Ora do parabéns

O amor passa, o carinho não
A vontade de abraçar e manter por perto
A vontade de fazer o bem e de querer bem
Se mantém

Apertando as bochechas
O desejo de passar a mão no cabelo
O desejo de rever e contar as pintinhas
Ô gracinha

Pensando entre os sonhos
O gosto de abraçar e apertar
O gosto do sempre quero mais
Não passa, jamais

Tá tudo bem relembrar
O empenho para agradar
O seu empenho é admirável
É mesmo, palpável

São sinônimos de superação
De parabéns a si mesmo por superar.

Até a próxima escrita!

-TRACA.

O amor é aquele que te cura ou aquele que te fere?

O amor é aquele que te e cura ou aquele que te fere?

Tem aquele amor que te machuca.
Aquele amor que te salva.
Aquele amor que te afunda.
Aquele amor que te perdeu.
Aquele amor que virou dor.
Aquele amor que te matou.
Ou amor que ainda te mata.

O amor que apenas te ama.
O amor que lhe dá valor.
O amor que você ganha.
O amor que você perdeu.
Aquele amor que você rejeitou.
O amor que você só amou.

Aquele amor que você deixou ir embora ou amor que você pediu pra ficar, mas mesmo assim preferiu te deixar.

Do amor pra dor.
Da dor pro amor.

O amor, aquele que te cura e te envenena.
Amor, é quele encanta e que também te engana.
O amor, aquele que pode te preencher mas também pode te esvaziar.
O amor, aquele te faz sorrir, mas que também pode te fazer chorar.

Se você der sorte, o amor te transborda.
Mas se ser você der o azar, o amor te quebra até te desmontar. Ele te murcha que nem uma bexiga, leva embora toda a sua energia mais pura.

Da falta de amor, pro vazio.
Do vazio, pro frio.
Os ventos batem forte, o coração sente um calafrio.
O calafrio da dor, o calafrio do desamor.
O calafrio da falta de amor.

Todos procuram amor.
A final, o que é o amor?
Ele te cura ou te machuca?
Eu não sei o certo.
Só sei que por amor morremos, pelo amor matamos e sem ele nunca vivemos.

E com você?
O amor te cura ou te machuca?

Comigo? O amor brica de ping-pong, ele nunca sabe se me cura ou me machuca.

~ Milena Alves (Mila)


Eu sei que estou um pouco sumida, mas eu ainda estou por aqui, vamos dizer que a minha vida está um pouco bagunçada, preciso me organizar com as coisas que estão por vir.

Eu estou organizando vários conteúdos novos pra vocês, se preparem.

Obrigada por todo o carinho e por todos acesso nos últimos dias, mesmo sem postagens novas. Me aguardem, porque mesmo com essa bagunça toda, eu estou cheia da novidades pra vocês: algumas boas e outras ruins, mas no final até às notícias ruins, acabam sendo boas.

Beijinhos da Mila, até logo!

Gratidão!

Você é sempre novidade

É difícil aceitar
Que tá tudo bem
E que não vai passar

É bom demais quando dá certo
Mas a ansiedade, apavorada
Soma infelicidade, desgaste

É estranho imaginar
Que você está aqui
E que vai ficar

É melhor ainda te ver sorrir
Não te prendo aqui, insisto
Penso em fugir, persisto

É gostoso o seu carinho
Tão lindo
O seu paraíso

É fácil ficar feliz
Insegura as vezes, quieta
Não estragar, é a meta

É bom demais te ter aqui
Espero que aceite a confusão
Admito que você é dono do meu coração

É importante entender
Que me aflijo, sozinha
Solitária, só minha

Mas eu amo você
Eu amo te ter
Eu amo te ver

Apenas entenda que o problema é a mente
Que machuca, ela prende
E faz de tudo pra evitar, ela mente

Mas por você eu resisto
Tento manter junto
Meu pedacinho de gente

Voltei 💕

Até a próxima escrita!

-TRACA.

Mais um ano se foi. Outro ano que chegou, 2019.

Eu sei meus raios de sol, eu deveria ter postado no dia 1º de Janeiro de 2019, caramba! Nem acredito que a partir de agora, eu vou começar a colocar na data do ano o número 2019, mas eu sei que a @abibi, nossa autora linda do blog, postou um texto pra vocês, então eu deixei pra falar com vocês depois, assim o nosso ano de 2019 já começa com o pé direito, o que esperar de 2019? Eu estou pesando nisso até agora…

Minhas luas, todos os anos, as pessoas costumam postar as seguintes frases em suas redes sociais: 

Quem eu vou levar pro meu próximo ano.
Nesse caso, quem eu vou levar pro meu 2019. 
365/365, tem alguma coisa pra me dizer? 
Dia 1 de Janeiro eu vou deixar muita coisa pra trás. 
Janeiro eu vou começar a minha vida do zero. 
Minhas metas pra 2019. 
Existe entre milhões de frases como essas, estamos cansados de ler em todo fim de ano. 

