Mais um ano se foi. Outro ano que chegou, 2019.

Eu sei meus raios de sol, eu deveria ter postado no dia 1º de Janeiro de 2019, caramba! Nem acredito que a partir de agora, eu vou começar a colocar na data do ano o número 2019, mas eu sei que a @abibi, nossa autora linda do blog, postou um texto pra vocês, então eu deixei pra falar com vocês depois, assim o nosso ano de 2019 já começa com o pé direito, o que esperar de 2019? Eu estou pesando nisso até agora…

Minhas luas, todos os anos, as pessoas costumam postar as seguintes frases em suas redes sociais: 

Quem eu vou levar pro meu próximo ano.
Nesse caso, quem eu vou levar pro meu 2019. 
365/365, tem alguma coisa pra me dizer? 
Dia 1 de Janeiro eu vou deixar muita coisa pra trás. 
Janeiro eu vou começar a minha vida do zero. 
Minhas metas pra 2019. 
Existe entre milhões de frases como essas, estamos cansados de ler em todo fim de ano. 

Eu nunca me encaixei em nenhuma dessas frases. Claro, que eu já postei status desse tipo, mas sempre foi por consideração as pessoas que vivem em volta de mim, elas sempre postam e me marca e eu resolvo retribuir o carinho, afinal eu me importo com essas pessoas, não custa nada participar da brincadeira.  

Só que esse ano eu não consegui participar, conforme eu fui crescendo e aprendendo a formar mais ainda a minha opinião e ter coragem de expressar o que eu estou sentindo ou pensando, eu acabei chegando ao ponto de não querer fazer parte de algo que eu não me identifico mais ou não concordo. Então, eu não participei, até porque nunca concordei com essa lógica, não faz se sentido nenhum pra mim.  

Esse ano eu passei por diversas coisa, não que nos anos anteriores eu não tenha passado por umas coisas ruins, mas comparado com os anos que eu tive, eu passei por coisas muito piores que hoje em dia, mas os perrengues que passei esse ano foram totalmente diferentes dos anos que teve, eu aprendi umas coisas que me deixou impressionada. 

Aprendizados que tem haver até com acontecimentos de anos trás, que só agora caiu a ficha, foi aí que eu consegui entender mais ainda, o que a minha psicóloga queria dizer com a frase: Tudo depende da forma que você reage as coisas.  
Dê um tempo. Tudo passa. Tenha paciência. 

No começo, eu achava que com o tempo, a dor que eu estava sentindo iria passar, que eu ia esquecer ou superar todos aqueles problemas, mas o que eu não tinha percebido que com o tempo eu ia começar a enxergar as coisas com outros olhos, que algumas coisas iam ficar tão claras como água. 
Eu consegui entender, que o tempo está ligado a reação. Como você reage diante de uma situação? Seja um término, a perda de alguém, brigas com familiares ou com amigos, estresse no trabalho, escola ou faculdade e por aí vai. 

Eu sei que quando estamos magoados, ficamos em casa sofrendo, ouvindo músicas de bad e se afundando na foça. Começa a evitar os amigos, se der até os familiares e quando você percebe? Está sozinho. Se sente sozinho, mas não quer estar sozinho, não quer nem ficar com você mesmo. 

Às vezes, temos a mania de sofrer mais do que deveria, de sentir mais, isso não é nenhum um problema. Eu também sou assim, vocês sabem o como eu sou recíproca, prolixa, intensa, eu coloco intensidade em tudo que eu faço, tudo pra mim tem um significado, uma razão pra acontecer, eu questiono tudo, mas não deixa de ter intensidade e muitas vezes acabo entrando em situações com outras as pessoas, que não tem a mesma intensidade que eu, que cada uma delas tem o seu tempo, sua intensidade e a sua reação, assim como você também tem o seu tempo, por isso, temos que aprender a se responsabilizar pelo o que sentimos e o que fazemos as outras pessoas sentirem com as nossas reações. 

