podem causa consequências graves.

Eu sempre falo, que cada ação nossa gera uma conseqüência, seja no passado, no presente ou no futuro. Cada ação, cada escolha tomada, ela vai ter uma conseqüência, ela vai mudar o destino, vai atingir você e tudo a sua volta, porque não sabemos o dia de amanhã, não sabemos nada do futuro, tudo que acontece na nossa vida é incerto.

Por isso eu peço a vocês, parem com comentários maldosos na internet, isso é pra todos, seja mulher ou homem, não importa qual seja sua idade, apenas parem de retribuir esse ódio, isso pode não afetar você agora, mas afetará depois.

Pare e raciocine, se coloque no lugar de dessa pessoa, você gostaria desses tipos de comentários ruins em suas postagens? Eu digo qualquer tipo de comentários, como por exemplo: criticar suas forma de se vestir, sua forma de falar, sua forma de andar, apontar os seus defeitos, creio que você não vai gostar não é?

Isso não vai te levar a lugar nenhum, só irá conseguir mais ódio, para si mesmo e para o mundo ao seu redor.

Comece a praticar amor, comentários positivos, tire o dia pra levantar auto-estima de alguém, agradeça por tudo que conquistou e pense que todo mundo tem o seu lugar no mundo, não importa de onde veio, todos merecem ser felizes e viver em paz.

Eu espero que esse texto, fique no coração de vocês, pense mais antes de fazer comentários na internet, pra você pode ser engraçado, mas para o outro não. Pense no próximo, sempre pense no próximo!

A imagem destacada nessa publicação, tem direitos autorais.

A ilustração é da artista: Kristina Webb.

Um beijão da sua Mila e até a próxima!

Apresentação Giovanna

Oi meninos e meninas, como vão?

Eu me chamo Giovanna Teodorico, tenho 16 anos e sou a nova editora do blog. Fui convidada pela Bynd a participar do projeto, no qual eu aceitei prontamente.

Amo poesia, livros de qualquer gênero, escrevo fanfics e entre outras coisas. Sou completamente louca por música, estrelas, espaço e planetas. Prefiro a noite do que o dia, calor ao invés do frio. Não sei qual faculdade fazer, talvez publicidade ou música, mas queria mesmo era ser PM.

Meus planos aqui são basicamente em: postar alguma fic, explicar o que é uma fanfic, como fazer e outras coisas relacionadas a livros e fanfics. Também quero falar sobre músicas, bandas, cantores e afins. Com o tempo quero ir evoluindo, para fazer com que o blog cresça mais.

Eu realmente espero que os meus planos deem certo, porquê senão eu vou ficar fula da vida.

Com amor, Giovanna Teodorico.

Redes sociais:
Instagram: @Giovanna_Teodo
Wattpad: @Giih_Teodorico
Facebook: Giovanna Graziella Gomes Teodorico
E-mail: nanagraziella@icloud.com image

Quando realmente superamos o fim de um relacionamento ?

Fim de namoro definitivamente é uma merda.
Nos primeiros dias você acha que não vai superar, depois vem a saudades, eu definitivamente acho que é a pior parte de tudo, ver a pessoa, sua barriga gelar, o coração disparar.

É a sua razão, gritando pra sair, você está superando e merece coisa melhor, tudo isso é ensinamento.

A desgraça acha pouco e ainda te chama no Whatsapp, mas você é forte e se lembra porque terminou.

Sabe gostosas, eu estou falando de mim mesma! Porque eu estou superando, mas não estou só superando o fim desse relacionamento pesado, que eu carregava nas costas, mas também a minha auto estima, que ficou cada vez mais baixa, eu nunca acho que sou boa o suficiente pra nada ou pra ninguém, eu estou me curando aos poucos e tudo isso leva tempo, e muita dedicação.

Eu engordei muito e agora estou emagrecendo, mais é por mim sabe? Não é por ninguém, eu quero me sentir bem, eu sou a favor do sinta-se bem, se você se olha no espelho e se sente bem gordinha ou magrinha, magra ou gorda Seja feliz assim, sinta-se linda, não tem problema nenhum nisso, mas eu não estava bem então decide mudar, comecei a emagrecer pouco ainda rsrsrs.

Porque a pessoa aqui ama porcarias, mas isso estava fazendo mal a minha saúde e só de andar um pouco, eu já ficava sem fôlego.

Então eu resolvi mudar, eu mudei o meu cabelo, eu também fiz um corte de cabelo novo, fiz uma franginha, nossa como foi difícil, e o medo de não gostar?