Eu nunca me encaixei em nenhuma dessas frases. Claro, que eu já postei status desse tipo, mas sempre foi por consideração as pessoas que vivem em volta de mim, elas sempre postam e me marca e eu resolvo retribuir o carinho, afinal eu me importo com essas pessoas, não custa nada participar da brincadeira.  

Só que esse ano eu não consegui participar, conforme eu fui crescendo e aprendendo a formar mais ainda a minha opinião e ter coragem de expressar o que eu estou sentindo ou pensando, eu acabei chegando ao ponto de não querer fazer parte de algo que eu não me identifico mais ou não concordo. Então, eu não participei, até porque nunca concordei com essa lógica, não faz se sentido nenhum pra mim.  

Esse ano eu passei por diversas coisa, não que nos anos anteriores eu não tenha passado por umas coisas ruins, mas comparado com os anos que eu tive, eu passei por coisas muito piores que hoje em dia, mas os perrengues que passei esse ano foram totalmente diferentes dos anos que teve, eu aprendi umas coisas que me deixou impressionada. 

Aprendizados que tem haver até com acontecimentos de anos trás, que só agora caiu a ficha, foi aí que eu consegui entender mais ainda, o que a minha psicóloga queria dizer com a frase: Tudo depende da forma que você reage as coisas.  
Dê um tempo. Tudo passa. Tenha paciência. 

No começo, eu achava que com o tempo, a dor que eu estava sentindo iria passar, que eu ia esquecer ou superar todos aqueles problemas, mas o que eu não tinha percebido que com o tempo eu ia começar a enxergar as coisas com outros olhos, que algumas coisas iam ficar tão claras como água. 
Eu consegui entender, que o tempo está ligado a reação. Como você reage diante de uma situação? Seja um término, a perda de alguém, brigas com familiares ou com amigos, estresse no trabalho, escola ou faculdade e por aí vai. 

Eu sei que quando estamos magoados, ficamos em casa sofrendo, ouvindo músicas de bad e se afundando na foça. Começa a evitar os amigos, se der até os familiares e quando você percebe? Está sozinho. Se sente sozinho, mas não quer estar sozinho, não quer nem ficar com você mesmo. 

Às vezes, temos a mania de sofrer mais do que deveria, de sentir mais, isso não é nenhum um problema. Eu também sou assim, vocês sabem o como eu sou recíproca, prolixa, intensa, eu coloco intensidade em tudo que eu faço, tudo pra mim tem um significado, uma razão pra acontecer, eu questiono tudo, mas não deixa de ter intensidade e muitas vezes acabo entrando em situações com outras as pessoas, que não tem a mesma intensidade que eu, que cada uma delas tem o seu tempo, sua intensidade e a sua reação, assim como você também tem o seu tempo, por isso, temos que aprender a se responsabilizar pelo o que sentimos e o que fazemos as outras pessoas sentirem com as nossas reações. 

Nem todos os sentimentos que projetamos por uma pessoa é responsabilidade dela, você também tem que saber lidar com as expectativas que coloca em alguém, porque você já está cansada/cansado de saber que as pessoas erram, que as pessoas magoam, que elas traem, que também pode ser falsas, as pessoas decepciona. 

Todos nós cometemos os mesmos erros. Todos os dias, alguém pelo mundo se magoa ou mágoa alguém, você não é o único e nem vai ser. 

Depois que a minha ficha caiu, eu consegui a mudar as minhas reações com as coisas, posso sentir muito, chorar pra caramba, sofrer até ficar na foça, mas não vou me descabelar toda, não vou me torturar, levando toda a culpa, principalmente levar a culpa de tudo que acontece, coisas que não tem o meu controle, até porque certos mal-entendidos precisa de duas pessoas, então é responsabilidade das duas pessoas. 
Responsabilidade das coisas que disseram e das ações que tiveram uma com a outra/outro. 

Eu não preciso me sentir mal e afetar a minha saúde mental porque certas pessoas são mal resolvidas ou não sabem o que elas querem. Eu sei qual era a minha intenção em tudo que eu fiz, mostrei quem eu era, fui sincera, reconheci os meus erros, pedi perdão, abracei, acolhi e aconselhei, eu fiz tudo que podia e a pessoa ainda continua na mesma tecla jogando as coisas na minha cara ou pior que isso não dando a mínima pra mim ou só fazendo eu me senti mal por coisas que não tem só o meu controle, não se pode esquecer das pessoas que vão embora e te deixa na mão, sentindo a falta  dela e como se tudo que aconteceu fosse a sua culpa, não dela. 

