As vezes, apenas as vezes, eu me pego pensando em você.

As vezes, eu me pego pensando em você.
Eu me proíbo de querer você pra mim, tenho medo de estragar as coisas, nos sabemos que as vezes eu sou uma bomba de destruição.

As vezes, eu acho injusto quando o vento toca a sua pele, sendo que eu nunca poderei fazer isso.

Eu já desejei ser a chuva que molha o seu corpo.

Eu já quis ser a sua piscina, pra você mergulhar em mim, pra você se afundar, até descobrir o quanto eu gosto de você.

As vezes, eu queria poder te dar muitos mais que abraços, tem dias que passa pela minha cabeça, como seria te beijar.

Eu penso isso todas às vezes que olho para os seus olhos azuis + esverdeados. A cor do seu olho é tão confusa, quanto nos duas.

Eu não consigo sair na rua e não trazer um presente pra você, por onde eu vou, eu te vejo.
Eu gosto de gostar de você, quando será que você vai perceber?

Os meus sentimentos estão a cada dia mais confusos, apenas sei que as vezes, eu sinto uma inveja de quem você permite que te toque.

A cada dia que passa, eu sinto que eu te amo, mais e mais. E agora, o que eu faço?

As vezes, esse sentimento me incomoda, porque eu realmente não sei explicar o que sinto por você.

Apenas sei, que é mais forte do que eu e que talvez seja por isso que eu nunca tive coragem de lhe dizer.

Ah, não! Com certeza, eu não te contei por medo de te perder.
O meu coração pede pra guardar em segredo, pra que você continue aqui.

Eu nunca tive medo de te amar e muito menos de acabar me apaixonando por você.
Eu sempre tive e tenho medo de te perder.

Você poderia significar qualquer coisa na minha vida, mas desde que permaneça, bem aqui do meu lado.
Que esteja junto comigo, de qualquer forma, eu vou continuar por aqui, cuidando de você.

Eu gostaria que você percebe-se.
Gostaria que percebesse que eu te amo.
Como eu queria, que também percebesse o quanto eu penso em você, em nós.

As vezes, eu penso que você poderia gostar de mim, na mesma intensidade que eu gosto de você.

Eu fico tão confusa, você sempre dá sinais de que gosta de mim, mas eu não tenho certeza se soube interpreta-los, é por isso que eu rezo pra que um dia você perceba, eu não quero fazer uma confusão.

Já desejei varias vezes, que do nada se apaixonasse por mim, exatamente como eu me apaixonei por você, também me pergunto se você me ama em segredo… Oh, dúvida cruel.

Eu tenho inveja de todos que já te beijaram.
Inveja de todos que já se conectou com o seu corpo.
Eu me pergunto o que tem de errado comigo, pra isso não nunca ter acontecido.

Tento não pensar demais, pra não sentir aquela dor de cotovelo.

Você podia perceber….
Podia olhar pra mim, ver todo o amor que eu quero dar pra você.

Quero te ver sorrir, até o sol toca sua pele e você retribui com um belo sorriso.
Sorrisos, que ilumina o meu dia, mais que qualquer lua cheia poderia iluminar uma noite vazia, escura e fria.

As vezes, eu crio histórias de nós, dentro da minha cabeça, peço pra não criar um devaneio disso tudo. Oh, meu deus, acho que estou enlouquecendo.

Enlouquecendo na vida. Enlouquecida por você.

Enlouquecida estou, me desculpe, eu nunca imaginei que isso fosse acontecer.
Se pudesse saber o que sinto, me perdoe, eu nunca planejei amar você, mas no final das contas eu amo estar apaixonada por você.

Me desculpe… Em segredo, eu sou apaixonada por você.

Apenas as vezes, eu me pego pensando em você.

Apenas as vezes, me pego pensando em tudo que poderia acontecer entre nós.

As vezes, apenas as vezes… Ou sempre…


Obs: Sobre o artista do desenho, eu não encontrei, caso saiba quem fez essa arte, me avise pra eu poder colocar os créditos. Ou se o próprio artista acabar lendo o texto e vendo a sua arte, me avise.


Eu espero que tenham gostado do meu texto de hoje.

Obrigada pelos acessos nos últimos dias. Eu quero agradecer toda audiência no conto erótico do blog, vocês são incríveis, sou muito grata por todos os comentários.

A continuação, sai na semana que vem, aguardem!

Beijos da Mila!

Gratidão!