O METRÔ (LENDA) – Conto por Dara Emanuelle e Lu.

O METRÔ ( LENDA)

Eu estava feliz por ter ido visitar meus familiares no interior nas festas de Natal e Ano Novo, era bom rever a família, principalmente meus pais. Fiz uma longa viagem de ônibus até a rodoviária de Porto Alegre e de lá meus pais me aconselharam pegar um táxi até meu apartamento pois a chegada era prevista para uma hora da manhã.
Cheguei a uma e meia, como eu já havia gastado muito com presentes de Natal e meu salário era pouco, resolvi economizar o dinheiro do táxi e pegar o metrô, que é praticamente ao lado da rodoviária.
Sabia que a naquela hora haveria poucas pessoas. Realmente quando entrei havia cinco pessoas. Dormi cerca de dez minutos e aquelas pessoas tinham sumido na próxima estação.
Estranho, todos desceram na mesma estação…No lugar deles havia uma mulher muito chique, um homem grande de terno e gravata e uma criança bem arrumadinha. Sorri para o casal, mas eles não retribuíram o sorriso, talvez por eu ser simples demais. 
Logo após na próxima estação, entrou um casal de namorados bem feliz e uma senhora grávida. Todos conversavam entre si e desejavam um feliz Ano Novo para quem entrava, eu lhes desejei também.
Como eu iria parar na última estação dormi novamente e quando acordei só estava o casal bem arrumado e sério com a criança. Nem ouvi os passageiros descerem. Eu devia estar muito cansada.
Passamos mais algumas estações e eles às vezes me olhavam, não sei porque eu sentia um arrepio nos ossos quando isso acontecia.
O metrô parou em mais uma estação. Fiquei com medo do rapaz que entrou, parecei que não fazia a barba a dias, a camisa estava meio amarrotada, para mim parecia um bandido.
Ele me olhou bem nos olhos, não entendi aquele olhar, mas fiquei com medo. Depois ele encarou o casal e a criança. Eles o olharam fixamente, os três!!! Eu estava ficando apavorada…
Eu não sabia o que estava acontecendo, mas esperava que o casal me salvasse se aquele rapaz me atacasse.
A medida que o metrô rodava o rapaz sentava-se mais perto de mim, chegando alguns bancos ao meu lado. Eu estava apavorada, devia ser um estuprador…Quando estávamos chegando a próxima estação ele deu um salto me pegou pela cintura e fugiu comigo pelas galerias do metrô. 
Eu gritava e berrava, mas ele me segurava firmemente, até se assegurar que não estávamos sendo perseguidos.
Ele me soltou e disse para não correr. Eu obedeci, pois provavelmente ele estava armado.
“-Moça, meu nome é James, estudo na Faculdade UFCSPA, também trabalho no necrotério e com certeza posso lhe afirmar que aquele casal e aquela criança não estavam vivas!!! 
Você e eu seríamos as próximas vítimas deles. Se você está viva, deve ter sido porque você dormiu durante a viagem. Eles não atacam quem dorme, pois não identificam sono com morte. James ainda enfatizou:

=”Cadáveres que foram mortos em seitas satânicas se alimentam de carne humana”.
Eu fora salva por aquele que julgara ser um bandido e um estuprador e que na verdade era um estudante e trabalhador, ele fora meu herói… 
Todas aquelas pessoas que entraram e eu não vira sair foram mortas por aqueles cadáveres canibais.

Por: Dara Emanuelle Parisotto Alebrandt e Lu


Olá minhas Luas, hoje o post foi com uma história bem curtinha. Como vocês sabem, ano passado eu fiz o mês Halloween e eu postei alguns contos de horror das duas autoras: Dara Emanuelle Parisotto Alebrandt e Lu.

E é com uma imensa alegria, que eu venho contar pra vocês, que uma das autoras entrou em contato comigo, pra me contar uma novidade bombástica.

Amanhã, no programa do Domingo Show, do apresentador Geraldo Luíz, uma das histórias de Dara Emanuelle e Lu, vai ser apresentada no programa e ela também vai estar no programa. O seu conto escolhido pra virar uma produção audiovisual, se chama: A LENDA DA MOÇA SEM CABEÇA.

Então, não deixa de acompanhar o programa e assistir uma das obras da autora, que vai estar aterrorizante.

Antes de encerrar o post, quem quiser conhecer mais histórias da autora, é só acessar a página dela, que eu vou deixar o link aqui em baixo.

Contos arrepiantes, filmes de terror e muito mais.

Quero agradecer todo o carinho de vocês, desejar um ótimo final de semana e até a próxima!

Beijão da Mila!
Gratidão!

8 comentários em “O METRÔ (LENDA) – Conto por Dara Emanuelle e Lu.

  1. Por coincidência, eu assisti o programa no domingo e assisti. Ficou ótimo o curta do conto. Eu adorei, parabéns a autora e a vc Mila, por trazer esse tipo de conteúdo pra gente.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s