Conto Erótico: Me descobri Bissexual. (Cont.) – Part. 4

Hoje é continuação do Conto Erótico: Me descobri Bissexual. Na verdade a Part. 4 do conto.
Pra quem ainda não leu, eu vou deixar aqui em baixo a parte até a parte 3, é só clicar no nome e abre direto pra uma nova guia.

Part. 1: Conto Erótico: Me descobri Bissexual.
Part. 2: Conto Erótico: Me descobri Bissexual.
Part. 3: Conto Erótico: Me descobri Bissexual.

Isso é um conto fictício, lésbico e erótico! Então não é aconselhável para menores de 16 anos.

Boa Leitura!


Eu não consegui acreditar que hoje era sexta-feira, fazia 4 dias que tinha ficado com a Júlia e com o Lorenzo.

Eu não estava aguentando ansiedade, eu não sabia nem como agir na frente dos dois.

Quando eu estou esperando o sinal ficar verde pra eu atravessar, eu vejo Lorenzo e Julia conversando, batendo o maior papo, desde quando eles são amigos? Será que eles estão falando de mim? Eles me viram e subiram a escada.

Quando eu atravessei, eles estavam lá dentro, sentado na escada me esperando, eu fiquei sem entender. Eu fiquei olhando pra eles sem dizer nenhuma palavra.

_”Ué, o gato comeu sua língua?”

Pior que a Júlia tinha razão, eu não conseguia nem falar.

_”Imagina, o que vocês estão fazendo sentado não chão da escada?”

_”Esperando você… Eu estava aqui conversam com o Lorenzo. Meu pais vão viajar hoje a noite, só volta na segunda-feira, então, eu resolvi que vou dar uma festinha sábado e vocês dois estão convidados.”

O Lorenzo deu risada, disse que já tinha confirmado presença, que só faltava eu confirmar a minha presença. Eu não sei se era uma boa ideia, mas sair um pouco, beber, dançar, até que não é uma má ideia.

_”Bruna, só um detalhe: Eu não aceito não como resposta, entendeu?”

_”Eu entendi, por isso eu vou ir.” – Eu dei uma piscadinha pra ela, abaixei até ela e dei um selinho nela, virei pro Lorenzo e deinum selinho nele e subi as escadas pra minha sala.

Olha, eu entrei dentro da sala sorrindo. Pra minha sorte a professora não estava na minha sala, só uma garota na frente da lousa desenhando um borboleta, nem percebeu eu entrar na sala, mas assim que a Júlia entrou na sala, ela se virou, as duas ficaram se encarando, eu não estava entendendo nada.

_”O que você está fazendo aqui?” – Enquanto dizia isso, ela fechou os braços.

_”Sério? Júlia, pode parar de bancar a difícil, você me deve explicações, porque você foi morar com seu pai e a sua madrasta. Você nem se despediu!”

Eu fiquei de boca aberta, a Júlia não era tão sincera assim, ela me disse que seus pais estavam juntos e que se mudou pra cá, por causa do trabalho do pai dela, eu não acredito que ela mentiu pra mim.

_”Eu não lhe devo satisfações!”

_”Júlia, você me deve explicação, nós namoramos a 1 e 3 meses, isso não te significou nada? Sua mãe sofrendo está sem você. Seu aniversário é esse fim de semana, vai fazer outra festa maluca? Nem se quer convidou seus amigos…”

Júlia fecha a cara, não fala nada e puxa a garota pelo o braço e sai pra fora, bate a porta e grita com ela:

“Você tem que parar de controlar a minha vida.”

_”Você não entende, não pode sair da vida das pessoas assim! Você deixou sua mãe, deixou o Miguel e me deixou, sem nenhuma explicação.”

_”Isa, pelo amor, você sabe muito bem os motivos, você quer que eu lhe explique?”

Pela voz das duas elas estavam bem nervosas.

_”Eu não vou discutir isso aqui com você. Isa, eu vou te levar até lá em baixo e marcamos de conversar mais tarde.”

Depois disso, a voz vai sumindo… Acho que as duas foram para o banheiro. Eu não acredito que a Júlia tinha uma namorada, depois ela tinha um namorado, quem mais ela namorou, quem será esse tal de Miguel? Lorenzo ficou me encarando de boa aberta, não falamos nada até a professora e alguns alunos entrar na sala.

Hoje eu resolvi sentar no fundo, não estava muito afim de ficar na frente, onde todo mundo podia observar o que estou fazendo.

Quando a professora vai fechar a porta, Júlia segura e entra, vem direito pro fundo e senta na mesa do lado da minha.

Hoje essa aula vai ser tensa e longa…

Eu tento disfarçar minha raiva durante a aula, mas começo a pensar, assim como aquela garota eu merecia uma explicação.

Eu levantei da mesa, puxei a Júlia e sai da sala com ela, a professora não disse nada.

Fomos até o banheiro, fechei a porta e comecei a olhar pra ela.

_”Júlia, acho que eu também mereço uma explicação, eu também espero, que você não tente me enrolar como tentou enrolar a sua ex, eu não sou ela, nós duas sabemos muito bem disso.”

_”Ficou brava, bom eu vou me explicar. Você não sabe nem metade da história. Eu me mudei pra cá por outros motivos, eu namorava o Marcelo, aquele meu ex namorado, que você sabia muito bem, ele não suportou a distância e transou com a minha melhor amiga que na verdade era a minha namorada, mas ninguém sabia. Eu não cheguei a terminar com ela, só não disse pra onde eu ia, mas acho que agora ela me descobriu. Olha eu sei que eu menti pra você, mas eu gosto de você, temos uma química perfeita, meu aniversário é sábado agora, desde do ano passado eu não sei o que é um aniversário de verdade. Você e o Lorenzo tem que ir lá em casa, eu até cancelei a festa. O que acha? Assim eu respondo todas as perguntas de vocês dois.

Ela ficou me olhando com aquele olhar conquistador dela, deu um sorrisinho lindo, eu acabei empurrando ela na parede e comecei a lhe beijar. Eu não resisti, por mim ela pode ter feito tudo que fez, isso não vai mudar o que eu sinto por ela, não quero ser precipitada, mas também não tem nada melhor do que sexo pra fugir de uma discussão de relacionamentos, dica do dia.

Ela foi recíproca é começou a me beijar, colocou a mão por baixo do meu vestido, eu enfiei a mão por baixo da sua blusinha. Ficamos nos beijando sem parar.

Ela parou de me beijar, pegou pelo meu braço e depois me colocou na parede e começou a beijar meu corpo até chegar lá em baixo.

Quando eu ia ergue a cabeça alguém bateu na porta, pergunta se tinha gente, eu disse que sim, depois Júlia e eu começamos a nos vestir.

_”Bruna, dorme lá em casa hoje? Vamos no cinema?”

_”Tá bom, você me convenceu.”

Eu não sei, mas eu precisava dela. Eu também queria saber mais coisas sobre ela, eu também não parava de pensar no possível ménage que poderia acontecer, não posso ser a culpada de atrapalhar as coisas.


O que será que vem depois? Esses três ainda vão aprontar muito.

Eu espero que tenham ficado curiosoas, deixe seu comentário.

Não deixe de acessar amanhã, haverá uma fanfic, digamos que ela é um pouco erótica também, haha!

Beijos da Mila!


Anúncios

29 comentários sobre “Conto Erótico: Me descobri Bissexual. (Cont.) – Part. 4

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s