Era dor. Agora é amor.

Era dor. Agora é amor.

Ela, era uma flor. Um linda flor.
Uma flor que virou espinhos.
A flor que se transformou o mais puro amor em dor.

A primavera voltou, renovou toda dor.
Transformou, toda dor amor.

Um linda flor, que cresceu.
Um flor que com o tempo floresceu.

Uma flor que aprendeu. Que só o tempo pode curar.
Pra um dia poder viver um novo romance.

~ Milena Alves


Fotografia por Rúbia.

Não deixa de seguir ela nas redes sociais.

Instagram – @ruliberador

Me segue também.

Instagram – @milaavenue


Beijão da Mila! Até a próxima! Gratidão!

Na lei do homem

Na regra
Na linha
Sem barriga
Na bunda
Sem estrias
No peito
Tudo pra cima
Empina
Isso aí
Que ta é pouco
Mostre o que tem
Mas cuidado
Se mostrar o que “não lhe convém”
É puta teu nome de novo
Tem que seguir o padrão
Cada ano, uma nova ilusão
Se não tiver dinheiro
Prende a fita em volta das costelas
E sorria e de a patinha
Igual uma cadela
Mas cuidado pra não te difamarem
Se acharem que está seguindo errado
Lhe apontam o dedo, talvez até maltratem
Eles que mandam
Então siga
E sobreviva
Quem sabe assim
Você vira dona de casa
Ah, por favor não chore
O rímel e esses cílios aí são caros
Você vai superar
Você é mulher
É seu dever
Ser desmamada
Quebrada
Maltratada
Abusada
E no final
Você sai como errada.

Até a próxima escrita!
-TIATRACA