Setembro se vai, mas a nossa luta continua.

Alguns dias são alegres e ensolarados.
Outros dias são chuvosos e tristes.
E tem aqueles dias, que você acorda, levanta e não desiste.
São aqueles dias que você persiste.
Que você não desiste, que você não deixa a sua vida passar.
Sonhar é não deixar de acreditar.
Se você insiste, é porque acredita.
Se você acredita, é porque sabe que no final tudo se realiza.

 ~ Milena Alves

img_20171009_155819_072-01 (1)475726935..jpg
Desenho Autoral – Byanka G. Nunes.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Beijão da Mila.
Gratidão!

 

 

Fiquem ligadas no blog!

Olá minhas luas? Gostaram do apelido? Está tudo bem com vocês? Eu espero do fundo do meu coração, que tudo esteja bem ou melhorando pra você todas vocês.

A vida é uma loucura, a gente sempre anda pra lá e pra cá, sempre tentando alcançar os nossos objetivos e no meio dessas metas, eu fechei umas parcerias e comecei novos conteúdo para o blog, eu estou tão feliz com esses novos projetos e essas parcerias, o mais legal é que tudo tem com haver o conteúdo do blog.

Eu sei que eu costumo ser prolixa em todos os meus posts, mas dessa vez eu só vim deixar esse recadinho. Fiquei jogadas no blog, que vem novidades por aí.

20171224_174503-011828633465.jpeg
Desenho Autoral – Byanka G. Nunes.

Não deixa de seguir as nossas redes sociais, é por lá que você fica sabendo todas as novidades do blog @adolescenciadelua.

Nossas Redes Sociais:

Instagram do Blog: @blogadolescenciadelua

Redes da Mila:
Instagram: @milaavenue

Redes da Bynd:
Instagram: @byanka.g.nunes

Redes da Anna Abibi:
Instagram: @anaabibi

Redes da Traca:
Instagram: @tiatraca

Beijão da Mila! Gratidão!

Só essa semana!

Eaeeee manas do meu coração, tudo bem com vocês? Eu espero que esteja e que possamos conversar um pouco. Só essa semana eu já tive duas crises, eu já pensei em desistir de tudo umas mil vezes e depois mudei de ideia, eu já fiquei desesperada com coisas que ainda nem aconteceu, eu já senti medo, já me senti sufocada, eu não fiz absolutamente nada, eu não sai da minha cama, eu não quis conversar, só essa semana eu acordei lá no fundo e sem nenhuma força pra voltar, ainda estamos na quarta, a semana ainda tem mais dias pela frente e eu não consigo pensar em como sair da cama.

Nessa quarta, enquanto eu escrevo esse desabafo eu me encontro sentada no meio do quintal da minha casa, sozinha, as vezes eu esqueço que a Mel e o Astor não estão mais aqui, nenhum dos dois vai aparecer para disputar carinho, mas eu ainda fico esperando por eles, eu me dei conta essa semana que não superei, já fazem meses e eu ainda estou aqui sem saber lidar com a saudades, talvez pelo fato deles terem partido nos piores momentos da minha vida, talvez os meus remédios não estejam ajudando tanto e eu estou esquecendo de como é seguir com a vida.

Eu sei o que deve parecer, que eu não sei escrever sobre coisas boas, mas eu sei, só que eu nunca acabo, eu tenho projetos começados que eu quero compartilhar, mas como eu vou acabar de contar o que me faz feliz se eu só estou sentindo dor? Eu tenho todo o apoio pra ficar melhor, então por que eu não fico? Será que sou eu mesma que estou me afundando? Talvez, eu não sei se vocês leram o texto Você se corta? O sobre se mutilar, podem ter achado que algum exemplo era bobo, mas só essa semana, só em dois dias, eu fiz mais feridas na minha cabeça de uma única vez do que durante todo o ano.

As crises vem do nada e se tornam tudo, eu sei que posso escolher entre me entregar para elas e lutar contra, mas é muito difícil lutar, é difícil se convencer que se é capaz, eu nem mesmo sei por onde começar, nem sei o porque estou assim, será que é a saudades? Talvez.

As pessoas costumam falar que as coisas passam, mas elas esquecem que cada pessoa tem seu tempo, eu não sei que dia vou acordar e esse vazio vai ter desaparecido, eu sei que um dia eu vou acordar e me forçar a fazer as coisas, as coisas simples e mais complexas, talvez isso aconteça amanhã, eu posso levantar e ver tudo diferente, eu posso mudar de ideia sobre desistir.

Eu não consigo imaginar como deve ser conviver comigo, como o Pedro ainda não saiu gritando pelas montanhas, no lugar dele eu não suportaria toda essa frustação que vive dentro de mim. Então eu fiquei pensando comigo mesma: o amor realmente suporta tudo? Então eu me coloquei no lugar do Pedro e pensei em porque eu ainda não contei sobre ele, sobre como ele é capaz de me acalmar e também me estressar, sobre como ele é a melhor definição de amor, mas eu não sei sei tambem se vocês querem saber, eu não sei nem se o que estou escrevendo está fazendo sentido, faz algum? Vocês sentem um vazio também? Eu não devo estar sozinha no meio desse caos que é ter que viver sem se deixar levar pela vontade de por um fim em tudo, por um fim não vai acabar com a minha dor, só vai fazer outras pessoas sentirem elas, acho que estou seguinto o meu próprio conselho de por o que sinto pra fora, confesso que to me sentindo mais calma.

Só enquanto eu escrevia o que estou sentindo para vocês, já pensei em escrever sobre outras coisas, eu queria poder contar sobre os livros que amo, mas eu me conheço e sei que acabaria contando o livro todo em vez de só apresentar motivos para vocês também lerem, eu pensei em falar sobre como eu amo ir em raves e como elas são de verdade, sobre as praias que conheço, sobre como é bom viajar, meus planos para daqui pra frente e muito mais, só que para isso acontecer eu vou precisar da ajuda de vocês!

Eu quero que vocês me guiem sobre os meus próximos posts, sobre o que querem saber, quero que façam parte de tudo que esteja envolvida, eu quero contar sobre o Pedro, mas será que vocês querem saber? Eu preciso das minhas manaaaas, me orientem e eu prometo me dedicar ao máximo, porque vocês também me mostram que vale apena não desistir, eu comecei o post falando sobre como tudo estava ruim e já estou terminando cheia de ideias, isso é o que conversar com vocês me faz, me da ânimo e vontade de ser melhor!

Então eu vou precisar da opinião de vocês, comentem o que querem, me mandem pelas minhas redes sociais que eu vou deixar aqui para vocês, me ajudem a saber o que vocês gostam, isso faz toda a diferença. Meu Instagram vocês podem encontrar no insta do blog, mas se não acharem é: anaabibi, lá vocês podem interagir melhor comigo e eu com vocês, to contando com a participação de todas para o proximo post, comentem, me mandem sugestões e eu farei com muito carinho!

Curte, compartilha e vamos interagir uma com a outra, com amor: Abibi e sua galáxia! ❤

Setembro amarelo está acabando.

O mês tá acabando
Mas a luta não
Vai, levanta desse chão

O mês tá acabando
Mas você vai suportar bem mais que isso
Não espere pelo paraíso

O mês tá acabando
Mas a jornada só tá começando
Vai, continue lutando

O mês tá acabando
Mas estamos bem longe de atingir a meta
Milhares de suicídios acontecendo todos os dias
Por conta de falta de empatia, estudo
Da antropologia

Tá acontecendo agora mesmo
E você não vai ser mais um
Você vai ser mais forte
Mais do que já foi
Pois a cada minuto que passa
Você conquista uma nova vitória
Levantar da cama é sua glória!

Você não vai desistir
Porque você tem aquele curso pra fazer
Aquela música pra ouvir
Aquela boca pra beijar
Você tem um mundo pra viver!

Eu sei que tá difícil
Mas seja louco o suficiente para resistir
Porque entre altos e baixos
A felicidade
Está aqui

Até a próxima escrita!

-TRACA.

Tá tudo bem…. Passou!

Tá tudo bem…. Passou!

Sabe quando tudo parece perdido? Literalmente tudo, você não faz nem ideia de como se sente, só sabe que não está bem com você mesma, você não quer sair de casa, pensa só nos problemas em sua volta, como arranjar um emprego, ou lidar com seu emprego.