Mas Beijos da Jujuba e eu sempre vou estar por aqui! eu enfrentei esse medo, eu mudei e amei o que vi no espelho fazia muito tempo que não me sentia assim, sabe eu estava louca pra fazer academia, mas não queria ver meu ex, ele faz academia no mesmo lugar, essa academia é a duas ruas abaixo da minha casa, eu tava bem paranóica com tudo, até um dia que a minha amiga puxou minhas orelhas e me disse: “Você é linda! Vamos fazer academia lá afinal é a melhor vamos fazer de manhã se ele aparecer vc aproveita e vai malhar esse seu bundão, pra ele ver o que perdeu, para de ser besta vai parar sua vida por causa de um babaca?”

Então eu acordei pra vida, eu senti falta da Juliana de antigamente, eu olhei pra ela e ela olhou pra mim com cara de reprovação, eu sabia o que ela faria.

Então deixei ela voltar e tomar conta de tudo novamente. Sabe o que ela começou a fazer? Ela vai pra academia e se ela encontrar ele, ela vai provocar, vai mostrar que não está nem aí! Que ela é linda, que ela acordou e viu que o mundo é lindo! E que ele nem é tudo isso!

Que ela vai focar no livro, no blog, no trabalho, no curso e sabe? Não tem tempo pra ele, porque ela aprendeu que o amor verdadeiro está dentro dela! Que ela precisava deixar a Juliana sair e brilhar novamente e ela está a cada vez melhor!

Meninas não vale a pena perder tempo com quem não te prioriza, a reciprocidade é a melhor coisa e se não há reciprocidade, não há nada. Se olhe, se orgulhe e repara o mulherão da porra que você é, quando você descobre isso ou se redescobre, aah meu amor, não há mais ninguém que diga o contrário de você ou que o amor próprio nos completa.

Beijos da Jujuba e eu sempre vou estar por aqui!

Oi, sou a Débora!

Bom dia, boa tarde ou boa noite!

Vocês estão bem? Eu espero que sim.

Eu sou uma das novas escritoras aqui do blog, e aqui terei oportunidades de expressar todo o meu amor pela comunicação, pela leitura, pela arte, pela literatura, pela história e muito mais…

Bom, vamos para uma breve apresentação agora: como vocês viram meu nome é Débora, eu tenho 18 anos, atualmente faço graduação em Jornalismo, sou Fotógrafa de eventos e ocasiões, trabalho como escrevente em um Cartório, e moro em Jandira-SP.

Eu não tenho somente um tema desejado para abordar aqui, eu tenho vários. Mas, eu quero dividir com vocês um pouco das experiências de uma fotógrafa atrapalhada, uma jornalista em formação, quero dividir com vocês todas as experiências possíveis. A Traca disse sobre os textos bobinhos dela na apresentação (são top), igual a ela, eu também escrevo e sonho em publicar um livro, e vocês vão poder ler um pouco do que eu escrevo também, podem ter certeza que nós do Adolescência de Lua, escrevemos por amor.

Espero que coração, que vocês gostem de tudo o que tem a vir de novo no blog, não só da minha parte, mas de todas as que compõe essa equipe maravilhosa!

Algumas formas de me encontrar:

Instagram Profissional: @decam.photos

Instagram de estudos: @study.debs

E-Mail: debora-marques2000@hotmail.com

Desabafo: “Como lidar com auto-estima baixa?”

Hoje eu vim falar de auto estima.
Eu não sei se todas as meninas do mundo vão ler esse meu texto. Mas eu preciso dizer isso aqui no blog.

Eu imagino, que assim como eu, a maioria das meninas (meninos também), deve ficar naquele “explorar” do Instagram… Olhar, sem parar, ver aquelas fotografias, perfeitas, corpos perfeitos, maquiagens perfeitas, roupas perfeitas, na verdade o “mundo explorar” do Instagram é perfeito, ele mostra essa ilusão de perfeição.
Meu amores, nem tudo que está na internet é 100%, não é só aquelas imagens que define a vida daquela pessoa que postal tal foto em alguma rede social, só sabemos o que ela mostra. Não fazemos ideia do acontece uma na vida de ninguém, ou seja esse “explorar” é só um lado bom que a maioria que as pessoas querem mostrar, gostamos de coisa boa.

Pega esse “explorar” e explore dentro de você, olhar pra si mesma, se importa apenas com você, colocar isso como rotina, assim como ficamos horas desejando ter a vida daquela pessoa, mude isso, coloque a ideia de que você não deseja nada mais do que a sua própria vida, sua existência, porque você é especial.

Vocês devem tá pensando: “Poxa, é fácil falar, difícil é colocar em prática.”

Meninas, eu não sou a garota mais perfeita do mundo e nem a mais bela.
Mas eu amo cada característica minha, com lente de contato ou sem, com maquiagens ou sem, com cabelos lisos ou enrolados, sejam loiros ou pretos. Não importa, porque são às minhas características, são às minhas escolhas como imagem, como eu quero ser, como que eu quero me mostrar, saca?
Você que leu chegou até aqui, deve estar se perguntando o motivo dessa publicação, do nada eu quis fazer um desabafo pessoal.

