Boom Diia meus queridos moradores do meu adorável mundo de maquete

Como vocês estão nessa lindo dia?

Eu estou super bem.

Ontem no domingo, fiz uma viagem incrível para uma cidade perto de Foz do Iguaçu, foi ótimo, eu adoro viajar (apesar de não fazer muito isso) mas sempre é bom sair da rotina, relaxar, ainda mais se for para uma reunião de família.

Mas me dizem vocês, o que mais gostam de fazer?

Ontem que o tempo estava ótimo para dormir, uma chuvinha um friozinho bom, pegar meu livro (atrasado) para ler, ou assistir um filme com um pote cheio de pipoca (please me indiquem filmes bons, livros também) também posso indicar ótimos filmes e livros 😉

Puxa vida, que fome…

Vamos lá meus queridos cidadãos maquetenenses rsrsrsrsrsr, quero saber mais sobre vocês, fale nos comentários um pouquinho sobre você, vou adorar ler todos eles.

Aqui quem fala é a Porteira de Maquete, um beijo e arrivederci

Um Nu no Corredor – Capitulo 26 – Série Os Freitas

Capitulo 26

Conrado

Quando acordei A vi deitada sobre meu corpo, dormindo tão relaxada e tranquila, trouxe-me uma paz enorme e uma felicidade monstruosa, relembrei os momentos da noite passada e meu corpo acendeu e arrepiou, comecei a acariciar seus cabelos e ela não demorou muito a acordar, olhou para mim, para os lados, olhou-me novamente e abriu um sorriso lindo dizendo:

– Bom dia, amiguinho – sorri e respondi:

– Bom dia, meu amor – ela me olhou meio espantada e sorriu mais ainda e indagou:

– O que vamos fazer hoje?

– Bom, primeiro um banho, depois um café da manhã para minha pequena. O que acha?

– Adorei a ideia, vamos?

– Sim – logo depois do banho fomos para a cozinha e não parei de provocá-la, nossa manhã foi muito agradável, depois do almoço ficamos no sofá “assistindo´´ filme, entre uma cena e outra trocávamos beijos e carícias. No início da noite Liza abriu a porta e estávamos nos beijando, ela nos olhou, deu um sorriso malicioso e comentou:

– O dia de vocês deve ter sido muito bom, não é?

Olhei para Violeta e respondi:

– Melhor impossível – Liza notou o tom de minha voz e disse:

– Hmmmmm, entendi tudo já – deu uma piscadela para nós e complementou – Vou tomar um banho e descansar, boa noite para vocês pombinhos – logo depois se retirou, olhei para ela e rimos, peguei o celular e vi as horas, 23:02, já era muito tarde, resolvi ir embora.

– Tenho que ir, já está tarde – ela me olhou fez um biquinho lindo e diz:

– Tem mesmo que ir?

– Tenho que trabalhar, meu amor – seguro seu queixo e dou-lhe um beijo e ela sorri se ajeita e começa a me beijar mais profundamente e senta no meu colo de frente para mim, seguro sua cintura e continuo beijando-a, ela para o beijo e surpreendentemente:

– Vem, eu te levo até a porta –  levantou, seu calor ainda estava em meu corpo, pegou minha mão me acompanhando até a porta, nós ainda nos beijamos mais um pouco e ela falou:

– Boa noite, meu amor, até logo.

– Boa noite, minha pequena, até – dei-lhe mais um beijo e sai. Ouvi o barulho da chave trancando a porta atrás de mim, entrei no meu ap e logo depois de um banho adormeci completamente.