Sabe aqueles problemas que a gente sabe que todo mundo tem, tipo ter que aguentar o estresse da faculdade, não podemos esquecer aqueles que se matam pra pagar às mensalidades e aqueles que acaba trancando a faculdade por falta de grana, tem aquelas garotas ou garotos de escola, que estão lidando com a pressão dos professores, pressão dos pais, dos amigos, se bobear até de familiares, ter que lidar com sociedade, preconceitos e por ai vai.

Isso acontece, quase todos os dias, com milhares de pessoas pelo mundo inteiro, são milhares de pessoas tentado lidar com um problema igual ao seu ou totalmente diferente do que você esteja passando ou que você já tenha passado.

São tantas pessoas, com tantos problemas. Eu também tenho problemas, assim com vocês aí do outro lado da tela.

Eu posso não saber o que você tem que enfrentar no seu dia-a-dia, mas eu sei muito bem, que cada passo que fazemos, cada problema solucionados ou não resolvidos, cada um deles, vão construir a sua história, cada um deles diz quem você é, no final vai valer a pena.

Na verdade, já vale a pena, antes mesmo de você saber na onde às coisas vão dar, isso já vale a pena. Cada solução e cada problema da sua vida vale a pena, cada lembrança que você tem na sua vida só mostra que você superou a morte dos seus avós, você superou o dia que teve que enterrar seu bicho de estimação, você superou quando caiu a primeira vez que andou de bicicleta, você superou quando teve que se mudar de casa ou cidade, principalmente porque era contra a sua vontade, você superou em ter que fazer novos amigos em uma nova escola, você superou o medo de dar seu primeiro beijo, você superou aquela amizade falsa, você superou e supera todas as brigas que teve ou tem com seus familiares, você superou em ter perdido uma grande amizade, você ganhou uma melhor amiga (o), você perdeu uma tia (o) querida (o), você também superou aquele friozinho na barriga, você sabe o friozinho que eu estou falando. Aquele que você sentiu quando você transou pela primeira vez, você amou a sua primeira vez ou pode ser que você seja aquela garota que odiou a primeira vez, eu faço parte desse time que odiou a primeira vez, por favor me adicionar na redes sociais, hahaha. Você também se apaixonou e se iludiu, mas você também iludiu, nem que tenha sido sem querer, você também se desapaixonou, sofreu e se apaixonou de novo, de novo e de novo e vai continuar achando que acertou, mas no final errou ou vai achar que errou e pode ser que acertou e vai ter aquele que você não faz a mínima ideia, mas você superou, como sempre, como toda vez.

Agora me diz, por que acha que agora não vai ser diferente?

Você superou tudo isso e muito mais, dê um tempo, você ainda tem muita coisa pra aprender, pra entender, pra superar.

Eu confesso, tem dias que a gente quer morrer, tem dias que eu também quero morrer, tem dias que a gente não quer sair de casa, tem dias que eu também não quero ter que sair de casa, tem dias que a gente não quer sair com nossos, tem dias que eu também não quero saber dos meus amigos, muito menos da minha família, me abraçar? Nem pensar.
Eu sei, tem dias que são assim, queremos ficar sozinhos e sofrendo e pensando a cada segundo: O que eu estou fazendo com a minha vida, comigo, com às pessoas a minha volta? Como elas me veem? Como eu me vejo?  Quem eu sou?

Eu conheço esses dias, eu também enfrento eles de vez em quando, mas eu também conheço outros tipos de dias. Sabe aqueles dias? Não aqueles que a gente fica menstruada, ou com as minhas tias sempre disseram: “Aqueles dias que a gente fica de chico…”
Não é desses dias que eu estou falando, esses dias eu quero bem longe, mas fala sério ninguém merece, não é?

Os dias que eu quero bem perto, são os dias que eu acho que são incríveis, aqueles que aquecem o coração, que as suas bochechas até queimam de alegria, eu sei que você também acha isso, porque você também já sentiu essa sensação, você também já tevê dias incríveis, pode ser que de vez em quando você também tenha dias bons. Vai dizer que eu estou enganada?

Aqueles dias incríveis com a sua melhor amiga ou com a suas melhores amigas.
Eu sempre pensei, que a gente sempre tem várias amigas na nossa vida, tem aquelas que a gente fala todos os dias, aquela amiga que a gente vê na escola, aquela bff 24/horas, amiga de trabalho, faculdade. Já parou pra pensar em todas as pessoas que você conversa ou já conversou por onde você andou? Imagina, às pessoas que você ainda nem teve a oportunidade de conhecer. É claro que tem aquelas amigas que são as mais especiais da nossa vida e isso também é a melhor coisa do mundo.

Enquanto, eu fiquei falando, falando e falando, você conseguiu nos seus momentos com seus amigos?

Isso, já pensou nesses dias? Porque eu continuo pensando nos meus dias com cada uma das minhas amigas, seja juntas ou separadas, cada momento com cada uma delas.
Os dias que fui tomar sorvete com elas, o dia que fomos no shopping, aquela ligação que fizemos por horas, as trocas de memes, quando matamos aula, às nossas primeiras festas, a nossa formatura juntas, ou aquele dia que saímos e ficamos bêbadas, pode ser que também voltamos pra casa totalmente bêbadas, o dia que tivemos PT em  alguma festa, quando fizemos às nossas primeiras festas e depois perdemos a conta de quantas festas já tínhamos ido ou feito, os dias que elas me esperaram chegar, mesmo quando eu estava super atrasada, também tem aquele dia que eu segurei vela pra ela, depois de tantas vezes segurar vela pra mim, ou aquele dia que eu estava péssima, com medo, assustada e cada uma delas me acolheu, me ajudou, me abraçou, me acalmou e me ajudou a sentir o medo passar. Nunca vou esquecer daquele dia, que ganhei a minha prima festa surpresa, foi esse ano, no meu aniversário de 20 aninhos. São tantos momentos, tantas histórias.

Você consegue ver os seus dias felizes com os seus melhores amigos? Eu consigo.
Eu fui longe, não pare de pensar, continue pensado, eu sei como elas são importantes pra você, por más que sejam lembranças boas ou ruins, elas ajudam você a crescer é a razão de você ainda estar aqui e ainda poder estar lendo o meu blog, vai saber não é mesmo? Nada acontece atoa nessa vida.

Eu já ia me esquecendo, também tem àquele dia sensacional que você sai com seus amigos pra fazer aquele role e depois percebe que todo mundo está sem rumo.

Isso, é desse tipo de role que eu estou falando, aqueles que não sabemos a hora que vai voltar e nem como vai voltar, as vezes achamos que não vamos voltar, mas no outro dia, você já está em casa e só quer que aquela ressaca passe e que aquele dia se repita de novo.

Às vezes, tem aqueles dias, que você está super animada pra ver um filme clichê da Netflix ou quem sabe ir pro cinema, ver um filme que adora… gzucristinho, eu amo cinema, vocês já sabem disso, já estão cansados de ouvir eu falar que amo cinema, poxa e aqueles dias de sair com o namorado ou @, eu adoro esses dias, você acorda, se arruma toda, procura a sua melhor roupa, monta looks, se maquia e vai arrasar no passeio com o boy ou um encontro com um gatinho que você conheceu.
E os dias que você tem que sair em família, eu sei que as vezes, você não quer sair com seus familiares, você chega até pensar, porra, eu não queria estar aqui com esse pessoal, só que no final fica feliz por ter ido e ter conseguido perceber a sua família tão feliz por você estar ali com eles.
Eu sei, eu também conheço essa sensação.

Putz, vocês também já devem ter tido aquele dia cheio de tédio, que você não aguenta mais ficar em casa. Tudo fica tão sem graça, sem cor, você nem sabe porquê. Eu odeio esses dias, eu não gosto de ficar parada.

Às vezes, eu me toco e penso que talvez, eu deveria fazer uma maquiagem. E não é que dá certo? Dê vez em quando, acaba dando certo e eu começo a cuidar de mim, me maquiar, colocar uma roupa legal. Eu acredito que tem dias que você também faz isso. O dia que você toma um banho, uma limpeza de pele, faz a unha, faz uma maquiagem, arruma o cabelo, passa um perfume, fica linda, mas não vai sair pra lugar nenhum, fica até um pouquinho triste, está tão maravilhosa e não vai poder exibir a sua beleza por aí, afinal você é linda.