Nem todos os sentimentos que projetamos por uma pessoa é responsabilidade dela, você também tem que saber lidar com as expectativas que coloca em alguém, porque você já está cansada/cansado de saber que as pessoas erram, que as pessoas magoam, que elas traem, que também pode ser falsas, as pessoas decepciona. 

Todos nós cometemos os mesmos erros. Todos os dias, alguém pelo mundo se magoa ou mágoa alguém, você não é o único e nem vai ser. 

Depois que a minha ficha caiu, eu consegui a mudar as minhas reações com as coisas, posso sentir muito, chorar pra caramba, sofrer até ficar na foça, mas não vou me descabelar toda, não vou me torturar, levando toda a culpa, principalmente levar a culpa de tudo que acontece, coisas que não tem o meu controle, até porque certos mal-entendidos precisa de duas pessoas, então é responsabilidade das duas pessoas. 
Responsabilidade das coisas que disseram e das ações que tiveram uma com a outra/outro. 

Eu não preciso me sentir mal e afetar a minha saúde mental porque certas pessoas são mal resolvidas ou não sabem o que elas querem. Eu sei qual era a minha intenção em tudo que eu fiz, mostrei quem eu era, fui sincera, reconheci os meus erros, pedi perdão, abracei, acolhi e aconselhei, eu fiz tudo que podia e a pessoa ainda continua na mesma tecla jogando as coisas na minha cara ou pior que isso não dando a mínima pra mim ou só fazendo eu me senti mal por coisas que não tem só o meu controle, não se pode esquecer das pessoas que vão embora e te deixa na mão, sentindo a falta  dela e como se tudo que aconteceu fosse a sua culpa, não dela. 

Eu que é difícil pra caramba consegui controlar seus sentimentos quando se tem o psicológico fodido, vai por mim eu faço parte desse time, não é nada legal. 

Só que sem isso, eu já não conseguiria entender que diante de situações ruins eu não preciso ter reação que me leve profundo do poço. Que você ou eu podemos procurar algo pra se distrair. 

Você pode sair pra algum lugar, pode ir pra qualquer lugar, não precisa ser necessariamente uma festa ou rolê com os amigos. Pode  ir na esquina da sua casa, levar um livro que goste, caso não leia, essa é a chance de procurar algo interessante pra ler, um livro que agrade você, ler é importante e é outra forma de viajar sem sair de casa, caso seja uma pessoa que não consegue sair de casa por conta de depressão ou por ser caseira demais, você pode ficar em casa assistindo um filme, uma série, uns vídeos no YouTube, ouvir uma música que goste, mas tentar distrair os seus pensamentos por um tempo, vai ler, que ajudar muito. 

Às vezes, eu vou sozinha no shopping, tomo um sorvete, mas se você não gostar de sair sozinha que nem eu, você pode chamar uma amiga pra ir tomar um sorvete junto com você. 

Ir no cinema, eu também costumo ir sozinha pro cinema, olha que eu tenho namorado e sabe? É tão bom, ter essa liberdade de querer andar sozinha, de fazer as minhas coisas sozinhas, de sentir vontade de querer sair e não ficar procurando pessoas pra fazer companhia, não faço isso por me sentir sozinha, mas pra aproveitar a minha própria companhia. 

Se você for a sua melhor amiga/amigo, irá conseguir se consolar sozinha, mesmo que tenha apoio de outras pessoas, você vai conseguir se ajudar mais ainda, vai processar as coisas com outros olhos, processar com os seus olhos. 

Hoje eu penso, que não é porque aconteceu algo ruim que eu tenho que ter uma reação ruim. Eu posso sim fazer qualquer outra coisa que me alivie, mesmo que eu faça chorando. 

