O Dia do Amanhã – Capitulo 7

Ola Bom Dia, Boa Tarde, Noite ou Madrugada.
Sejam todos muito bem vindos ao capitulo da semana ❤
Obrigado a todos que curtiram, e que estão lendo a historias, vocês moram no meu coração cara ❤❤❤

Lembrando que toda a critica construtiva é muito bem vinda e que temos capitulo toda a Sexta.

Antes de começarem a leitura, eu vou deixar o link com a capa do livro e a sinopse, pra quem quiser da uma olhadinha antes de começar ler o livro.

LINK: O novo Livro do Blog – O Dia do Amanhã.

Eu também vou deixar o link dos capítulos que já foram postados!

LINK 1: O Dia do Amanhã – (Capitulo 1)
LINK 2: O Dia do Amanhã – (Capitulo 2)
LINK 3: O Dia do Amanhã – (Capítulo 3)
LINK 4: O Dia do Amanhã – (Capítulo 4)
LINK 5: O Dia do Amanhã – (Capítulo 5)
LINK 6: O Dia de Amanhã – (Capítulo 6)

Espero que gostem, tenham todos uma boa leitura.


O Dia do Amanhã

Capitulo VII


Desequilíbrio

Mais nenhuma palavra foi dita, estavam todos perdido em seus próprios pensamentos, e foi assim que pela estreita janela de vinte centímetros os afiados olhos esmeraldas viram a noite estrelada passar.

Alguns pequenos raios de sol, que passavam pela mísera janela, iam de encontro ao seu rosto trazendo um leve incômodo e fazendo assim abrir seus olhos, sua cabeça estava em sua mochila enquanto seu corpo era coberto por uma grande jaqueta, que com toda a certeza não a pertencia. Forçando seus braços levantou o corpo sentando-se de lado.

– Você estava tremendo de frio – A voz grossa vinha de seu lado, levantou o olhar e viu o moreno sentado a poucos sentimentos da mochila que antes servia de travesseiro – Então achei que ficaria mais aquecida assim – Os ônix se encontravam focado na micro janela que estava bem a sua frente e em hora nenhuma se encontrou com os seus.

– Obrigada – Sua voz saiu falha devido a secura de sua garganta, sentiu seu corpo fraco e logo tudo rodou e a fraqueza lhe dominou.

A mesma ia de encontro ao chão se a mão de Trevor não tivesse a impedido antes. Parando pra pensa fazia tempos que a mesma não se alimentava era totalmente compreensivo seu corpo pedir por algo. Só não precisava ser exatamente naquele momento.

– Você tá fraca – A frase não foi uma pergunta e sim uma conclusão, de olhos fechados sentiu o moreno lhe deitar novamente com muito cuidado como se achasse que ela fosse quebrar – Quanto tempo não come? – A voz de Trevor foi ficando cada vez mais baixa, provavelmente ele estava indo a algum lugar.

– Eu não sei – Sua voz era fraca e quebradiça, seu corpo e sua mente estavam da mesma forma – Acho que uns dois ou três dias – Ouviu algo bater e naquele momento percebeu seu real estado já que nem os olhos a mesma conseguia abrir.

– Porra Cherry você tinha que ter contado pra gente – Sentiu uma grande mão ir de encontro a sua cintura enquanto a outra se encontrava em sua nuca.

Seu corpo parecia de uma boneca de pano, já que mesmo se ela quisesse lutar contra, não teria força, Trevor com muita delicadeza, mais até do que ela poderia imaginar, a pôs sentada com as costas encostada na parede para lhe dar firmeza.

– Abra a boca – Ele estava irritado isso era visível, até para ela que estava de olhos fechados.

Abriu a boca o tanto que conseguiu sentindo algo úmido tocar sua boca, a dor na garganta que sentia logo melhorou, mas a fraqueza continuava presente no seu corpo. Com muito custo conseguiu abrir os olhos e viu os ônix focados em si, ele estava mais perto que o normal com seu corpo ao lado e uma de suas mãos ainda permanecia em sua cintura, o silêncio reinou no recinto trazendo um grande constrangimento.

– Quer mais? – Sua voz estava ainda mais rouca que o normal seus olhos não saíam dos esmeraldinos, mais a necessidade de beber algo era maior que a tensão.

– Por favor – A dificuldade era presente em sua voz, a garganta já não doía tanto mais nem de perto estava boa, a garrafa veio de encontro a boca, a água descia trazendo um grande alívio e depois de beber tudo que havia na garrafa sentia um leve alívio.

– Melhor? – A voz dele ecoou por sua mente e naquele momento ela queria se sentir melhor, mais não estava, se sentia muito fraca e doía pensar que se não fosse por eles provavelmente morreria.

– Tem umas comidas na minha na minha mochila – Sua barriga doía e ela sentia um grande vazio no estomago, havia vomitado no dia anterior e alimentação na nova realidade deles não era lá muito nutritiva.

– Tem bastante comida aqui – Com a mão que não estava segurando Cherry o moreno abriu a bolsa encontrou vários enlatados e algumas barras de proteínas – Porque não se alimentou antes?

– A maioria eu achei na casa um pouco antes de entrarmos aqui – Ela inclinou um pouco a cabeça para o lado no qual a bolsa estava – Me dá uma barra por favor – Ela odiava barras de proteínas, mas era o mais fácil de se comer no momento.

Trevor abriu a barra com apenas uma das mãos enquanto a outra ainda permanecia na cintura de Cherry, aproximou a barra dos carnudos lábios rosados enquanto esperava ela dar a primeira mordida, depois de comer quadro barras ele a deitou novamente.

