Em um relacionamento sério, comigo!

Todos os dias eu acordo leve, eu não tenho que me justificar por aí, muito menos implorar por amor, não tenho que pensar em agradar, é tudo voltado as minhas vontades, não tenho hora para sair e muito menos para voltar, a vida é minha, a meu bem, eu não sou o amor da sua, sou o amor da minha, só demorei um pouco para perceber.

Eu me senti insuficiente por tanto tempo, eu me culpei por ter sido traída, eu procurei o erro em mim, quando eu só estava sendo demais para alguém, quando só estava vivendo por uma pessoa e não por mim. Tentava agradar sempre de todas as formas, o problema não era eu, a meu bem, você tinha tanta razão quando falava que não me merecia e que eu era maravilhosa, eu só demorei para perceber o quanto era verdade, eu deveria te agradecer? Não, não é mais sobre você, é sobre como eu vim parar aqui, como estou me encontrando.
Eu precisei deixar de amar ele, tive que desagradar muita gente para entender o quanto eu valia, o quanto merecia, tive que me sentir sozinha, fui até o fundo do poço, passei dias tendo uma crise atrás da outra, provei da solidão e de primeira não sabia o que fazer com ela, demorei um pouco para começar a gostar dela, a entender ela, para ver que a solidão não é ruim, ela fez eu me reencontrar para reconhecer que sou a minha melhor companhia, eu fui ao cinema sozinha, fui jantar, aceitei meu corpo, minha forma de pensar e de querer, eu não tô aqui para ser tua e nem de ninguém, eu sou minha, enfrento meus medos sozinha, comemoro minhas conquistas e me autorizo a viver minha vida, eu me viro, sozinha.

A vida é tão linda, agora eu me guio, encaro minhas crises de frente e as supero sem ninguém, eu sou livre, não preciso mais de alguém aqui, a sensação de liberdade vai além de poder fazer o que quiser, é sobre ser, ser eu mesma e se quiser, posso me reinventar a qualquer momento.

Não sinto falta de amar alguém, estou muito ocupada me amando cada vez mais, tão clichê, não estou dizendo que amar foi um erro, mas deixar de amar foi libertador, me fez ver que aquela não era eu, não era o que eu merecia, eu quero mais, não quero pouco.

Achava que o amor de alguém ia me transbordar, porém me deixou mais vazia, estou me transbordando agora, me vejo cumprindo minhas metas, seguindo os meus sonhos, sem ser atrapalhada, sem ser sufocada, sinto vontade de viver, vontade de viajar sozinha, sinto coisas que nunca tinha sido capaz de sentir, que nunca ninguém me fez.

Eu percebi que alguns ciclos servem para nos mostrar o que deveremos ser nos próximos dias que irão vir, que não devemos nos envergonhar por ser quem somos.

Eu tô pronta, estou me aceitando de corpo e alma, me olhando todos os dias no espelho e vendo meu potencial, estou desejando sorte para quem me perdeu, porque eu sou incrível e é assim que me sentirei todos os dias, porque sou capaz de tudo aquilo que quero, porque sei que vou me formar na faculdade, sei que meus planos vão dar certo e que esse amor que sinto é o que preciso, é o que não pode faltar.

Não estou nem aí para o que vão falar, pensar ou julgar, eu não preciso que me aceitem, não tenho que ser a recatada, se eu quiser passar um batom vermelho e entrar em um bar, quem é alguém para me julgar? Eu também não preciso provar que estou bem, não tenho que sair todo final de semana, agora eu respeito meu tempo, sei apreciar um final de semana todo sozinha, fazendo tudo que eu goste, tudo que me agrade, a sensação é tão única, eu não podia guardar ela só para mim.

A garotas, se vocês soubessem o quanto são lindas por serem vocês, seus corpos são únicos, nenhum nunca é igual, suas personalidades também, a sensação de se libertar do “padrão” é foda, poder se reinventar quantas vezes quiser, mudar o cabelo, mudar o estilo, mudar o que quiser e fazer o que bem entender, agradar a si mesma. Nós somos livres, não tem nada e nem ninguém que possa nos definir, nos limitar, nos moldar, ou seja lá o que tentem fazer para que sejamos “perfeitas”.

Eu ainda não me encontrei completamente, ainda estou explorando esse universo de aceitação, ainda acordo alguns dias me sentindo insuficiente, mas são apenas dias ruins que passam, que eu prendo meu cabelo e deixou para lavar e soltar no outro, que eu deito na minha cama e permito que ela me abrace, acabo fazendo novos planos, querendo mais coisas, os dias seguintes vão me motivando ainda mais. Isso me obrigou a sair da minha zona de conforto, me obrigou a sair do lugar que eu tinha medo, me mostrou que não devemos ficar e nem voltar para o que nos fere, que a única pessoa capaz de nos agradar, somos nós e eu aposto que já ouviram ou leram isso em algum lugar, é verdade, ter alguém é bom, é confortável e tudo mais, porém, antes disso precisamos nos ter para saber o que realmente queremos. Se arrisquem a se amar, seja o amor da sua vida.

Com amor, Abibi e sua galáxia incrível! 🔥❤️