Eu que é difícil pra caramba consegui controlar seus sentimentos quando se tem o psicológico fodido, vai por mim eu faço parte desse time, não é nada legal. 

Só que sem isso, eu já não conseguiria entender que diante de situações ruins eu não preciso ter reação que me leve profundo do poço. Que você ou eu podemos procurar algo pra se distrair. 

Você pode sair pra algum lugar, pode ir pra qualquer lugar, não precisa ser necessariamente uma festa ou rolê com os amigos. Pode  ir na esquina da sua casa, levar um livro que goste, caso não leia, essa é a chance de procurar algo interessante pra ler, um livro que agrade você, ler é importante e é outra forma de viajar sem sair de casa, caso seja uma pessoa que não consegue sair de casa por conta de depressão ou por ser caseira demais, você pode ficar em casa assistindo um filme, uma série, uns vídeos no YouTube, ouvir uma música que goste, mas tentar distrair os seus pensamentos por um tempo, vai ler, que ajudar muito. 

Às vezes, eu vou sozinha no shopping, tomo um sorvete, mas se você não gostar de sair sozinha que nem eu, você pode chamar uma amiga pra ir tomar um sorvete junto com você. 

Ir no cinema, eu também costumo ir sozinha pro cinema, olha que eu tenho namorado e sabe? É tão bom, ter essa liberdade de querer andar sozinha, de fazer as minhas coisas sozinhas, de sentir vontade de querer sair e não ficar procurando pessoas pra fazer companhia, não faço isso por me sentir sozinha, mas pra aproveitar a minha própria companhia. 

Se você for a sua melhor amiga/amigo, irá conseguir se consolar sozinha, mesmo que tenha apoio de outras pessoas, você vai conseguir se ajudar mais ainda, vai processar as coisas com outros olhos, processar com os seus olhos. 

Hoje eu penso, que não é porque aconteceu algo ruim que eu tenho que ter uma reação ruim. Eu posso sim fazer qualquer outra coisa que me alivie, mesmo que eu faça chorando. 

Óbvio, que tem vezes que eu só quero ficar em casa sozinha e sofrendo, mas mesmo assim eu aproveito a minha companhia, faço qualquer coisa que me distraia, não pra eu não sentir a dor que eu estou sentindo naquele momento, mas para que depois de me distrair eu consiga pensar e ver as coisas com outros olhos, com mais clareza e assim conseguir resolve-las. Pra falar a verdade, eu tenho me magoado menos ainda depois que comecei a racionar mais os meus sentimentos, depois que eu comecei a procurar fazer coisas  aleatórias e que eu  gosto de  fazer,  isso tem me ajudado a refletir sobre os meus sentimentos e os sentimentos que depositamos nas pessoas e o que elas também fazem a gente sentir. 

Consegui compreender, que algumas pessoas têm que ir embora e outras tem que ficar, mas não significa que vão ficar pra sempre ou que vão embora pra sempre e nunca mais voltar. As pessoas que ficam na minha vida ou não, também depende de mim, do que eu vou querer pra minha vida ou que pessoas eu quero comigo e se essas pessoas também querem o mesmo que você. 

Junto com tudo isso, eu consegui enxergar aquelas frases que eu citei ali em cima, com outros olhos. 

Pensando muito sobre quais pessoa eu vou levar pra minha vida, quem eu vou deixar pra trás, o que eu vou recomeçar, quais as minhas metas pro ano que que vem, eu cheguei a uma única conclusão: Que eu vou levar tudo comigo. 

Eu vou levar todos as pessoas que eu já conhecia antes de 2018.
Eu vou levar todas amizades que eu fiz esse ano. 

Eu vou levar as minhas melhores amigas, os roles que elas fizeram junto comigo, a saudade que eu senti delas, enquanto todas nós estávamos aprendendo a ser adulta, lidar com as nossas responsabilidades, mas mesmo assim continuamos amigas. 

Eu vou levar com todo carinho, o dia que as minhas três melhores amigas organizaram uma festa surpresa de aniversario pra mim, e todos os meus amigos estavam lá, mais perfeito que isso, impossível! 

Eu também irei levar as amizades que tiveram um fim, pois foram elas que me ensinaram que algumas pessoas precisam partir, que não tem nada de errado comigo ou com elas. Quer dizer, algumas pessoas realmente precisam se tratar, com tanta confusão que fazem. 