Óbvio, que tem vezes que eu só quero ficar em casa sozinha e sofrendo, mas mesmo assim eu aproveito a minha companhia, faço qualquer coisa que me distraia, não pra eu não sentir a dor que eu estou sentindo naquele momento, mas para que depois de me distrair eu consiga pensar e ver as coisas com outros olhos, com mais clareza e assim conseguir resolve-las. Pra falar a verdade, eu tenho me magoado menos ainda depois que comecei a racionar mais os meus sentimentos, depois que eu comecei a procurar fazer coisas  aleatórias e que eu  gosto de  fazer,  isso tem me ajudado a refletir sobre os meus sentimentos e os sentimentos que depositamos nas pessoas e o que elas também fazem a gente sentir. 

Consegui compreender, que algumas pessoas têm que ir embora e outras tem que ficar, mas não significa que vão ficar pra sempre ou que vão embora pra sempre e nunca mais voltar. As pessoas que ficam na minha vida ou não, também depende de mim, do que eu vou querer pra minha vida ou que pessoas eu quero comigo e se essas pessoas também querem o mesmo que você. 

Junto com tudo isso, eu consegui enxergar aquelas frases que eu citei ali em cima, com outros olhos. 

Pensando muito sobre quais pessoa eu vou levar pra minha vida, quem eu vou deixar pra trás, o que eu vou recomeçar, quais as minhas metas pro ano que que vem, eu cheguei a uma única conclusão: Que eu vou levar tudo comigo. 

Eu vou levar todos as pessoas que eu já conhecia antes de 2018.
Eu vou levar todas amizades que eu fiz esse ano. 

Eu vou levar as minhas melhores amigas, os roles que elas fizeram junto comigo, a saudade que eu senti delas, enquanto todas nós estávamos aprendendo a ser adulta, lidar com as nossas responsabilidades, mas mesmo assim continuamos amigas. 

Eu vou levar com todo carinho, o dia que as minhas três melhores amigas organizaram uma festa surpresa de aniversario pra mim, e todos os meus amigos estavam lá, mais perfeito que isso, impossível! 

Eu também irei levar as amizades que tiveram um fim, pois foram elas que me ensinaram que algumas pessoas precisam partir, que não tem nada de errado comigo ou com elas. Quer dizer, algumas pessoas realmente precisam se tratar, com tanta confusão que fazem. 

Hoje eu sei, que as pessoas, apenas vão embora, talvez porque precisam ir e nós precisamos deixa-las irem. 

Eu também irei levar todas as pessoas que me fez sorrir, chorar, amar, se decepcionar, pois foram todas elas que me ensinaram que tudo passa. 
Que hoje elas podem me fazer sorrir e dar altas gargalhadas, mas que elas também podem ser às pessoas que pode me fazer chorar, ou até magoar ao ponto de machucar muito, junto com tudo isso, eu vou precisar levar todas as pessoas que me pediu perdão. 

Eu irei levar comigo todas as pessoas que foram capazes de me perdoa por algo que eu tenha feito. 

Agora, você que não me perdoou? Eu também vou te levar, pra eu poder lembrar que nem todas as pessoas conseguem superar as coisas da mesma maneira que eu, cada pessoa tem o seu tempo. 

Quando eu digo a palavra “tempo”, eu não quero dizer de apenas consegui alcançar as suas metas de vida, mas também que cada um de nós temos o nosso tempo pra entender o que estamos sentindo ou que já sentimos. Aliás, tem sentimentos que demoram tempos pra que a gente possa entender. 
Todo mundo tem um tempo certo, pra conseguir entender as coisas que acontece em sua vida, na sua volta ou no mundo inteiro. 

Eu vou levar comigo, todas pessoas que precisei dar um conselho, que eu precisei ajudar em seus momentos de crises. 
Eu também vou levar todas as pessoas que me ajudou a continuar. 

As pessoas que tentaram me derrubar ou me enrolar em suas redes mentiras e falsidades? Com certeza eu vou levar vocês comigo, pra eu nunca esquecer que algumas pessoas não conseguem ser elas mesmas, que algumas pessoas são tão cegas em enxergar elas mesmas que precisam de máscaras pra conquistar as pessoas ou mundo. 

