Nada é por acaso!

Olá minhas gostosas, sentiram minha falta, e falta do Conto das Leitoras?
Bom, uma Leitora, mandou uma história que aconteceu com ela e uma menina, super legal, bem LGBT, quem não gosta de histórias LGBT? Eu gosto, a Mila mais gosta mais ainda!
Antes, de contar a história, quero pedir, você que não apoia o movimento LGBT, por favor, sem comentários maldosos, com preconceitos, isso não será tolerado aqui no blog.
Não vamos revelar a identidade das pessoas, os nomes foram trocados, pra preservar a intimidade da Leitora! Espero que gostem, porque eu amei!

Olá, me chamo Gabriela, eu tenho 20 anos.
Eu sempre me senti diferente das minhas amigas, pois quando, elas falavam de namoradinho ou discutiam sobre qualquer assunto, que envolvesse meninos, tipo qual “Boy era mais bonito”, eu não me sentia atração, a vontade de discutir sobre assunto, aquele tipo de conversa não me chama atenção
Quando, eu estava com 16 anos, eu comecei a me descobrir, a me aceitar como homossexual (como lésbica) Me vi apaixonada por uma colega de classe, no começo achei que seria só isso, uma paixão, mas aquilo foi crescendo, eu não assumia isso, afinal era minha amiga, nada poderia interferir nessa amizade. Ela tinha seus “rolos” e isso me incomodava, porque eu queria estar no lugar dessas pessoas, deveria ser o meu lugar.
Eu pensava: “Espera, tem alguma coisa errada”, toda vez que ouvia ela falar sobre relacionamentos, eu sentia algo errado. Seria ela meu primeiro amor?
Bom, algum tempo depois conheci uma menina em uma rede social, fomos nos aproximando, ela se chamava Fran, 6 meses depois, começamos a namorar.
Eu sentia que não ia muito longe, afinal, todas as vezes que íamos fazer algo juntas, vinha na minha mente aquela “paixãozinha” da escola.
Foi aí que tive certeza que não era uma simples paixão. Eu mantive meu relacionamento, tinha que camuflar de alguma forma o que eu sentia pela minha amiga de escola.
Tinha algo errado, eu sentia e não sabia lidar com isso.
Eu era feliz na relação, bom, ela fazia o possível pra me fazer feliz, mas eu não conseguia retribuir por completo tudo o que ela fazia. Até que durou, 1 ano e 8 meses e acabamos terminando o nosso namoro.
Então, eu achei que deveria conversar com aquela amiga de escola, mas já era tarde demais.  Acabei descobrindo que ela também sentia algo diferente por mim, descobri que me ver em uma relação com outra menina, machucava ela também, poxa, como assim?
Por medo, por talvez não saber lidar com as consequências, perdemos a chance de viver aquilo que sentíamos, de viver o momento. Não foi o tempo que não foi justo com a gente, nós é que não fomos com ele. Mas, a nossa amizade prevaleceu, ela ainda está aqui. Hoje, ela namora, é super feliz!
E eu? Ah.. eu encontrei alguém pra amar. E hoje pra mim, o tempo não é aquele que cura tudo, que leva embora o que não nos faz bem, mas ensina a conviver com as consequências do que fazemos, nos faz forte pra seguir independente do que carregamos dentro de nós. As vezes o que achamos que vai passar, e não passa, simplesmente não passa, continua de alguma forma dentro de nós, mas esse “tempo” vai abrindo espaço para novas pessoas, novas aventuras, novos amores, novas histórias.
Sim, novos amores… Mas aquele primeiro… Ah, o primeiro amor… é sempre é lembrado!

Meninas, que achou a história linda, levanta a mão agora!
Eu amei, da pra perceber, que ela superou, mas carrega com ela a lembranças do seu primeiro amor, da primeira vez que assumiu que gostava de uma menina, do seu primeiro relacionamento, que ela tinha tudo pra ser feliz, mas não era amor o suficiente!
Hoje, ela tem um novo relacionamento, é super feliz e ainda é amiga da garota que fez ela se descobrir! Isso é lindo, percebemos a evolução dela, o tempo é maravilhoso, ele abre espaços pra coisas novas, mas só se a gente se permitir!
Não esqueçam de se permitir, as coisas podem estar difícil, mas não fecha as portas, nem ás janelas, deixe abertas, pra entrar novos ares ou melhor dizendo, novas histórias, novos amores e novas lembranças!

Esse foi o post de hoje minhas gostosas, espero que tenham gostado!
Não esqueça de mandar a sua história: adolescenciadelua@gmail.com, estamos aguardando a histórias de vocês!

Beijinhos da sua Jujuba!

6 comentários em “Nada é por acaso!

  1. Ameeeeeei! História lésbica, vai ter conto erótico? Kkkkk eu adoro. Sou bi e ja me apaixonei pela a minha amiga kkkkkkkkk
    Tenho essa fama de anar amigos além da conta e nunca eer correspondia

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s