Não é nenhum conto de fadas!

Era um dia qualquer quando você resolveu voltar para a minha vida, eu não esperava, nunca achei que voltaria e nunca pensei que ia querer que ficasse nela, não que eu esteja pensando agora.

Lá estava eu de novo, me convencendo que seria só mais aquela noite, que não ia voltar a te ver sempre que dava, eu tentei, no começo eu neguei, eu fugi, a meu bem, no fundo eu sabia que isso não ia acabar bem.

Mas eu continuei, eu me vi presa olhando nos seus olhos enquanto você passava os dedos no meu cabelo, queria eternizar aquele momento, ao mesmo tempo estava sem entender tudo isso, estava tudo quieto, só tinha nós dois ali, de corpo e alma, todos os problemas sumiram em segundos, então eu soube naquele momento que eu nunca tinha te esquecido, que os sentimentos estavam escondidos em algum lugar, e eu acho que tu também sentiu isso.

Então aqui estou eu, não deixando de viver minha vida, mas te procurando em outras pessoas, tentando me convencer que não vou me machucar, muito menos me apaixonar, a questão é que você não pode ser o amor da minha vida, ainda mais agora que eu preciso voar para longe.

Mas a gente se dá tão bem, eu te quero bem, essa sintonia que a gente tem ninguém nunca vai ter, é difícil achar alguém que te aceite completamente pelo o que é, você sabe meus defeitos, também sabe minhas qualidades, a gente sabe o que o outro gosta, sabemos como fazer, nós somos amigos, também somos amantes e por isso sabemos a hora de parar, de se distanciar.

É incrível como a gente consegue ficar dias sem se falar e depois lá estamos nós, enrolados em algum lugar, se olhando como se existisse história de amor, eu até penso na possibilidade quando me deito no seu peito, ou quando eu te olho e você sorri, me fazendo sentir única, mas no dia seguinte quando vai embora eu me lembro de toda a nossa trajetória, de como a gente dá certo por estar errados.

O problema é que somos do mundo, não nos levamos a sério mesmo com algumas declarações, nos escondemos isso, é o nosso lance, a gente sai por aí buscando outros amores, para no final voltar para a nossa bagunça, e que bagunça, quem a gente quer enganar? Acho que a nós mesmo.

Eu tinha mania de pensar que entre nós não tem joguinhos, quando na verdade tem, a gente joga um com o outro para ver quem vai atrás de quem, não falamos sobre o que sentimos, só as vezes e de maneiras disfarçada, já ficamos semanas se ignorando, e tudo isso sempre acaba com você aqui, me falando sobre como eu sumi e sem saber que qualquer dia desses, nem vou mais estar aqui.

A meu bem, de alguma maneira você me prendeu e eu não consigo mais fugir, vai me levar para perto de ti logo agora? Eu realmente vou ter que partir, não agora, mas para que adiar o nosso fim? Não posso continuar, isso pode nos destruir.

Tivemos tanto tempo para fazer isso acontecer, mas você não quis, eu também não, mas parte minha sempre pensou, meu bem, o seu sorriso me passa a segurança de que nosso amor seria calmo, mas que também seria intenso, os seus olhos me fazem sentir o quanto a nossa sintonia é única, eu consigo ver sua alma e você a minha, a maneira como seu corpo encaixa no meu, tem a sensação de lar, mas nunca vai ser, mesmo com o fato de que não somos só físico, temos toda a conexão.

Você, com seus olhos castanhos cheio de confusões, com seu jeito errado de viver, me arrastam para um mundo completamente diferente da realidade, eu posso quase acreditar que toda essa intensidade é amor, a meu bem, você joga comigo e com nossos sentimentos, e eu que não sou tão diferente faço o mesmo.

É isso que nos envolve, é brincar com o outro sabendo que por mais que eu tenha que partir, a gente e tudo isso que temos, não vai sumir e nem vai acabar, eu não sei quem eu quero enganar falando de por um fim, se o que temos é tão único, tão nosso e tão sem igual, por quê parar por aqui? Vamos deixar fluir.

A questão é que eu me sinto tranquila com você, seja aqui ou por perto, o seu jeito de me fazer sorrir com pequenas coisas, a segurança de poder ser quem eu sou, o conforto do silêncio entre a gente e a forma como a gente se entende, se aceita me fascina.

Mas eu nunca sei se você realmente vai voltar, então não tem como eu ficar, não posso te esperar, você é imprevisível e eu nem ao menos sei o que sinto por você, amor não é, amor é sobre quem a gente quer duas da tarde e não duas da madrugada, temos coisas que se parecem com o amor, mas não é o que nos matem ligados.

Talvez seja o fato de que não sabemos o que queremos e podemos ficar nessa, e se a gente tentar algo, pode acabar dando merda, então para que arriscar perder isso que temos? Prefiro a gente assim, meio perdidos e errados, sem aquela obrigação de ser sérios, sem cobranças, podendo fazer o que quiser, mas sabendo que se precisar estaremos ali um para o outro.

Tão clichê, parece até uma história inventada, eu nunca me imaginei escrevendo coisas do tipo e olha só agora, sentimento é uma coisa louca que nem sempre dá para entender, mas tudo bem, as vezes é melhor nem saber.

Com amor, Abibi ❤️

8 comentários em “Não é nenhum conto de fadas!

  1. Quem é vivo, sempre aparece, não é mesmo? Eu amei o texto, combina com um certo rolo de relacionamento que eu tenho, funcionamos bem juntos e separados, mas quando começa a ficar sério o conto de fadas vai por água baixo.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Vocês sabem que eu sumo, mas eu volto kkkk… É uma loucura, mas é bom ter cuidado para não se machucar, quando começa a fazer mal é difícil, mas o melhor é seguir né, espero que não seja o seu caso, fico muito feliz em saber que amou!!! ❤️❤️

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s