Só que depois, acabamos tirando essa ideia ridícula da cabeça e ficarmos tirando mil fotos de nós mesma, pra acabar gostando de 5 fotos das 100 fotos que você tirou e dessas 5 postar 2, sim, com certeza eu também sou assim, acredito que todas nós somos assim.

Agora me diz, você ainda continua achando que tudo parece perdido? Eu sei que eu disse muita coisa pra você, falamos de várias lembranças boas e ruins e você superou todas, cada uma delas teve a sua dificuldade pra superar e você mesmo assim conseguiu superar. Pensa, nas coisas que eu mencionei lá, você ainda acha que não é forte? Você superou algumas das coisas que eu citei?

Eu sei que superou, caso ainda não tenha superado isso que você está passando, eu sei que vai passar, eu sei disso, você sempre vai superar mais e mais problemas, a vida tem seus altos e baixos e os problemas fazem parte disso, assim como as soluções, as alegrias e tristezas, algumas certezas e às dúvidas, etc.

Eu não estou aqui pra dizer que seu problemas são tolos, eu não sei a suas histórias, mas você sabe a sua história, eu nunca vou saber metade das coisas que vocês passam, assim como vocês não sabem tudo o que eu passo, com não sabem o que o colega da sua sala passa, o que a sua melhor amiga ou namorado/namorada, a vida do seus pais também.

Seus pais passaram por tantas coisas que vocês nem imaginam a quantidade de coisas que eles já passaram, algumas coisas eles vão conseguir dar os melhores conselhos, mas tem coisas da vida que eles não vão saber responder, também tem coisas sobre eles  que a gente nunca vai saber ou entender, assim como eles também não fazem ideia do que você passa, eles podem até ter a mesma noção do que vocês estão passando, mas nunca vai ser da mesma forma da adolescência que eles tiveram. Nunca sabemos tudo sobre a vida um do outro.

Sabe aquele ditado: Eu sou um livro aberto.
Ele até pode ser verdade.

Só que nesse caso, o livro aberto ainda está sendo escrito, como se você só estivesse acesso aos capítulos que já foram escritos pelo o autor, nesse caso pela pessoa.
Só sabemos sobre a vida das pessoas, até certo ponto, talvez até seja exatamente por isso, que acabamos quebrando a cara e vamos continuar quebrando a cara e também quebrando a cara das pessoas, por erramos e somos aprendiz no amor, somos aprendizes na vida, faz parte de todos nós.

Tem vezes que não temos controle das coisas, só temos que tentar parar pra racionar o que é melhor pra gente e não fazer o mesmo erros, mas as vezes erramos muitas vezes, até toma vergonha na cara e não continuar fazendo a mesma merda, e não tem nada de errado nisso, eu também acabo tendo que passar algumas vergonha mais vezes, tipo várias vezes no crédito, hahaha.

Então, tenta pensar que amanhã, tudo isso você está sentindo, não vai ser nada, que de qualquer forma, você vai continuar seguindo em frente. Eu sei que tá difícil, as vezes eu também tenho dias difíceis.

Sabe, já aconteceu tanta merda na minha vida, que hoje eu nem ligo para as merdas que acontecem ou que já aconteceram, eu aprendi abraçar todos eles.

Sério gente, pensa junto comigo, já acontece tanta merda na nossa vida, vai acontecer mais merda, porque você não abraça essa merda toda? Vocês não fazem ideia das merdas que já me aconteceram, por isso eu virei pra mim e disse: eu vou abraçar essa merda toda, as merdas que eu já fiz as, as merdas que eu irei fazer por aí, vou abraçar essa porra toda, junto com todas as consequências, a vida é uma loucura, é uma merda e vai continuar acontecendo merdas, mas eu acho que nós podemos fazer uma cagada bem melhor que essa, sempre tem como melhorar.

Agora eu dei uma risada bem alta. Eu sei, eu fui longe demais, mas sério, se você pensar é basicamente isso, acontece coisas ruins e boas, são coisas que fazem a sua história.

Eu sempre ouvir as minhas tias dizendo: Ou aprende pelo o amor ou pela dor. E realmente tem coisas que vamos aprender com amor e outras que vai ser pela dor, os dois são muito importantes pra contar a sua história.

Hoje eu abraço isso, tem coisas que eu ainda não abracei, mas não significa que eu não vá conseguir abraçar, tudo tem seu tempo, sua própria intensidade, é como se cada probleminha da nossa vida, tivesse o seu próprio remédio pra cura no seu tempo certo, o remédio vai fazer efeito e vai curar essa dor que você está sentindo.

É sua dor, ela vai levar o tempo que precisar pra curar.

Eu lhe prometo, que eu não vim aqui, forçar você a ser amar agora da noite pro dia, eu não vim aqui só para lhe falar: se lembre das suas lembranças boas e esqueças as ruins, eu não vi só pra isso, eu também não vim pra lhe dizer se ame, se cuida, não faça isso, muito menos aquilo, como eu já disse é sua dor, você que sente, você convive com ela, você sabe como se sente quando se olha no espelho, só você sabe como sente quando tira foto, quando toma um banho, quando dorme, quando acorda, quando come, etc.

Eu posso ter passado por problemas semelhantes ao de todas vocês, mas eu também tenho problemas totalmente diferentes da realidade de vocês, assim como eu não posso ter por passado por problemas que você enfrenta, cada um tem a sua dor, só você sabe como é, só você pode dominar ela, você conhece o que sente, no fundo você sabe que a resposta está dentro de você.

Eu sempre digo, que a resposta pra tudo está dentro de nós, pra tudo que gente conhece, você se conhece a vida toda, você sabe os seus pontos fracos e fortes, use ao seu favor, procure a resposta dentro de você, sempre tente tirar um tempinho pra você.

Eu não estou dizendo pra você só tomar um banho, se maquiar, olhar no espelho e dizer: “Estou linda.”

Quando eu digo, tire um tempinho pra você.

Eu quero dizer, reflita sobre você, sobre a sua vida, se questione.

Se questione sobre a vida, sobre seus pais, amigos, namorado ou @, se questione sobre a sociedade, faculdade, escola ou trabalho. Se conheça e faça perguntas pra você mesma, procure às respostas em você, só você sabe o que é melhor pra você.

Eu quero você se sinta linda, eu quero você tire um tempo pra passar com você mesma.

Sabe, seja sua própria melhor amiga, para de dar amor pra quem não merece, de esse amor pra outra pessoa: seja amigo, seja pra outro @ seja pra sua mãe e pro seu pai, nem que você dê esse amor pro primeiro que passar  na rua, mas não desperdice o seu amor com pessoas que não merecem. Se abrace.

Abrace suas escolhas, sejam as certas ou erradas e aprenda com as consequências de cada uma delas e abrace todas elas, porque é quem você é, comece a pensar de uma forma diferente, sabe aquelas coisas  que você fala de todas as garotas, os elogios que você faz pra todas elas, faça eles pra você também, também deixe de fazer críticas em outras pessoas, você também sabe como é se sentir mal consigo mesmo, todo mundo sabe disso, nem que seja um pouco, mas sabe muito bem como é a sensação.

Comece a pensar:

Se aquela garota se ama, porque eu também não posso me amar? Sabe, se aquela garota namora? Quem sabe eu também possa ter um namorado, mas ser solteira? Eu gosto? Qual dessas opções eu quero pra mim? Esse menino me ama mesmo? Será que ele também me merece? Porque ele me ama? Ele deveria amar uma garota melhor? Porra! Eu também posso ser essa garota melhor, não é? Porque não pode ser eu? Porque eu sempre tenho que pensar que aquela garota é melhor que eu? Ela não é melhor. Eu não sou melhor que ela, nos duas podemos ser melhores, cada uma com seu jeito, com sua personalidade, com seu estilo, com as suas características.

Sempre pense, que você pode ter o que quiser e ser o que quiser, desde que você seja você mesma e tenha empatia, amor, carisma com o próximo, não adianta querer ser linda, querer ser a melhor e não ser melhor de verdade.

Quando eu digo MELHOR DE VERDADE.

Eu penso, que é amar de dentro pra fora, de fora pra dentro e distribuir esse amor a todos, sem exceção, claro que tem pessoas que não merece seu amor, também vai ser difícil dar amor para pessoas que te magoou ou qualquer coisa desse tipo, eu sei que é difícil saber quem merece ou não, mas essa é a graça do amor, ele e puro, mão podemos tocar, mas só quem sabe amar, consegue sentir. Então, se se ame muito, se transborde de amor, distribuía esse amor, mas nunca deixei que o seu amor seja tóxico para outras pessoas, apenas respeite seus sentimentos e os sentimentos dos outros.