Eu não tenho raiva de existirem pessoas assim. Eu sinto tristeza quando eu penso que existe pessoas que vivem atrás de máscaras. 
Eu acho que deve ser muito triste não conseguir ser você, passar a vida fingindo ser alguém que não é, se sentir como ninguém te conhecesse. Deve ser triste não ter alguém que te conheça de verdade. Eu vou te levar comigo, pra que eu tenha gratidão por ter partido da sua vida e que a vida leve você pra um mar de evolução. Quem sabe a gente se encontra quando as suas máscaras caírem e só assim pra apresentar pra mim quem você realmente é, apenas a verdade, com a suas verdadeiras intenções. 

Faltando em intenções, eu sou muito grata as pessoas que se mostram logo de cara quem elas realmente são, mesmo com os seus piores defeitos, pra mim defeito é melhor que olhar só para as qualidades, pois precisa ter coragem pra deixar as pessoas conhecerem os seus defeitos, isso me encanta. 

Você que foi embora da minha vida, me deixou aqui lidando com todos os sentimentos que você depositou. Eu irei te levar comigo por me mostrar que as pessoas são livres e vão embora, que eu preciso lidar com os meus sentimentos e que não vou morrer por isso, pode parecer que vai matar, mas eu não sou a única que saiu perdendo, começar a pensar que as pessoas também pode sentir a minha falta.  

Eu sei, vocês estão me achando maluca. Eu vou levar, até às pessoas que me feriu? Sim, irei levar, pois elas também fazem parte de certas coisas que aconteceram na minha vida. 

Todas as pessoas que fez eu chorar ou sorrir, eu vou precisar leva-las comigo, pois todas as situações que ocorreu me fez crescer, aprender a evoluir e ser a pessoa que eu sou agora e a que eu vou ser em 2019, porque eu vou levar comigo todo o meu aprendizado de 2018 e estar pronta para as novas lições que 2019 tem pra mim. 

Calma, e as minhas metas pra 2019? É não ter meta nenhuma. 

Ué, como assim não ter metas? Isso mesmo, a minha meta é não ter meta. 
Eu apenas vou anotar as coisas que eu quero fazer na minha vida, como eu sempre fiz desde de pequena. Desde das coisas mais importantes as coisas mais bobas. 

Eu vou me aventurar pela cidade, eu vou fazer tudo que me dá vontade. 
Eu vou me amar, vou ser eu mesma, eu vou sorrir, vou chorar, me magoar, mas vou superar, evoluir e seguir, mas nunca desistir. 

Nesse ano novo, eu apenas vou agradecer, ficar com o meu namorado, com a minha melhor amiga, ver as pessoas na rua, sorrindo e admirando os fogos, todas elas tão esperançosas quanto eu, quero apenas isso, nada mais que isso. 

Eu não quero pedir para as coisas mudarem, muito menos ficar fazendo milhões de metas pro ano que vem. Eu sou aquele tipo de pessoa, que odeia ficar definindo as coisas, eu amo coisas indefinidas, que apenas acontecem. 
Se aconteceu daquela maneira, era pra ser daquele jeito, mas também podia ser diferente… Saca? Eu vejo todos os lados. Como dizem: vejo os dois lados da moeda. 

Nesse 2019, eu sou quero desejar gratidão, amor, alegria, paciência, tempo, intensidade e reação, pra vida sua vida e pra minha vida. 
Que você entre em 2019 com a cabeça aberta pra aprender novas coisas, pra evoluir como pessoa e na vida. 

Que você se lembre: Que para as coisas mudarem ano que vem, apenas depende de você, da forma que você vai reagir as coisas. 

Que em 2019 você de aventure pela cidade, faça todas as coisas que tiver vontade, até porque a vida é muito curta pra gente ficar só na vontade e fingir que não queremos. 

Feliz Ano Novo! 
Feliz 2019! 
Beijinhos da Mila. 
Gratidão!

2 comentários em “Mais um ano se foi. Outro ano que chegou, 2019.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s