Então, de um tempo pra cá, meu sararah, estava cheio de perguntas de meninas, perguntando:

“O que eu tomava pra ser tão magrinha?” “Porque a minha cintura era tão fina?” “Como eu consegui deixar ela fina?”
Se eu tomava alguma coisa pra emagrecer, se a minha mão fechava em volta da minha perna

Eu recebi diversas perguntas e ignorei várias delas, porque eu comecei a ficar preocupada, acabou a crescendo número de perguntas sobre o meu corpo.

Respondendo todas as perguntas:

Gente, eu não tomo nenhum remédio pra emagrecer. Eu sempre fui magra desde de criança.

Quando fiz 15 anos e comecei a criar corpo, a ter essa fase, eu não tive uma diferença enorme, o máximo for ter uma época que engrodei um pouquinho de forma saudável, mas acabei perdendo massa, porque acabei tendo problemas de apetite, mas eu sempre tive esse corpo.

Não uso nenhum medicamento, pra emagrecer. Os únicos medicamentos que eu utilizo é para o meu tratamento… Que já é história pra outro dia.

Meninas, o que eu quero dizer com tudo isso: é que seja alta, baixa, magra, magrinha, gordinha gorda, loira, morena, ruiva, negra, mulata, japonesa, branca, olhos claros, olhos escuros, cabelos lisos, cacheados, crespos… etc.

Seja qual for a sua características, não se incomode, ela faz parte de você, eu sei como é difícil se aceitar, eu já tive essa fase de não gostar do meu corpo, dos meus cabelos, do meu rosto, do meu nariz etc…

Mas aos pouquinhos fui percebendo, que não era é porque eu não gostava e sim, porque as pessoas apontavam defeitos ou dizia que era diferente, qualquer coisa do tipo, eu começava a colocar na minha cabeça e se incomodar.
Aos pouquinhos, eu fui percebendo mais, que era as minhas características e que ninguém teria as mesmas características que às minhas. Somos diferentes, beleza é uma coisa relativa, ela não é igual.

Meu amores, se amem, se olhe no espelho agora e fala: “Eu sou linda!” Faça isso todos os dias, sempre que puder… Que você vai acabar percebendo, que até às pessoas vão dizer que você é linda…

Porque elas também percebem, o quanto você se ama e vai por mim todo mundo ama ficar perto de pessoas que se ama, mostra amor um próprio.
Então, lembre-se, não mude suas características porque as pessoas se incomodam ou porque o mundo escolheu um certo “padrão de beleza”, não mude o que incomoda os outros e se aceite como você é!

Mas se caso você, sem interferência de ninguém, realmente sentir que se incomoda com alguma coisa em você, mude, mas mude por você, não porque disseram que você tem que ser assim.

Obrigada por ler até aqui, levem esse texto pro coração ❤️

Gostou do texto, quer mais discussões assim?

Aqui está às minhas redes sociais:

Instagram: @milachiaratti

Facebook: Milena Chiaratti

Um beijinho da Mila ❤️

Oi, eu sou a Traca.

Olá, tudo bom com vocês?

Eu sou uma das novas autoras desse pedacinho sensacional de clareza adolescente. Sem muito o que falar, vou resumir: meu nome é Bianca (sim, mais uma Bianca aqui!), meu sobrenome, Tracanella, por isso assinarei como “Traca”. Tenho 17 anos, sou técnica de logística e atualmente faço graduação de jornalismo e estudo foto. Resumindo melhor ainda: sou apaixonada por arte e uma entusiasta da comunicação, daquelas que faz um pouquinho de tudo sabe, na raça mesmo. Isso inclui o fato de que agora, faço ensaios fotográficos, sigo apaixonada (aliás, aproveita que você está lendo isso e vem conhecer as falhas de uma fotógrafa falha) Enfim, postarei sobre tudo o que eu achar interessante, mas também farei um “mini guia” sobre alguns aprendizados da faculdade (como se fossem resumos), exemplos disso são: o que é uma pauta, um relise, qual o papel de uma assessoria, entre outras coisas. Também faço alguns poemas bobinhos que virão para cá, alguns textos que considero importantes e ah! Eu também estou escrevendo um livro, mas diferente do da Mila, ele não tem chances de ser publicado tão cedo, tenho muito a melhorar.

Bom, é isso, espero que gostem do meu trabalho.

Qualquer interesse sobre a minha pessoa:

Facebook: Bianca Tracanella

Instagram pessoal: @afloradax

Instagram profissional: @aquitudomistura

Até a próxima escrita!

TRACA.