Todos os dias quando eu acordo, eu sempre repito pra mim:

Às vezes, eu posso fazer bem pra uma pessoa que é muito importante pra mim, mas ela me faz mal, me deixa pra baixo ou qualquer coisa do tipo, então, cabe a mim decidir, se eu quero ou não certas pessoas na minha vida, assim como também pode acontecer, de eu fazer mal pra uma amiga e ela se sentir péssima quando está comigo, então ela também tem o direito de decidir se eu devo ou não permanecer na vida dela.

Ficou claro?
Relacionamentos tóxicos não é legal, não importa qual tipo de relacionamento.
É tóxico pra você? Se afaste. O seu amor é tóxico pra outras pessoas? Se afaste também.

Decida o que é melhor pra você e ajude os outros a pensar no que é melhor pra eles, seja você e deixa os outros serem eles, porque você vai passar a vida inteira com você mesma, amor próprio é amar a sua própria companhia, se ame, você não está sozinha, eu também estou aqui, mas não existe coisa melhor que ser sua própria melhor amiga.

Se ame, até esse amor chegar na vida de outras pessoas, que todo esse amor, faça outros se amarem e que também consigam amar uns aos outros.

Gratidão! Beijão da Mila! 

FANFIC: Vingadores – Filha de Tony Stark (Part.9)

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Eu sei que estamos demoramos muito pra voltar com as Fanfics, o blog está passando por muitas alterações, então só agora que tudo está voltando pro seu devido lugar.

A Giovanna, está passando por uns problemas pessoais, vamos desejar força pra ela melhora e voltar pro blog.
Enquanto ela fica ausente, vamos continuar postando a continuação da Fanfic, no caso a Giovanna vai continuar escrevendo e eu vou postando pra vocês!

Talvez, eu demore pra postar a continuação, pois dependemos da @giovannateodorico, pra que tenha continuação. Então, eu quero pedir pra vocês deixar sua curtida, que vocês deixem comentários, compartilhe em suas redes sócias, vamos motivar a @giovannateodorico.

Obrigada por todo o carinho, e pelos comentários.

Pra quem ainda não conhece a Fanfic é só acessar os links abaixo!

Part. 1: FANFIC: Vingadores – Filha de Tony Stark.
Part. 2: FANFIC: Vingadores – Filha de Tony Stark .
Part. 3: FANFIC: Vingadores – Filha de Tony Stark.
Part. 4: FANFIC: Vingadores – Filha de Tony Stark.
Part. 5: FANFIC: Vingadores – Filha de Tony Stark.
Part. 6: FANFIC: Vingadores – Filha de Tony Stark.
Part. 7: FANFIC: Vingadores – Filha de Tony Stark.
Part. 8:FANFIC: Vingadores – Filha de Tony Stark.

Eu espero que gostem da continuação de hoje.

Boa leitura!


IMG-20180531-WA0120.jpg

Vejo Natasha ao lado de Thor me olhando. Ela abre um minúsculo sorriso quando percebe que estou a olhando.

— Conversamos depois. — Anthony diz para mim, o que me deixa tensa.

Sabia dos riscos que era para mim vir até aqui, mas não queria encarar as consequências, principalmente se essas consequências tem nome e sobrenome.

— Iremos te soltar dessa jaula, mas com condições simples. Fique na linha, calmo, e nada irá acontecer a você. — Anthony sorri abertamente. Seus dentes brancos brilham no escuro. — Mas se você tentar algo, – Deus queira que tente – iremos te colocar nessa jaula de novo e te jogaremos daqui como se joga lixo fora.

Loki parece estar entediado, como se já tivesse escutado ameaças diversas vezes. Talvez realmente tenha. Natasha sai de perto de Thor e anda até o painel e aperta alguns botões, fazendo com que o uma parte do vidro da redoma deslize para o lado.

Loki sai de dentro da redoma e encara o irmão. Há uma tensão no ar quase palpável, como se a soltura de Loki tivesse um outro significado, um que eu não conseguiria entender ou perceber.

Thor quebra a tensão pegando o braço de Loki e o levando para longe daqui, sendo seguido pelos outros heróis de perto.

Tony e eu permanecemos no lugar. Encaro os meus sapato encardidos enquanto espero qualquer coisa da parte dele, um berro, um xingamento, um castigo, qualquer coisa. Mas nada disso veio.

Deixo de encarar os meus sapatos e encaro Tony. Ele está com os olhos pregados em mim, me vendo. Me senti incomodada porquê era como se ele estivesse lendo a minha alma. Depois de instantes em silêncio e muitos olhares, tomo coragem para quebrar o silêncio.

— Como você soube onde eu estava?

Ele ainda continuou me olhando com os olhos crispados.

— Natasha me disse que você a estava seguindo, e aliás, há câmeras por aqui docinho. — sinto a arrogância presente na voz dele, mas tem algo nela, algo oculto que deixa mais amargo a fala.

E claro que a Natasha percebeu que eu a estava seguindo. Sendo a incrível espiã que é perceberia uma garota normal atrás dela.

— Olha, eu sei que você não gostou muito do que eu fiz… — finalmente obtenho uma reação dele, mas não foi a que eu queria.

— Não gostei muito? — engulo em seco quando ele dá uma risada nasalada, o que me assusta. — Eu odiei, existe uma grande diferença.

— Também não é pra tanto… — e novamente ele me corta, cruzando os braços em frente ao corpo.

— O que foi que eu te pedi? — não respondo, mas ele espera uma resposta.

Percebi o que ele estava fazendo, e céus, como dói ter o orgulho ferido.

— Não me aproximar de Loki.

— Exatamente. Mas o que você fez? Correu diretamente para ele como uma presa. — levanto o olhar a Tony quando ele me associa a uma presa, exatamente como eu pensei que eu era.

Uma presa perto de Loki.

— Era uma tarefa simples. Ficar longe de Loki pela sua segurança. Eu confiei em você, confiei que pelo menos isso você faria, mas você traiu a minha confiança.

E com essas simples palavras ele me destruiu completamente, destruiu o meu ego e o meu ser. Sinto vontade de chorar, sinto vontade de cavar um buraco e sumir da vista de Tony.

— Me desculpe Tony, mas eu… — quando pensei que o discurso tinha acabado, que ele tinha terminado de me destruir, era apenas a ponta do iceberg.

— Precisava falar com Loki? — agora eu sei o que estava oculto no tom da voz de Anthony. A decepção. — Eu iria cuidar disso, faria com que ele saísse da sua cabeça, mas nãaao, você não confiou que eu cuidaria de você.

— Não foi isso! — minha voz sai mais forte do que eu esperava.

E novamente Tony me surpreende com a reação. Ele abre um sorriso largo enfiando as mãos nos bolsos da calça social.

— Então foi como? — a forma simplista que ele disse a frase me deixou mais assustada.

Mas o pior mesmo foi perceber que ele estava certo. Eu realmente não confiei nele, e por não confiar trai a confiança que ele depositou em mim, uma mera humana.

Tony estava certo, e ele sabe disso. Seu sorriso foi fechado, e as mãos tiradas de dentro dos bolsos. Anthony checa o relógio de pulso extravagante, e suspira. Por instantes ele pareceu ser mais velho.

— Castigo por um semana sem celular e essas coisas por ter me desobedecido. — encaro o homem a minha frente, mas saco o celular do meu bolso e entrego a ele.

Sem falar mais nada, Tony se vira e começa a andar para a saída.

Não me importo com a droga do castigo, mas sim que agora a confiança de Tony em mim não existe mais, e vai ser difícil reconquista-lo.

Continua…


Eu espero que a sua leitura tenha sido ótima, aproveita e faz uma maratona da Fanfic. Semana quem vem têm mais!

Beijão da Mila. Até o próximo post, gratidão!

