Corra e não pare agora

Resultado de imagem para imagens de gente correndo

Texto por Bailarina: https://napontadospes693885424.wordpress.com/

Se me perguntassem um tempo atrás, o que era confusão em relação aos sentimentos provavelmente eu não teria uma resposta adequada pra essa pergunta. E agora tenho, fechei meus olhos para a beleza por um breve momento e quase perdi uma vida inteira, fiquei com medo de alçar voo e isso não me deixou tirar os pés do chão. Desisti de começar uma história por quê ela perdeu o sentido e o que eu faria? Pensei ter essa resposta por muito tempo mais errei, você como uma bomba explodiu e tirou os meus sentidos, e me deu novos motivos para abrir os olhos e como todo momento se torna marcante, o nosso também se tornou.
Corra e não pare até seus batimentos serem ouvidos ao longe, não me faça desistir quando nem começamos, não me faça gritar com as paredes quando nem mesmo você me ouve. Não diga que o momento se perdeu sem nem mesmo ter criado um,
Não me faça correr sozinha.

Amor Demodé

O amor é estranho. O bonito perdeu beleza e tornou-se feio, e vice e versa> O amor tornou-se brega e démodé, ter alguém do nosso lado é careta, pra quê só um? Isso se torna chato, afinal precisamos de todas as peças do quebra-cabeças para monta-lo; Quem ama é idiota? Claro que não, mas cada pessoa o vê do jeito que quer.
Todos precisam de um amor brega e démodé, aquela coisa melosa de cartas, passeios de mãos dadas, até mesmo o frio na barriga parece convidativo. E aquele desespero pelo look perfeito? É mágico à sua maneira, todas ” emoções ridículas ” há qual tentamos fugir.
Afinal, quem precisa de emoções ridículas? Todos temos tais emoções, mas se pensarmos bem, talvez o que denominamos como ” ridículo ” seja o ápice para a mudança, o démodé e o brega tiveram seu auge, por que não torna-los a sensação do momento? Medo, por medo ou demônios internos, cada pessoa desiste dessas emoções ridículas e supérfluas. Emoções que nos tiram da nossa  zona de conforto, que nós dá obstáculos, que nos impõem mudanças. Por medo da mudança, da falta de conhecimento e experiências, chamamos de démodé tudo aquilo que uma vez foi o mais importante em nosso íntimo.
Cada pessoa tem seu romance épico, muitos depois de beijar sapos ou  engolir maçãs, algumas desilusões e experiências falhas, sensações bobas e até sentimentos ridículos se tornam boas companhias e até mesmo moradores fixos de cada ser, tente um romance épico, um aventureiro, ou um com bastante ação, talvez até mesmo um dramático.
– Seja démodé, seja brega.

Nomes

Hey Meus Bailarinos que mais sentem dor no coração do que nos pés, como vocês estão?? Dei uma sumidinha mais ressugir dos mortos pelas sapatilhas de ponta para trazer um textinho pra vocês.

5ur01947uokf5tey6ml3pce34.jpg

Texto por Bailarina:  https://napontadospes693885424.wordpress.com/

Eu queria poder escrever nossos nomes naquela arvore do parque que tanto amamos, gostaria de poder observa as estrelas com você e tentar descobri cada constelação que não conheço. AS vezes não te conto os planos que fiz para nos dois com medo de apressar as coisas.
Não te contei quantas vezes sua falta deixou um vazio no meu coração, nem quantas vezes chorei olhando fotos da gente. Tive medo de criar expectativas mais no fim acabei criando e alimentando esperanças. E agora? Sou a sombra de uma garota que só pode ser feliz com uma pessoa irônica e com olhos tão azuis quanto o céu, num dia de verão, com sorrisos de lado e perca de foco.
Acho que no final, não passo de uma sombra que se perdeu na escuridão.