Hoje eu sei, que as pessoas, apenas vão embora, talvez porque precisam ir e nós precisamos deixa-las irem. 

Eu também irei levar todas as pessoas que me fez sorrir, chorar, amar, se decepcionar, pois foram todas elas que me ensinaram que tudo passa. 
Que hoje elas podem me fazer sorrir e dar altas gargalhadas, mas que elas também podem ser às pessoas que pode me fazer chorar, ou até magoar ao ponto de machucar muito, junto com tudo isso, eu vou precisar levar todas as pessoas que me pediu perdão. 

Eu irei levar comigo todas as pessoas que foram capazes de me perdoa por algo que eu tenha feito. 

Agora, você que não me perdoou? Eu também vou te levar, pra eu poder lembrar que nem todas as pessoas conseguem superar as coisas da mesma maneira que eu, cada pessoa tem o seu tempo. 

Quando eu digo a palavra “tempo”, eu não quero dizer de apenas consegui alcançar as suas metas de vida, mas também que cada um de nós temos o nosso tempo pra entender o que estamos sentindo ou que já sentimos. Aliás, tem sentimentos que demoram tempos pra que a gente possa entender. 
Todo mundo tem um tempo certo, pra conseguir entender as coisas que acontece em sua vida, na sua volta ou no mundo inteiro. 

Eu vou levar comigo, todas pessoas que precisei dar um conselho, que eu precisei ajudar em seus momentos de crises. 
Eu também vou levar todas as pessoas que me ajudou a continuar. 

As pessoas que tentaram me derrubar ou me enrolar em suas redes mentiras e falsidades? Com certeza eu vou levar vocês comigo, pra eu nunca esquecer que algumas pessoas não conseguem ser elas mesmas, que algumas pessoas são tão cegas em enxergar elas mesmas que precisam de máscaras pra conquistar as pessoas ou mundo. 

Eu não tenho raiva de existirem pessoas assim. Eu sinto tristeza quando eu penso que existe pessoas que vivem atrás de máscaras. 
Eu acho que deve ser muito triste não conseguir ser você, passar a vida fingindo ser alguém que não é, se sentir como ninguém te conhecesse. Deve ser triste não ter alguém que te conheça de verdade. Eu vou te levar comigo, pra que eu tenha gratidão por ter partido da sua vida e que a vida leve você pra um mar de evolução. Quem sabe a gente se encontra quando as suas máscaras caírem e só assim pra apresentar pra mim quem você realmente é, apenas a verdade, com a suas verdadeiras intenções. 

Faltando em intenções, eu sou muito grata as pessoas que se mostram logo de cara quem elas realmente são, mesmo com os seus piores defeitos, pra mim defeito é melhor que olhar só para as qualidades, pois precisa ter coragem pra deixar as pessoas conhecerem os seus defeitos, isso me encanta. 

Você que foi embora da minha vida, me deixou aqui lidando com todos os sentimentos que você depositou. Eu irei te levar comigo por me mostrar que as pessoas são livres e vão embora, que eu preciso lidar com os meus sentimentos e que não vou morrer por isso, pode parecer que vai matar, mas eu não sou a única que saiu perdendo, começar a pensar que as pessoas também pode sentir a minha falta.  

Eu sei, vocês estão me achando maluca. Eu vou levar, até às pessoas que me feriu? Sim, irei levar, pois elas também fazem parte de certas coisas que aconteceram na minha vida. 

Todas as pessoas que fez eu chorar ou sorrir, eu vou precisar leva-las comigo, pois todas as situações que ocorreu me fez crescer, aprender a evoluir e ser a pessoa que eu sou agora e a que eu vou ser em 2019, porque eu vou levar comigo todo o meu aprendizado de 2018 e estar pronta para as novas lições que 2019 tem pra mim. 

Calma, e as minhas metas pra 2019? É não ter meta nenhuma. 

Ué, como assim não ter metas? Isso mesmo, a minha meta é não ter meta. 
Eu apenas vou anotar as coisas que eu quero fazer na minha vida, como eu sempre fiz desde de pequena. Desde das coisas mais importantes as coisas mais bobas. 

Eu vou me aventurar pela cidade, eu vou fazer tudo que me dá vontade. 
Eu vou me amar, vou ser eu mesma, eu vou sorrir, vou chorar, me magoar, mas vou superar, evoluir e seguir, mas nunca desistir. 

Nesse ano novo, eu apenas vou agradecer, ficar com o meu namorado, com a minha melhor amiga, ver as pessoas na rua, sorrindo e admirando os fogos, todas elas tão esperançosas quanto eu, quero apenas isso, nada mais que isso. 

