Na lei do homem

Na regra
Na linha
Sem barriga
Na bunda
Sem estrias
No peito
Tudo pra cima
Empina
Isso aí
Que ta é pouco
Mostre o que tem
Mas cuidado
Se mostrar o que “não lhe convém”
É puta teu nome de novo
Tem que seguir o padrão
Cada ano, uma nova ilusão
Se não tiver dinheiro
Prende a fita em volta das costelas
E sorria e de a patinha
Igual uma cadela
Mas cuidado pra não te difamarem
Se acharem que está seguindo errado
Lhe apontam o dedo, talvez até maltratem
Eles que mandam
Então siga
E sobreviva
Quem sabe assim
Você vira dona de casa
Ah, por favor não chore
O rímel e esses cílios aí são caros
Você vai superar
Você é mulher
É seu dever
Ser desmamada
Quebrada
Maltratada
Abusada
E no final
Você sai como errada.

Até a próxima escrita!
-TIATRACA

Um comentário em “Na lei do homem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s