Sou Rosa.

Te trago flores
Mas não vão durar
Te trago flores
Não sei se é assim que vou ficar
Te trago flores
Eu não tô legal
Te trago flores
São do jardim do meu quintal
Te trago flores
Pra não amolecer
E te fazer entender
Te trago flores
Cheias de espinhos
Pra te mostrar
Que nem tudo meu é brilho
Te trago flores
Uma tipo réplica da minha vida
Meio despedaçada, também tá na guerrilha
Te trago flores
Entenda por favor
O vermelho, dela a cor
Representa meu amor
Te trago flores
Não me faça desenhar
O tanto que meus espinhos cortam, é o tanto que eu quero amar

Até a próxima escrita!
-TRACA.