Setembro: Amarelo de Luz

Amarelo de Luz

IMG-20180703-WA0009.jpg

Vem Setembro…
Finalmente você chegou.
O mês que me traz paz, que eu seja capaz de alcançar meus objetivos.
Que eu consiga ser mais reflexiva e objetiva.
Que esse mês eu me livre de pessoas cansativas.
Que eu encontre pessoas mais evoluídas
Que eu pare depositar certas expectativa nas pessoas, mas que eu nunca deixe acreditar no lado bom da vida.
Que setembro me ajude a enxergar que eu sou, que eu encontre a minha paz, que ser eu mesma seja leve. Eu desejo que essa paz dure até dezembro.
Que esse mês seja tão leve e tire o peso dos meus ombros, pra que assim eu consiga viver em paz comigo mesma.
Que esse mês seja luz na vida de todos.
Que o setembro amarelo seja a luz pra quem está na escuridão.
Que o amor próprio seja maior que qualquer ingratidão.
Que eu tenha gratidão todos os dias, até nos dias mais estranhos.
Que o meu amor consiga espantar toda essa solidão.
Setembro, você finalmente chegou, pra ajudar todos nós a sair desse breu.
Setembro, você é luz no meu coração, ilumina todo esse apagão.
Você finalmente chegou, pra lembrar que conseguimos superar alguns pesadelos.

Que setembro melhore todos os dias.
Autora: Milena Alves


Eu espero que todos se lembrem da importância do setembro amarelo. Não deixa de pedir ajuda, não deixa de ajudar, retribuía amor, empatia.

Não esquece de lembrar que setembro amarelo temer que ser praticado todos os anos, assim vamos conseguir ajudar mais pessoas. 💛

Se tiver problemas, ligue para CVV através do número 141 ( 24 horas).

Beijão da Mila! Gratidão! 💛

Você se corta?

Eaeee manas, tudo bem? Hoje eu vim de cara lavada falar com vocês, eu não vim aqui pra te julgar, para falar para você parar de se multilar, ou que é frescura, que é uma fase, que você quer chamar atenção, ou que eu te entendo, porque ninguém pode entender o que existe dentro de outra pessoa, não temos os mesmo sentimentos, não temos nada que pertence a outra pessoa, nem vou falar que é falta de Deus, não vou te culpa e muito menos sarar o que está dentro de você, eu queria muito poder fazer isso acabar, mas eu não posso.

Mas tem um porque eu estar escrevendo isso, eu posso conversar com você, posso tentar te fazer sorrir, tentar te dar esperança, dar dicas de como melhorar o seu péssimo dia ou estado de espírito, eu não sei se no final vou conseguir, mas eu posso ter esperança, eu preciso ter, sem a esperança não temos nada.

Existem várias formas de se mutilar, não é apenas se cortar, digamos que muitas vezes fazemos isso e nem percebemos, nós acabamos nos sabotando, se você parar na frente do espelho e começar a procurar defeitos vai estar machucando a sua autoestima, se começar a puxar os fios do seu cabelo quando o nervosismo bate, ou a coçar a cabeça até fazer feridas para tirar sempre a casquinha, acredite em mim, isso é uma forma de se mutilar e parece ser algo bobo, algo que apesar de doer um pouco, te relaxa, mas está te machucando, a ferida começar a ficar maior e quanto maior, mais você vai mexer, roer as unhas também, se xingar, se cortar é óbvio, se viciar em alguma substância, nem preciso falar sobre suicídio e muitas outras formas de se colocar para baixo.

Agora o por que disso? Porque você quer tirar de dentro a sua dor, você quer sentir outra coisa, algo que faça parecer estar saindo de dentro para fora, agora me diga, o que fica depois da sensação passageira? Melhorou? Acabou com o problema? Não, não vai ser assim que vai acabar, não vai melhorar em nada, só vai piorar ainda mais, vai te deixar marcas, vai doer depois, vai dar vergonha e você ainda vai ser diminuída pelas pessoas que não tentam te ajudar, mas calma, você vai melhorar de outro jeito, além de pedir ajuda as pessoas certas, eu posso te dar dicas do que fazer para evitar tudo isso.

  • 1- Você vai ter que se força a fazer, para que seu corpo colabore, tome um banho bem gostoso, coloque um roupa que te deixe bem confortável e se quiser, passe até uma maquiagem, mesmo se for ficar em casa.
  • 2- Se não quiser sair de casa para fazer alguma coisa, tomar um sorvete, ir na casa de alguém ou sei lá o que for, procure se ocupar em casa mesmo, coloque algumas roupas para lavar, limpe seu quarto, tome um pouco de sol, se não quiser fazer nenhuma atividade pode tirar o dia para fazer outras coisas.
  • 3- Nada de música que te faça desanima, coloque aquelas que te façam dançar pela sua casa, o mesmo vale para filmes e séries, nada de drama ou qualquer género que te faça ficar triste, selecione uma comédia que pode até ser uma romântica, ou ação, aventura… Sempre coisas que te façam querer rir ou motivar.
  • 4- Pode tirar o dia para experimentar aquelas dicas que você viu sobre cabelo, ou maquiagem, ou algum cuidado para a pele, quem sabe uma receita de algo bem gostoso?
  • 5- Tenha sempre um caderno e um lápis por perto, se sentir vontade de se machucar é hora de testar outra coisa, pegue o caderno e o lápis ou caneta, feche os olhos e comece a fazer linhas, se deixe levar, faça rabiscos, qualquer forma, pode colocar força, pode até rasgar, quando começar a se sentir mais calma pode abrir os olhos e ver as marcas do seu sentimentos.
  • 6- Você também pode escrever, não precisa ser nada que tenha sentindo, escreva o que estiver sentindo, sobre o que está acontecendo, sobre o que quiser, pode até achar a solução para o que está acontecendo durante escreve.
  • 7- Chame alguém para te fazer companhia, se não tiver como passar o dia com alguém, converse pelo celular mesmo, se socializar é importante, você pode dar risadas.
  • 8- Veja memes na internet, vídeos fofos e engraçados, leia um pouco, não importa se for alguma matéria ou um livro, o foco é manter sua mente ocupada.
  • 9- Converse sobre sua dor, não sinta medo ou vergonha, eu tenho certeza que você tem alguém ao seu lado que está disposto a te ajudar.
  • 10- Se lembre do quanto a vida pode ser boa, de quantas coisas você ainda pode fazer, se tiver lido Yellow deve lembrar das coisas que eu mencionei que ainda temos pela frente.

Isso são pequenas coisas que pode te ajudar, tem muitas outras que pode fazer, se mutilar não vai matar o que sente, viver é o que vai acabar com tudo, você é forte e vai conseguir, eu sei que vai, ta esperando o que pra se jogar pra felicidade? Ela ta ai na sua frente, basta você querer, não precisa comprar ela ou merecer, ela é de graça e é o melhor presente que a vida dá.

Espero ter ajudado, curte e compartilha, alguém pode estar precisando de ajuda e de você!

Com amor, Abibi e sua galáxia! 💛

Fanfic: Colega de Quarto – Rommate. (Part.3)

Gente, hoje é a continuação da Fanfic, daquela leitora.
Quero pedir desculpa pela demora, mas estou passando por muitos problemas pessoais, ai fica difícil fazer tudo ao mesmo tempo, mas logo isso passa.. Chega de enrolação e vamos pra Fanfic.

Pra quem ainda não leu o Capítulo 1, vou deixar o link aqui em baixo:
Capítulo 1: Fanfic: Colega de Quarto – Rommate.
Capítulo 2: Fanfic: Colega de Quarto – Rommate.

Eu espero que gostem da Fanfic.

Boa Leitura!


Fanfic: Colega de Quarto – Rommate. (Part.3)

08:10 AM

Acordei com o som do alarme tocando repetidas vezes. Olhei pro lado e Cassie já tinha desaparecido. Amarrei o cabelo e fiquei sentada encarando o chão por dois minutos, eu precisava de mais uns minutinhos. O relógio despertou novamente e notei que estava completamente atrasada.

“Merda!” sussurrei.

Levantei correndo e vesti o uniforme. Eu só queria matar a idiota de Cassie, não custava nada ter me acordado. Fui correndo pra sala, e logo uma monitora veio em minha direção.

-Mocinha? O que faz esse horário perdida nos corredores? -Perguntou me encarando.

Fiquei quieta.

-Está atrasada, espere a próxima aula e não me deixe saber que isso se repetiu. Aqui existem regras, e atrasos podem acabar com sua ficha. -Falou séria.