Eu não quero pedir para as coisas mudarem, muito menos ficar fazendo milhões de metas pro ano que vem. Eu sou aquele tipo de pessoa, que odeia ficar definindo as coisas, eu amo coisas indefinidas, que apenas acontecem. 
Se aconteceu daquela maneira, era pra ser daquele jeito, mas também podia ser diferente… Saca? Eu vejo todos os lados. Como dizem: vejo os dois lados da moeda. 

Nesse 2019, eu sou quero desejar gratidão, amor, alegria, paciência, tempo, intensidade e reação, pra vida sua vida e pra minha vida. 
Que você entre em 2019 com a cabeça aberta pra aprender novas coisas, pra evoluir como pessoa e na vida. 

Que você se lembre: Que para as coisas mudarem ano que vem, apenas depende de você, da forma que você vai reagir as coisas. 

Que em 2019 você de aventure pela cidade, faça todas as coisas que tiver vontade, até porque a vida é muito curta pra gente ficar só na vontade e fingir que não queremos. 

Feliz Ano Novo! 
Feliz 2019! 
Beijinhos da Mila. 
Gratidão!

Descobrindo sobre os planetas “transcendentais” do Mapa Astral.

Olá minhas Luas, como prometido, eu voltei pra explicar tudo que vocês precisam saber sobre os planetas “transcendentais.”

Antes de começar a explicar pra vocês, eu vou deixar o link dos outros posts aqui em baixo, assim você pode relembrar o que já aprendemos ou se você é novo por aqui, vai precisar ler outros posts pra depois ler esse aqui.

LINK 1: APRENDENDO UM POUCO SOBRE SIGNOS.
LINK 2: APRENDENDO UM POUCO SOBRE ÀS CARACTERÍSTICAS DE CADA SIGNO DO ZODÍACO.
LINK 3: APRENDENDO UM POUCO SOBRE AS 12 CASAS DA ASTROLOGIA.
LINK 4: APRENDENDO O SIGNIFICADO DE CADA UM DOS PLANETAS DO MAPA ASTRAL.

Agora chega de enrolação e vamos aprender astrologia.

No post anterior, aprendemos sobre os 7 planetas, que são os principais a serem analisados no Mapa Astral, mas com eu já tinha dito… Que além dos 7 planetas, também temos os planetas que são considerados transcendentais. Que são: Urano, Netuno e Plutão.
Eu já quero avisar, que esse post vai ser bem curtinho, pois não tem muito o que falar sobre os planetas
transcendentais.

Antes de começar a explicar sobre cada um dos planetas, eu vou precisar explicar o que significado de transcendentais.

De acordo com o dicionario, a palavra transcendentais, significa: Transcendental é tudo aquilo que está além dos limites conhecidos do universo (em que está inserido). Sendo por conseguinte uma qualidade atribuída ao divino e própria ou relativa ao conceito de Deus, compreendendo também sua natureza, seu modo de agir, e entendimento a partir de uma perspectiva mística.

Agora que vocês já sabem o significado da palavra transcendentais, eu vou prosseguir com a explicação.

Os planetas Urano, Netuno e Plutão, tem o tempo de rotação em torno do Sol, que levam anos terrestres para poder completar uma volta toda. Esses planetas, estão mais ligados as características de toda uma geração, é não é pro lado da características da personalidade individual.
Pra vocês entenderem melhor eu vou dar uma explicação direta sobre os três planetas e mais pra baixo da publicação eu dou mais características sobre cada um deles.
Urano está ligado a criatividade e ao senso coletivo.
Netuno com espiritualidade e transcendência.
Plutão com o inconsciente e as emoções profundas.

Urano.

Urano é o primeiro planeta do grupo geracional. Urano tem o ciclo planetário de 84 anos. Este ciclo pelo zodíaco percorrerá a totalidade da vida um indivíduo duradouro.

Urano rege o signo de Aquário, o signo que significa: mudanças evolutivas. Sua casa natural é 11ª Casa, a casa dos projetos futuros e dos grupos e dos amigos.

Eu espero, que se lembrem que eu já expliquei pra vocês sobre as 12ª Casas do Mapa Astral. Caso não se lembre, é só subir pra cima e clicar no LINK 3.

Urano representa a liberdade e a rompimento de vínculos para uma elevação do nível na consciência coletiva.
O Signo onde Urano se encontra: indica de qual forma iremos evoluir nessa experiência renovadora.

Netuno.

Netuno é segundo planeta geracional, tem o ciclo planetário de 165 anos, ou seja, leva mais de um século e meio para percorrer todo o zodíaco.

