Um Nu no Corredor – Capitulo 1 – Série Os Freitas

Capitulo 1

Violeta

Acordo ainda sonolenta, mas muito feliz. Mais um dia nessa cidade linda de São Francisco. Ainda não acredito que vou sair da casa dos meus pais, afinal está mais do que na hora, acabei de fazer 21 anos e quero minha própria casa, minha própria bagunça e é claro minha própria privacidade (coisa que eu não tenho na casa dos meus pais, por causa, do meu irmãozinho de 6 anos, o Henry, ele adora mexer nas minhas coisas quando não estou em casa, o que é a maior parte do dia, e eu detesto isso). Já que um apartamento no centro está muito caro, resolvi chamar uma amiga de infância para dividir as despesas comigo e ela aceitou na mesma hora, pois ela também quer muito sair da casa dos pais, ela é só dois anos mais velha que eu, mas tem um pouco menos de responsabilidade, o que faz de mim a cabeça da amizade e tenho sempre que controlá-la quando sai para as baladas e é claro que ela me arrasta junto, mas eu não bebo, não sou muito fã, por isso eu quase sempre tenho que pedir ajuda para levá-la para casa, já que eu só tenho 1,60 m. de altura, o que me atrapalha em algumas coisas, mas amo muito a minha altura, porém detesto quando alguém sem intimidade vem com gracinha para cima de mim.

Eu faço faculdade de designer de interiores e ela de administração, nos conhecemos ainda bem crianças e nunca mais desgrudamos uma da outra, somos muito parecidas e minha família gosta muito dela e a ela de mim. Fiquei tão distraída que nem vi a hora passar, já são mais de 23:00 horas,tenho que ir dormir, vou acordar bem cedo amanhã, começar a procurar um prédio, que não seja muito longe do nosso trabalho e da faculdade, meu chefe é um dos meus grandes amigos e o da Liza um pouco ranzinza, mas mesmo assim deram duas semanas de folga para encontrarmos um apartamento e nos instalarmos, passamos a semana inteira procurando um lugar bom, mas ainda não achamos o lugar certo, amanhã de manhã vamos tentar encontrar no lado oposto de onde já vimos, mandei mensagem para Liza:

Violeta-on

– Liza vc vem me pegar amanhã cedo?

– Sim, vou passar as 8:00 h, ok?

– Ok, vou dormir agora tá? Boa noite até amanhã.

– Tá, até amanhã, boa noite.

Violeta off…

Acordei cedo, tomei um banho rápido coloquei uma calça e uma camiseta azul e fui comer algo quando ouço a campainha tocar, vou até lá e vejo Liza com seu vestido florido que sempre usa na primavera, sorrio e digo:

– Oi Liza, chegou cedo mesmo- risos- Entra vem tomar café comigo.

– Ok, como é que está a tia Sarah e o tio Lucca?

-Estão bem- eu disse já entrando dentro de casa e ela logo atrás- Minha mãe tem estado mal, mas já está melhorando.

Nós entramos na cozinha e meus pais já estavam na mesa, Liza já foi logo abraçando-os sorridente, ela disse:

-Oi tia, a Polly disse que a senhora não estava muito bem.

– Ah querida, não precisa se preocupar, já estou bem melhor, foi só um mal-estar mesmo.

-Aí, tia, que bom, então Polly temos que ir logo se não vamos perder muito tempo.

-Tá bem Liza, tchau mãe, tchau pai, até mais tarde. Não espere por mim, porque não sei que horas eu volto, beijos. -Beijos, querida. – Eles disseram juntos, e saímos.