Migalhas de Amor

Migalhas de amor, não quero e nem dou!

Um dia alguém me propôs me amar um pouquinho;

Assim devagarzinho, sem querer correr? Como quem não quer sofrer e prefere ficar do zero.
Mas amor assim eu não espero;
Porque viver de metades é um horror!
Migalhas de amor, eu não quero e nem dou!
Mesmo assim ele insistiu, vivia me rodeando, chegava de vez em quando sem nem me dar satisfação.
Vinha um dia sim, no outro não;
E esse tipo de coisa eu não tolero!!
Na briga até modero, mas dá ausência ele sentiu sabor…
Migalhas de amor, não dou e nem quero.
Um dia fui me embora, sumi, não dei noticias, e né que ele chamou até policia pra saber meu paradeiro?
Se atolou num mar de desespero e disse:
“Oh destino severo, levou a mulher que venero”
E ficou só ele e a dor!
Migalhas de amor, não dou e nem quero.
Mas ele me procurou até me encontrar, viu?!
E disse de cara lavada:
“Porque deixaste a morada sem nem me dar explicação?”
E eu disse:
“Não entrego meu coração só para dançar um bolero, se quiser os motivos, renumero, mas não me comprarás com uma flor!”
Porque migalhas de amor, eu não quero e nem dou!
E assim a história acabou.
E não foi eu que saí perdendo, hoje é ele quem está sofrendo, por querer brincar de amar.
E eu cansei de avisar;
Que malandro não considero.
Eu o ofereci amor sincero!!
Foi ele quem não soube dar valor;

Porque migalhas de amor, eu não quero e nem dou!!!

Poema De: Brenda Suerda

Recitado Por Bynd, caso tenha curiosidade de me conhecer melhor tenho Instagram, Canal no You Tube e Página no Facebook:

Instagram: @byanka.g.nunes

Facebook: Byanka.G.Nunes

YouTube: Byanka.G.Nunes

Email: byanka.g.nunes@gmail.com