Netuno rege o signo de Peixes e tem como casa natural a décima segunda, a Casa do Inconsciente.

Netuno representa a inspiração, o idealismo, substancia espiritual, e a compaixão.
O Signo onde Netuno se encontra: indica de que forma atuamos para desenvolver a espiritualidade. A Casa mostra a área da vida onde iremos utilizar a energia netuniana.

Plutão.

Plutão tem um clico planetário de duzentos e quarenta e oito anos.

Plutão chega a ser considerado planeta das grandes mudanças, onde uma estrutura antiga é derrubada para dar origem a uma nova estrutura. Também rege grandes catástrofes, mudanças políticas profundas, reestruturações de empresas muito grandes. Em suma, tudo que está fora do alcance das pessoas.

Neste momento, Plutão está em Capricórnio. Ele entrou em 2008 e ficará nele até 2024.

Plutão em Capricórnio: indica um período de grandes mudanças.
Mudanças em estruturas que não mudam há muito tempo. é muita não é Coincidência? Ele rege o signo de Escorpião é a 8ª casa.
A Casa da transformação (nada mais apropriado), fora o seu fogo na sexualidade.

Plutão representa a morte, a transformação, o poder e o sexo.
O signo onde Plutão se encontra: indica a forma você exerce o poder de liderança e capacidade transformadora.
A Casa descreve a área onde iremos desempenhar este papel transformador e renovador.

Meus amores, por hoje é só isso, como eu disse não tem muito o que aprofundar sobre os planetas transcendentais, mas eu espero que essa breve explicação ajuda vocês a entender sobre esses três planetas.

No próximo post, vamos aprender sobre os significado: “os aspectos”, que são aquelas linhas que tem no mapa astral, que são formado por: Conjunção, Sextil, Quadratura, Oposição e Trígono.

Beijão da Mila.
Gratidão! Até a próxima!

Lembranças.

Lembranças



Dentro dessa banheira, me ensurdece, escurece as vistas e tampa a audição. Me afago em lágrimas, mas desta vez não é do pesar da semana ou do amor que se foi embora antes do outono, meu caro leitor, dessa vez meu coração se preenche, daquilo que desenhava nas orbitas. Ponha-se para ir à janela, vi sol este que colocava óculos para proteger contra os raios, coloquei água nos girassóis e banhei-me para ir contemplar o dia que nasce entre as colinas dos arcos que abrem em minha direção, minha amada Lisa Antonieta aguarda minha volta.


Antes de me despedir dos caros amigos e laços que fiz no seminário, me veio à mente Raul Saches, meu eterno companheiro de vistas e poesias, a fogueira acedia a brasa, nossa sugestão foi acatada, merecíamos uma distração, cansava raciocinar por um dia inteiro. Ele que correu para longe de lá, se despediu na madrugada que escorreu pela janela, me senti sozinho e disse por carta que dele um dia hei de encontra-lo para jamais solta-lo, saudade é brasa que salpica fogo na epiderme, mareja empoeirando os olhos, meu caro leitor, se não tenham experimentado a amizade, minha fala se tornou melancólica e uma encruzilhada, compreenda não vivi apenas um dia com este cabra, mas sim dois anos, que mais parecem uma vida inteira, saudades guardo de Sanches no peito.


Os demais amigos que lá deixei, ensinara-me a levar no coração o lado bom de tudo o que acontece, as pedras, luas ou chuva, para aqueles que lá irão se formar, levam consigo uma paz espiritual, mas vale ressaltar todos tem problemas, assim como você, como eu, não pense que ao se entregar ao celibato acabará as dores de cabeça ou vazio da noite, não cutuque nossa alma. Aos grandes mestres que caminhei ao lado, um deles marcou a densidade do meu eu naquele lugar Huan Shuin, me levará uma manhã dessas qualquer que ninguém quer levantar-se, pois me tirei cedo, sem sono e cheio de saudade de Lisa Antonieta, fui andar pelo jardim, cumprimentar os pássaros e todos os seres humanos que passavam me viam como uma imagem sagrada, digo, alguém de respeito.