Fui em direção a um pequeno banco que havia no corredor. Eu só queria dormir e sumir desse lugar, encostei a cabeça na parede e cochilei.
Logo acordei assustada, o alarme da próxima aula tinha acabado de tocar e estourar meus tímpanos.
O ruim de estar atrasada é que consequentemente você vira o centro das atenções, todo mundo decide olhar. Desviei o olhar e sentei no fundo da sala. Umas meninas riam, e notei que umas pessoas faziam cara feia pra mim, nada de novo, porém os olhares começaram a me incomodar. Dei uma leve inclinada na cabeça e notei que estava cheirando muito mal.

-Você saiu de um valão, Lariesce? -Perguntou em tom irônico.

Eu dormi sem tomar banho e ainda acordei atrasada. Bom dia pra mim! Levantei e fui direto pro banheiro, tentei desviar o olhar da megera da monitora e por enquanto deu certo.
Cassie é a pessoa que mais cabula aula, e nunca se dá mal, talvez seja melhor tomar um banho e dormir o resto do dia.
O banheiro estava vazio, uma raridade nesse lugar, alguns males vem pra bem, vou poder tomar banho direito. Liguei o chuveiro e entrei de vez, e de repente ouvi barulhos e sussurros.
Alguém entrou pra acabar com minha paz, decidi olhar por uma fresta e era um casal, isso mesmo, um CASAL! Que provavelmente estão cagando pra tudo e vão transar no banheiro feminino… E pensar que eu estava com medo de matar aula.
Sequei o cabelo e fui direto pro quarto, horrorizada com o que presenciei.
Tranquei a porta e decidi mudar de roupa no quarto, afinal, não sou obrigada a ouvir o prazer dos outros de graça. Por algum motivo, meu uniforme não estava na gaveta, e eu tive que revir a bagunça inteira que tava o meu lado. Coloquei apenas minhas roupas intimas e decidi procurar, me ajoelhei e fiquei em uma posição constrangedora, logo ouvi um barulho e um solavanco só na porta, caí de bunda no chão e dei um grito.

-Merda! -Gritei.

Cassie tampou os olhos e riu.

-Pelo amor de Deus, hein. Acho nudez algo bacana, mas em pleno horário de almoço?! -Falou rindo.

Me cobri com um lençol e respondi enfurecida.

-Isso não teria acontecido se alguém por gentileza tivesse me acordado. -Falei.

-Eu tentei, mas você estava completamente fora de si. -Falou sentando na cama.

Tudo ficou em silêncio.

Levantei e olhei pra Cassie, ela retribuiu o olhar e ficamos nos encarando.

-Tá… Viu meu uniforme? -Perguntei ficando em pé.

Cassie levantou e revirou uma pilha de roupas.

-Ai está. -Falou me entregando um pequeno pacote.

Recebi um uniforme novo, até porque ficar com um uniforme GG ninguém merece.

-Valeu. É o pequeno. -Falei sorrindo.

Cassie continuou me encarando, e eu fui ficando cada vez mais vermelha.

Virei de costas e vesti o uniforme, peça por peça. Senti o olhar de Cassie sobre mim, quando me virei ela já havia desviado o olhar.

-Bem melhor, hein. -Falou.

Dei um sorriso.

00

Após uma das atividades extracurriculares, decidi tomar um ar no pátio. O sol saiu pela tarde, e sentir o calor só me fez ficar melhor. Coloquei meus fones e me desliguei do mundo. Após um tempo senti algo me cutucar e era o tal garoto que me ajudou na noite passada.

-Ei, Lariesce né? -Perguntou.

Tirei os fones e sorri sem graça.

-Isso! James? -Perguntei.

Ele ficou me encarando por alguns segundo, deu uma golada no suco e sorriu.

-Exato! -Falou sorrindo.

James era muito bonito, tinha olhos verdes, cabelo cor de mel, um pouco bagunçado, alto e um pouco forte.
Desviei o olhar e fiquei olhando pra frente.

-É… O que pretende fazer hoje na madruga? -Perguntou.

-Pretendo estudar até tarde, preciso me organizar. -Falei.

James me olhou surpreso e continuou a me encarar.

-Que estudiosa, hein. -Falou rindo.

Dei um sorriso de lado.

-Por que o interesse? -Perguntei.

James coçou a cabeça e desviou o olhar.

-Ah, ia te chamar pra dar uma volta pela escola, ir no jardim a noite é um dos meus fetiches. -Falou rindo.

Dei um sorriso e mexi no cabelo.
Dá pra acreditar?! Ele me chamou pra sair na maior cara de pau.

-Não sei se dá, mas passa lá se quiser. Já sabe onde meu quarto fica. -Falei num fôlego só.

O sinal tocou e James se despediu. Fui andando pelo jardim, e vi Cassie fumando com duas garotas atrás do pátio. Talvez ela realmente não seja uma boa influência, tô tentando colocar minha vida no lugar. Olhei rapidamente e ela olhou pra mim de volta. Acelerei o passo e fui pra aula de Teatro.

00

A escola era enorme, mas o corredor do teatro é simplesmente lindo. Um auditório grande, e bem no fundo, as pessoas que participam da aula. Pra variar cheguei atrasada e as meninas não perderam tempo pra cochichar.
Me sentei um pouco mais afastada das pessoas e logo um homem baixinho e de barba grisalha entrou, andando pra lá e pra cá.

-Boa tarde! Bom, temos algumas pessoas novas aqui, sejam muito bem vindos! Aqui tem um formulário com exigências, nada de muito relevante. -Falou entregando uma folha.

Ouvi passos rápidos e uma voz conhecida, me contive e não olhei pra ver quem era.

-Migdton chegou cedo pra aula de amanhã. -Falou rindo.

Todos riram.
Era Cassie, e pra variar, ela fazia teatro também. Por algum motivo ela me irritava, algo me dizia pra ficar longe dela o tempo o inteiro. Me perdi nos meus pensamentos logo o senhor começou a explicar as regras. Na próxima aula iriamos escolher os papéis disponíveis e ver se estamos aptos pra incorporar o personagem.
Sou apaixonada por teatro, porém, sou tímida, e esse foi um dos motivos pelo qual escolhi essa atividade.

-Lariesce? Venha até aqui, sempre que novos alunos entram, eles se apresentam no palco. -Falou.

Todos me encaravam, esperando alguma reação. Dei um suspiro e levantei, subi uma escadinha e me apresentei.

-Bom… Sou Lariesce, tenho 17 anos e sempre me interessei por essa área. Espero ter momentos bons aqui. -Falei saindo logo em seguida.

Cassie não parava de me encarar. Mexeu no cabelo e se sentou largada em uma das cadeiras do auditório. Ela era a única pessoa que cagava para as  regras do uniforme. No lugar das sapatilhas ela usava um coturno de cano médio, a gravata folgada e o suéter por cima.
Desci as escadas e sentei em um dos bancos e continuei a ouvir as intermináveis regras do professor.

00

Após o final da aula, fui andando pelos corredores atrás da biblioteca. Entrei, deixei minhas coisas em um armário e fui procurar algo pra ler. Dos romances á ficção científica, não fazia idéia do que pegar pra ler. Ouvi uma voz conhecida no meu ouvido esquerdo, e quando olhei pro lado, era Cassie.

-Que susto! Tá fazendo o que aqui? -Perguntei.

Cassie me olhou risonha.

-A biblioteca é pública, senhorita. -Falou rindo.

Dei um sorriso e peguei um livro. Comecei a folhear e senti o olhar de Cassie sobre mim.

-Ah, esse é legal. -Falou.

-E por acaso você lê? -Perguntei.

Cassie me olhou surpresa.

-Sempre li. Pelo jeito tu não sabe nada mesmo sobre mim. -Falou.

Fiquei cabisbaixa.

-Eu te recomendo esse, Colorful Memories. -Falou apontando.

Coloquei o outro no lugar e peguei o que ela havia dito.

-É sobre o que? -Perguntei.

-Romance, drama e fantasia. Bem gay. -Falou rindo.

Peguei o livro e decidi ler, confesso que fiquei curiosa.

Fomos andando e logo o sinal tocou, era hora de tomar banho e se arrumar para o jantar.
O banheiro estava um caos, eu detesto ser menina nessas horas.
Fiquei de roupão esperando o banho de três horas das frescas daqui. Uma delas saiu e ficou fazendo a sobrancelha no espelho, apenas enrolada na toalha.
Entrei no banheiro e fiquei ouvindo o papo delas.
Nada que seja muito saudável, apenas os intermináveis assuntos de macho que fazem parte do vocabulário pobre delas.
Uma delas bateu na porta e eu levei um susto considerável.

