Conto – Nem tão princesa – Parte 1

Em uma noite de tempestade ela nasceu, Edgar a rejeitou veemente durante a gravidez de Ingrid, sua meretriz, escondeu sua relação de todos, ele como rei jamais poderia deixar que soubessem de sua amante, muito menos que a engravida-la, no entanto, assim que a viu a pela primeira vez, a batizou de Diana, que como os raios da tempestade na escuridão se iluminam entre um estrondo e outro. Ele com medo da reação de seu povo, a mandou para um exílio em um castelo esquecido da família real, junto com uma criada para cria-la e ensina-la coisas vitais para sua vida, encheu a biblioteca do velho castelo com inúmeros livros para que ela aprendesse tudo e soubesse se virar sozinha, ela aprendeu sobre política, táticas de guerra, filosofia, escrita, física, luta.

Quando tinha a idade de dez anos, todos foram embora, com exceção da cozinheira, e como animal de estimação o rei ordenou que enviasse um ovo de dragão para que ele nascesse e fosse criado por ela. Tempo depois rei Edgar se casou com uma mulher da nobreza, enquanto, ainda mantinha Ingrid como sua meretriz; vivia gozando da vida, enquanto sua filha bastarda vivia exilada com seu dragão, que virou seu maior companheiro. Depois de alguns anos de casada com o rei, a rainha Erica percebeu que não conseguia dar um filho a ele, decepcionada consigo mesma, entrou em uma depressão profunda, onde logo veio a falecer, o rei então começa a se preocupar, afinal, quem irá governar o seu reino quando o mesmo, já não respirar mais? Visando esse medo, decide então colocar a mão de sua filha bastarda a prêmio, sem dizer a todos quem ela realmente era, então fez um anuncio público dizendo:

– Existe um castelo esquecido, a oeste, cinco dias de viagem, atravessando a densa floresta de Looriw com muitos perigos. Lá existe uma jovem, que atingiu a maior idade, quem conseguir traze-la de volta para este palácio, poderá desposa-la e se tornará o novo rei.

Seu pronunciamento trouxe grande alvoroço entre seus súditos, quem teria tamanha coragem? A floresta de Looriw é conhecida por desaparecer com quem se aventura entrar em seus limites, criaturas estranhas e desconhecidas lá habitam, o lugar onde ninguém se desafiaria a ir. Mas por uma coroa? Até onde iriam?

continua…

2 comentários em “Conto – Nem tão princesa – Parte 1

    1. logo eles voltam, calma, eles não serão o foco da história, mas estarão lá. É só a primeira parte do conto, ainda não terminei ele, fico feliz que tenha gostado ❤

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s