Shuin, caminhou-se até mim, vagarosamente me apontou um tronco, sentamos de frente a uma árvore, perguntou o que afligia meu peito e olhos, pensou que fosse moléstia, mas viu que não era praga ou doença, mas entendeu que dor de amor, são transpirados e notados por quem observa, disse cautelosamente – Teu rosto indica paixão, estou certo, Santomé? Se calado estava, permaneci, apenas balancei a cabeça que sim. – Percebi que ria sem motivo á dias, mas me contive, não queria invadir teu espaço, mas me diga como é essa menina? Hesitei, levantei, chutando alguns galhos que nos rodeava – Padre, não sei explicar, é doce feito mel, se sorri me faz rir sem graça e senão falo perco o dia pensando, que miséria pode ser chamado de paixão, ela não é feita até o fim e por isso encantou, que faço? – Reze meu filho, que isso vai se agravar, será teu amor sem fim. – Padre, mas se fizer meu peito chorar ou eu a fizer sofrer, não hei de perdoar a perca de tempo. – Meu filho, sente ao lado desse velho e que aprende com a moçada, veja essa arvore o tempo se encarregou de passar, mas e ela? Permaneceu com a sua beleza, não devemos temer o tempo passado, temos que estar gratos por haver mudanças, medo é desculpa para não arriscar, sei Tomé que você queria estar enlaçado nos braços dessa moça, lembro do meu tempo de jovem. – Tu padre, o senhor já se engraçou por uma rapariga? – Santomé se recomponha. – Perdão. – Mas, lhe respondendo, meu filho não só como estou aqui por ela. Santomé colocou seus olhos arregalados, esperando respostas. – Me enamorei por uma garota que nos encontramos antes pouco da minha decisão, ela tinha belos olhos e uma delicadeza sem fim, pedi a Deus que a deixasse viver, estava tão fraca, os médicos não viam cura, os pais padeciam de angustia e eu? Chorava ao pé da cama, fiz a promessa que me tornava padre se caso ela ficasse boa, após três dias Justina estava curada, veio até meu encontro, nos beijamos, a Tomé, desde aquele dia me despedi, disse que promessa é dívida que os caminhos nossos nunca se encontrariam, mas que o amor que sentíamos era força posto que nós encarregou de colocar juntos, ela virou freira, em certa prosa por carta disse-me que razões únicas era que o único amor que poderia tira-la dessa ideia era eu, mas correr da dívida eu não podia, hoje ela é uma das madres da igreja vizinha da minha cidade, que saudades. – Padre, vá vê-la. Medo é fugir, não escolhemos quem amar, tenho certeza que Justina vai gostar de revê-lo. – Está bem, está bem Santomé agora chega, pense nisso, não deixe escapar por dentre os dedos, por medo do tempo passar, agora vamos entrar, que temporal está por vir do Norte.

AUTORA: Alasca Solaris


Galerinha, eu espero que tenham gostado do texto da Alasca, eu vou deixar as redes sociais dela aqui em baixo.

Instagram: alasca_ribs.

Mande a sua fanfic, história, poema, critica, desabafo, e etc para o nosso e-mail: adolescênciadelua@gmail.com.

Quero agradecer a todo mundo que está enviando seus poemas, seus textos, suas histórias, etc… Estou amandando, continue mandando, a sua história pode ser a próxima!

Não deixa de seguir o instagram do blog.
Instagram: @adolescenciadeluablog

Beijos da Mila!
Gratidão, até a próxima!

Adeus 2018 e algumas coisas!

Antes de tudo, quero desejar um FELIZ ANO NOVO, que seja repleto de coisas boas e conquistas!!!… Era para esse post ter saído ontem (31/12/2018), mas acabei me enrolando e não deu, enfim, segue a vida né hahaha.

Minhas manas do coração, tudo bem com vocês? Espero que sim, que tenham passado bem esse Natal, queria pedir perdão pela ausência, é que aconteceu tanta loucura, tanta correria que eu mal consegui respirar, aliás, é sobre isso que quero falar com vocês, sobre a loucura que foi esse ano que passou, o que aprendi com ele, o que espero que esse ano que já ta logo ai, e que eu obviamente eu já to com umas metas na minha cabeça que provavelmente eu nem cumpra hahah.

Eu não preciso falar o quanto esse ano que já passou foi difícil, eu comecei meu tratamento, tive muita crise, perdi a Mel e depois o Astor, também perdemos parentes queridos, sem falar nos problemas do dia a dia, na preocupação se eu ia conseguir superar tudo que aconteceu, o medo de uma hora a minha ficha cair e eu perceber que teve mais dias ruins que dias bons, as piadas ridículas que tiver que aturar sobre depressão, os comentários maldosos, o quanto de pessoas tóxicas que me afastei e quantas pessoas de luz que eu me aproximei, foi eita atrás de eita, eu não sei dizer como eu tive medo esse ano, mas eu percebi que foi difícil pra quase todo mundo, e talvez essas dificuldades tenham nos dado muita força, o exemplo são as mulheres parando de se colocar umas contra as outras e se unindo, no meio de tanto caos, tantos acontecimentos que era impossível não sofrer no lugar de quem passou, eu vi as mulheres terem coragem e eu quis isso, eu quero isso.