-Anda logo, aqui não é hotel não. -Falou com tom agressivo.

Meu sangue ferveu e eu tentei ignorar. Aumentei o chuveiro e comecei a cantarolar.

-Mas que idiota! Garota, tu não brinca comigo. -Falou.

Sai do chuveiro e ela me comeu com os olhos, se o vapor não fosse do meu chuveiro, juro que acreditaria que era dela. Parei, a encarei e soltei o verbo.

-Eu acabei de entrar, e não sou obrigada a sair porque você quer, o tempo limite é 20 minutos, e fazem 10 que eu estou ali. Sua amiga ficou quase 40 minutos só lavando o cabelinho de princesa dela, e eu não reclamei. -Falei saindo.

As três me olharam surpresas e uma delas revirou os olhos.

-Vai se foder. -Falou me empurrando.

Senti meu corpo todo esquentar, queria matar aquelas idiotas, mas sei que vai dar um problemão, então engoli a seco e sai.

-Não encosta de novo em mim. -Falei saindo.

Sei que não devia procurar inimizades, mas tem gente que não dá.

00

Vesti minha roupa e sequei meu cabelo, fiz um coque bagunçado e dei uma organizada no meu lado. Cass entrou de roupão com uma toalha enrolada na cabeça e ficou procurando uma roupa no meio da zona dela.

-Juro que um dia arrumo isso. -Falou rindo.

Dei um sorriso de lado e mordi um cereal que havia achado no meio de umas roupas.

-Ei! Meu cereal! -Falou.

Enfiei tudo na boca e tentei mastigar a bola que tava aquilo.

-Sinto muito, isso tava de baixo da minha cama a séculos. -Falei de boca cheia.

Cass se vestiu e eu não deixei de reparar o sinalzinho que ela tem perto do umbigo.

-Ah, não ligo mesmo. -Falou rindo.

Suspirei e tudo ficou em silêncio, o sinal já havia alertado que faltavam 10 minutos pro jantar.

-Me meti em encrenca hoje. -Falei.

Cass me olhou surpresa e deu uma gargalhada.

-O que tu fez? -Perguntou.

-Uma garota ficou enchendo a porra do meu saco e eu respondi mal. Acredita que ela me empurrou?! -Falei com tom de voz surpreso.

Cass me olhou assustada.

-Você sabe mais ou menos como ela era? -Perguntou.

Tentei me recordar, e os traços marcantes da menina vieram perfeitamente na minha cabeça.

-Cabelo longo, loiro e olhos verdes. Era da sua altura e tinha o corpo bonito. Anda sempre com duas meninas, uma morena e outra loira mais magrinha. -Falei.

Cass riu e fez uma cara estranha.

-Elas sempre arrumam confusão, se sentem as donas daqui. O ruim é que se uma delas guardar rancor de alguém, elas infernizam até a pessoa beijar os pés delas. -Falou arrumando o cabelo.

Confesso que fiquei preocupada, mas não me arrependo de nada do que disse.

-Acho que estou fodida. -Falei calma.

-Relaxa, elas me odeiam também. -Falou.

O sinal tocou e fomos pro refeitório.

00

Após o jantar, voltei pro quarto e fiquei deitada mexendo no celular inútil que eles dão pra substituir o seu enquanto estamos aqui. Decidi ligar pra Angel e contar tudo.

Ligação On

-Oi? -Falei.

-Lariesce! Ai meu Deusssss! Eu nem acredito. -Falou nervosa.

-Pode acreditar! -Falei rindo.

-Como que tá as coisas ai? -Perguntou.

-Acho que bem. Minha colega de quarto é a aluna mais ficha suja que você respeita. -Falei rindo.

-Ela te bateu? Isso é demais! -Falou rindo.

Dei uma gargalhada.

-Ainda não, mas já tem gente querendo. -Falei.

-Ai, queria estar ai. -Falou.

-Sinto tanto sua falta. -Falei.

Ouvi passos e tentei encurtar o assunto.

-Tenho que ir, Angel. Eu te amooo! -Falei emocionada.

-Eu também amo você! Dá notícias, hein. Beijo. -Falou chorosa.

Ligação Off

Desliguei o telefone e Cassie entrou com tudo no quarto. Se jogou na cama e fechou a cara.

-Tá tudo bem? -Perguntei levantando.

Cassie suspirou.

-Parece? -Falou com tom grosseiro.

Me sentei e recebi uma mensagem de James confirmando o encontro.

-Eu tô cansada desse lugar, de tudo. -Falou chorando.

Fiquei sem reação e sentei do lado dela.

-O que aconteceu? -Insisti.

-É uma longa história. -Falou.

Nunca pensei que veria Cassie chorando.

-Se quiser contar, tô aqui. -Falei.

Cassie ficou em silêncio e eu acariciei seu cabelo. Ela deitou a cabeça no meu colo e desabou, sem dizer ao menos uma palavra.
Não sei o que senti naquele momento, mas eu só queria cuidar dela e dizer que vai ficar tudo bem, mesmo sem entender o que ela estava sentindo.
Após um tempo ela adormeceu e eu percebi que estava completamente atrasada. Levantei e fui direto pro pátio.

00

Vi James sentado, olhando o relógio e olhando pros lados, cauteloso.

-Ei. -Falei.

Ele olhou pra trás surpreso.

-Larie! Que bom que não me deu um toco. -Falou me cumprimentando.

Estava muito sem graça, sem total noção do que fazer\falar.

-Me desculpa, teve uns imprevistos. -Falei sentando em um banco.

James sorriu.

-Tudo bem, acontece. Como foi seu dia? -Perguntou.

Contei resumidamente o que havia acontecido, e fomos andando. James era a melhor pessoa pra conversar, ele me lembrava um ex namorado que tive, não sei se isso é bom ou ruim.  Chegamos a um lugar afastado do pátio, várias coisas jogadas e um galpão.

-Que lugar para se trazer uma garota, hein. -Falei.

James deu um sorriso torto e abriu a portinha. Era um porão enorme, tinha sofá, quartos e mesas.

-Aqui é o esconderijo dos legais. Quase toda sexta tem festa, é quase impossível ouvir barulhos daqui. -Falou.

Fiquei encantada com o lugar, e fui entrando. James veio logo em seguida e fechou a portinha.

-Por que fechou? -Perguntei.

-Ah… Sabe como é, né. Riscos! -Falou risonho.

Fiquei um pouco assustada, mas ignorei, afinal,  realmente era bem arriscado.

-Se descobrem esse lugar, fodeu. -Falei sentando em um sofá.

James ficou em silêncio apenas observando, e sentou do meu lado.

-Nem me fale. -James levantou novamente e pegou uma cerveja em um estoque.

-Quer? -Perguntou.

Neguei e fiquei observando ele beber.

-Faz tempo que não bebo. -Falou.

-Eu nunca bebi. -Falei rindo.

Ele ficou surpreso.

-Jura? Que santinha. -Falou.

Fiquei quieta.

-Isso é ruim? -Completei perguntando.

James se jogou no sofá a minha esquerda e deu mais um gole.

-Não é não, eu gosto. -Falou.

“Eu gosto” abusado… Notei que James estava ficando um pouco alterado.

-Já tá bem tarde. -Falei.

James sentou perto de mim e ficou me encarando.

-Eu gosto daqui, metade do colégio sabe desse lugar, mas apenas algumas pessoas tem acesso direto. -Falou.

-Que famosinho. -Falei.

James riu e foi se aproximando lentamente da minha boca. Quando eu percebi já estava o beijando. Sua mão foi deslizando pelo meu corpo, e ele começou a abrir os botões da minha blusa.

-Ei… melhor não. -Falei tirando a mão dele.

Ele insistiu e continuou a me agarrar. Tentei me esquivar e ele começou a ficar bruto.

-Eu já falei que não. -Gritei.

James parou e me olhou assustado.

-Dá licença. -Falei levantando e indo em direção a porta.

James ficou furioso e levantou junto.

-Vadia. -Gritou.

No mesmo momento meus olhos encheram de lágrimas, e eu sai, fechando a porta com tudo.
Fui horrorizada pro quarto, querendo que aquilo sumisse da minha memória. Desabei, e tentei me conter ao entrar no quarto. Não sabia o que Cass estava passando, e de sofrimento, já bastava o dela.
Tentei abafar o choro no travesseiro, quando senti uma respiração no meu pescoço, era a voz dela, e por um momento meu corpo se arrepiou.

-Lari? -Falou baixinho.

00000000

Continua…


O que vai acontecer no Capitulo 4? Só na na semana que vem, nós mesmo dia e horário, eu espero que tenham gostado do capitulo de hoje!

Não deixa de curtir, comentar e compartilhar em suas redes sociais, isso me ajuda muito!

Beijão da Mila!

Aprendendo um pouco sobre signos.

Olá minha galera, tudo bem com vocês? Eu espero que sim, mas caso não esteja, leia esse post até o final, vem se distrair um pouquinho com meu blog, esquecer o problemas, se quiser pegue algo pra comer e beber, tenha calma, as coisas vão se resolver.
Enquanto isso, você se diverte comigo aqui no blog e depois fica mais calma para resolver certos problemas.

Eu preparei um post bem especial, pelo título vocês já sabem que é sobre signos.
Recentemente, eu vi que tem muitas pessoas com dúvidas sobre signos, como eu aprendi algumas coisas com o meu professor na escola, eu resolvi compartilhar aqui no blog.

Como vocês sabem, a astrologia, pode trazer muitas informações sobre a nossa personalidade, tem como descobrir com qual signo a gente combina, podemos ler a previsão do dia, do mês ou do ano, entre outras informações tudo que tem volta pra nossa vida.

Então, chega de conversa e vamos aprender um pouco sobre os signos.

O signos são em 12 divisões de 30° do Zodíaco, cada signo tem as suas característica, suas forças, fraquezas, desejos, atitudes foram decidido por cada pessoa, ou seja cada pessoa tem o seu mapa astral.
Os signos, tem uma análise de imagens do céu, posição dos planetas, também tem haver o nosso nascimento. A astrologia nos ajuda a ter uma ideia de algumas características, bem simples, como a astrologia podemos conhecer as pessoas se tivermos as características simplesmente dos signos do zodíaco.

Os 12 signos do horóscopo faz parte de elementos. São quatro elementos do zodíaco, que são: ar, fogo, terra e água. Cada um desses elementos representa a sua energia especial, que exerce dentro de nós.
O bom de saber um pouco sobre a astrologia, é que ela nos ajudar a entender a nossas energias positivas e negativas, aprender a lidar com as duas energias.
Os quatros elementos se encontra dentro de todos nós, cada um deles tem forte influência sobre traço de cárter, suas emoções, pensamentos e comportamento. Cada um deles contribui pra descrever os quatro tipos de personalidade.

Os quatros elementos do Zodíaco:

Signos de Ar:

As pessoas que são do signos que fazem parte do elemento água.
São pessoas muito comunicativas, elas amam conversar, gostam de ter contato com outras pessoas, trocar informações. Pessoas do elemento água, também costumam ser amigáveis, intelectuais, super pensativas. São ótimas e gostam de dar conselhos, amam discussões sobre filosofia, curte encontro sócias e bons livro, mas também tem um traço de as vezes ser superficial.

Os signos do elemento Ar são:

  • Gêmeos – 21 de Maio – 20 de Junho
  • Libra – 23 de Setembro – 22 de Outubro
  • Aquário – 20 de Janeiro – 18 de Fevereiro

Signos de Fogo

As pessoas que são do signos que fazem parte do elemento fogo, costumam agir na base da paixão, são bem impulsivas, que acaba causando relações amorosas que saem do controle, já que não costumam ter um controle emocional muito forte.
São pessoas intensas, costuma ficar irritados com mais facilidade, porém costumam perdoar com facilidade. São pessoas que amam uma aventura, são divertidas, também são fisicamente fortes, acabam servindo de inspiração para os outros. Também são pessoas inteligentes, idealistas, criativa, costumo sempre tomar atitudes, gostam de agir.

Os signos do elemento Fogo são:

  • Áries – 21 de Março – 19 de Abril
  • Leão – 23 de Julho – 22 de Agosto
  • Sagitário – 22 de Novembro – 21 de Dezembro

Os signos do elemento Terra são:

Signos de Terra

As pessoas que são do signos que fazem parte do elemento Terra, são pessoas que tem os pés-no-chão do planeta, são aquelas pessoas que nos trazem de volta pra realidade. Na maioria das vezes, costumam ser realistas e conservadoras, mas também costumam ser muito emocionais.
Tem amor pelo trabalho, gostam de luxo e bens materiais. São práticas, leais e estáveis, também são muito companheiras de amigos e familiares que estejam enfrentando um momento difícil.

  • Touro – 20 de Abril – 20 de Maio
  • Virgem – 23 de Agosto – 22 de Setembro
  • Capricórnio – 22 de Dezembro – 19 de Janeiro

Pra quem não sabe, eu sou do signo de capricórnio. Bom eu me identifico com algumas coisas, tem outras coisas que não tem nada haver comigo, isso também pode ser uma influência do mapa astral como: ascendentes, lua, os planetas, continuem lendo que vamos chegar nessa parte.

Os signos do elemento Água são:

Signos de Água

As pessoas que são do signos que fazem parte do elemento Água, são extremamente sensíveis e as vezes exageradas, são extremamente emocionais, também costumam ser altamente intuitivos, são muito misteriosos, tipo que nem o mar? Nunca sabemos o que podemos encontrar em pessoas de elemento água. Os signos de água, tendem a ter uma ótima memória, e amam conversas profundas e intimamente, eles também tem o hábito de criticar a si próprios, porém sempre estão ali pra apoiar seus amigos e familiares.
Os signos do elemento Água são:

  • Câncer – 21 de Junho – 22 de Julho
  • Escorpião – Outubro 23 – Novembro 21
  • Peixes – 19 de Fevereiro – 20 de Março

Agora que aprendemos o elemento de cada signo, já podemos saber quais signos tem afinidade um com outro, ou seja a com qual signo cada um combina.
Eu quero lembrar, que não existe essa coisas de signos que são totalmente incompatíveis na astrologia, no caso, apenas podemos descobrir que alguns signos combinam, que podem ter um ótima relação, agora os signos que não são compatíveis, apenas vão ter que ser pacientes para conseguir ter uma boa relação.
Como eu mencionei lá em cima, cada signo do zodíaco pertence a um elemento.
Signos que fazem parte do mesmo elemento, são os que mais combinam entre aí, eles acabam combinando com o outro, pelo fato de se entenderem.
Para sabermos mais sobre as conexões amorosas entres os signos, vamos precisar entender mais sobre a Sinastria.
Sinastria serve para determinar de uma forma mais profunda, sobre as conexões amorosas entres os signos, pode ajudar a saber os pontos positivos e negativos do seu parceiro no relacionamento.

Combinação de cada signo do zodíaco.

Áries combina com: Leão, Sagitário, Gêmeos, Libra, Aquário e Áries.

Touro combina com: Virgem, Capricórnio, Câncer, Escorpião, Peixes e Touro.

Gêmeos combina combina com: Libra, Aquário, Áries, Leão e Sagitário e Gêmeos.

Câncer combina com: Escorpião, Peixes, Touro, Virgem e Capricórnio e Câncer.

Leão combina com: Sagitário, Áries, Gêmeos, Libra, Aquário e Leão.

Virgem combina com: Touro, Capricórnio, Câncer, Escorpião, Peixes e Virgem.

Libra combina com: Gêmeos, Aquário, Áries, Leão, Sagitário e Libra.

Escorpião combina com: Câncer, Peixes, Touro, Virgem, Capricórnio e Escorpião.

Sagitário combina com: Áries, Leão, Libra, Gêmeos, Aquário e Sagitário.

Capricórnio combina com: Touro, Virgem, Câncer, Escorpião, Peixes e Capricórnio.

Aquário combina com: Libra, Gêmeos, Sagitário, Áries, Leão e Aquário.

Peixes combina com: Câncer, Escorpião, Touro, Virgem, Capricórnio e Peixes.


Meus amores, por hoje é só.
Eu espero que tenham aprendido um pouco sobre os signos, se ficaram com algumas dúvidas deixa nos comentários, eu também irei fazer mais posts sobre astrologia.
No próximo post, vamos aprender um pouco sobre cada signo e sobre os planetas… Acredito, que muita coisa sobre astrologia está por vir.
Eu espero de coração, que eu tenha ajudado.

Não deixa de seguir o blog, deixar seu comentário, seu like, compartilhar com os amigos, isso me ajuda muito!

Beijão da Mila! Gratidão, até a próxima!