Eu posso descrever 2018 em uma palavra: Reviravolta. Eu chorei até pensar que ia ficar desidratada, mas eu também sorri como se tudo estivesse maravilhoso, eu me decepcionei muito, mas eu também sei que decepcionei pessoas a minha volta, sonhei alto, cai muito, me machuquei feio, mas me levantei, eu senti saudades todos os dias, falei coisas que não deveria e deixei de falar algumas que eram necessárias, senti medo de fracassar, senti raiva de mim mesma e também senti orgulho, briguei, brinquei e também me arrependi de muita coisas, desapeguei de algumas mágoas que não tinha importância, mas também criei novas que pretendo deixar para lá em breve, me reinventei milhões de vezes, deixei coisas passarem, me senti fraca boa parte, mas continuei, eu não desisti e acho que pode ter dado certo.

Não espero que meu 2019 seja o melhor, mas tem tanta coisa que quero mudar, quero sair mais da minha zona de conforto, dar mais atenção para as pessoas que valem apena e que posso perder a qualquer momento, mesmo tendo mágoas, quero me dedicar mais a esse blog que foi uma das melhores e mais importantes coisas que me aconteceu, quero guardar dinheiro e parar de gastar com coisas que depois me arrependo, exceto comidas, ser uma pessoa melhor, dar mais chances para vida, a gente deixa tanta coisa passar por medo, eu não sei vocês, mas eu cansei de ter medo e essa é a minha meta principal.

Eu não tenho ideia do que está por vir, mas eu preciso parar de me tortutar pensando sempre nas coisas ruins, não quero repetir os mesmos erros desse ano, uma parte das coisas que aconteceram é culpa minha, pela forma que eu escolhi lidar, não quero carregar esse fardo, quero carregar malas para dentro do carro e ir viajar, ver que meu tratamento está dando certo e tudo isso e mais um pouco só depende de mim. Assim como as metas que vocês querem, depende de vocês para se realizar, depende da gente desapegar do medo.

Foi um ano tão louco e tenso que nem tive tempo para contar que adotei um cachorro, o Sherlock e uma gatinha também, a Sophi, logo contarei como eles surgiram na minha vida, sem falar que precisamos conversar mais, eu sou eternas grata por fazer parte desse blog e ter vocês me acompanhando, me motivam a ser melhor.

Mas enfim, por hoje e por esse ano que já acabou é só, me contem as metas de vocês, os assuntos que querem ver aqui no blog e um feliz ano novo, com amor: Abibi e sua galáxia! ❤💛🌻

Pra que a pressa?

Pra que a pressa?

Pra que a pressa?

Estamos o tempo todo querendo se encaixar nesse mundo maluco.

Sempre querendo as coisas pra ontem.

Correndo pra lá e pra cá, sem aos menos olhar para os lados.
Sem ao menos tentar ver o lado bom das coisas.

Estamos cegos. Sempre com pressa. Não conseguimos enxergar que vida pode nós trazer momentos incríveis.

A vida é uma só. Cada pessoa tem a sua história. Uma história única.
Cada pessoa tem ás suas experiências extraordinárias.

Então, pra que a pressa?

Temos um mundo enorme pra conhecer.
Um mundo, que é grande o suficiente pra que todos nós explorar.
Temos a vida toda pra aprender a se amar.
A vida inteira pra aprender o que é o amor.

Temos uma vida inteira pra se apaixonar.
Temos vida toda pra se encaixar nesse mundo, que é o tão louco.

Um mundo cheio de caminhos incertos.
Um mundo com vários caminhos corretos.
Ou com vários caminhos perdidos.
Um mundo, com mais milhões pessoas.

Pessoas que também podem estar perdidas, igual a você.

Elas estão com o mesmo intuito de se encontrar.
Com a mesma ideia de um dia poder amar e ser amado.
Com o mesmo sonho de ser respeitado e considerado.
Com o mesmo desejo de dar orgulho.

Assim como eu. Assim como você. Estamos todos procurando o seu próprio caminho.

Alias, qual é o caminho?

Quem é que sabe qual é o caminho correto.
Então… Porque a pressa?

Feche os seus olhos e não deixe de sonhar com a sua história.

Abra os seus olhos:

Imagine.

Brilhe.

Realize.

A vida é uma só.

Apenas, aprecie o seu momento de brilhar.

Porquê a pressa? Quem é que sabe qual é a hora certa pra poder brilhar?

~Milena Alves


Desenho Autoral – Todos os Direitos Reservados.
Artista: Byanka G. Nunes.

Beijão da Mila.
Feliz 2019!
Gratidão!