– Descansa um pouco – Com as mão grandes e calejadas das situações que já havia passado pra chegar até ali, ele pegou sua jaqueta que estava embolada nas pernas dela e a cobriu novamente.

~~~~~*~~~~~*~~~~~*~~~~~*~~~~~*~~~~~

– Você tem certeza que já ta bem? – A frase de Trevor ecoou por toda a pequena sala, a fazendo então levantar o olhar e encarar o moreno de perfil, ele não havia saído de seu lado desde o acontecimento de mais cedo.

– Tenho – A fraqueza ainda estava presente em seu corpo, mas estava bem melhor do que quando acordou – Mas você tem certeza que o Brian ta vivo?

O loiro estava jogado no chão de forma espalhafatosa desde antes dela acorda e não havia se mexido desde então e nem sabia se havia se mexido antes, a única coisa que definia que ele estava vivo era sua respiração calma e compassada.

– Tenho – A voz grossa dele atingiu seus tímpanos – Ele só está exausto – Um suspiro alto saiu de seus lábios – Ele não quis te acordar ontem disse que você parecia muito cansada – A culpa a atingiu, ele estava daquela forma por sua culpa.

– Eu não acredito que ele fez isso – As palavras dela sairão, mas como um resmungo.

– Não só isso, mas eu ainda não confiava em você – A seriedade misturada com tranquilidade que saía da sua voz era extremamente confortante – Ele ficou acordado pra que nós pudéssemos dormir.

Ela conseguia entender seu lado também, todos já havíamos passado por algum tipo de traição fazendo assim ficarem cada vez mais frios e duros com seus novos relacionamentos.

– Eu entendo você – A frase saiu mais baixa do que imaginava – Mas eu nunca iria deixar nada acontecer com vocês – Sentiu os olhos frios de Trevor sobre si, mas preferiu focar seu olhar no loiro jogado na outra parte do cômodo – Vocês são as únicas pessoas que eu tenho.

O silêncio se instalou durante um bom tempo, Trevor estava perdido em seus próprios pensamentos, enquanto ela tentava se manter acordada, a cada piscada era uma luta diferente.

– Você pode dormir novamente se quiser – O moreno soou repentino a fazendo tomar um susto, automaticamente abrir os olhos que só então percebeu estarem fechados a tempo de mais.

– Eu ‘tô bem – A frase saiu irritada, pode ouvir a risada anasalada de Trevor e podia imaginar o sorriso de lado sarcástico em seus lábios.

– A gente não vai sair daqui até o Brian acorda – A sentença foi dita, mas ela concordava não era justo com o loiro que havia passado boa parte da noite acordado por causa deles, que eles o acordassem agora, precisavam deixar ele descansa – Então se eu fosse você aproveitaria, pois não é sempre que se pode dormir o tempo que quiser.

Assim que o final da frase foi dita ela viu Brian se virar, era seu primeiro sinal de vida em um bom tempo, foi então que começaram a ouvir murmúrios, no começo eles eram baixos e desconectados, porem depois de quase uma hora os múrmuros ficaram cada vez mais autos.

A curiosidade atingiu Cherry que automaticamente olhou para Trevor que tinha as sobrancelhas franzidas, Brian começou a se mover como se estivesse em desespero, fazendo o moreno se aproximar e a rosada se sentar.

– AAAAAAAAAAA – Um grito alto e estridente que saiu da garganta de Brian enquanto o mesmo jogava seu corpo para frente, sentando, com os olhos azuis arregalados.

O peito do loiro subia e descia extremamente rápido, o coração batia tão forte que podia ela jurar conseguir escutar, Brian virou o rosto de vagar passando o olhar por toda a sala, como se tivesse caçando algo, passou por Trevor e o ignorou, como se ele nem estivesse ali e então olhou para ela e finas lagrimas caíram de seus olhos.

Seu olhar era de pura dor, como se lembrasse de algo, ele chorava em silencio apenas a encarando, e então depois de alguns minutos se jogou em cima dela, como se ela fosse uma boia no meu do oceano.

E o choro silencioso se tornou auditivo e coberto de soluços, ele estava agarrado na cintura dela e murmurava coisas no meio dos soluços, coisas inaudíveis, os olhos esmeraldinos se levantaram em busca do moreno numa clara busca de ajuda, por algum motivo ela sentia como se ele pudesse a ajudar.

Era horrível ver Brian chorando como se fosse uma criança em desespero lhe doía o peito, o moreno estava tão confuso quanto ela e ali pelo olhar ambos tentavam entender o que estava acontecendo.

– Eu não vou deixa nada acontecer com você – A frase sou alta e legível era como se ele quisesse falar aquilo mais pra ele mesmo do que pra ela – Nada, nada, nada, nada – Ele estava em choque assombrado pelas próprias memórias.

Não tinha a mínima ideia do que fazer ou porque estava acontecendo, mas quando começou a sentir a blusa molhar pelas lagrimas grossas do loiro, o motivo já não era mais tão importante, ela passou os finos braços em volta dele o apertando ainda mais contra meu peito.

– Ei ta tudo bem – Com a voz baixa tentava trazer a tranquilidade que ele havia perdido, suas mãos foram de encontro os fios loiros acariciando, aos poucos sentiu os fortes braços do loiro afrouxarem – Calma.

Sua frase foi morta pelos barulhos do andar de cima, por mais que os três estivessem “fora de perigo”, lá fora ainda tinha aquelas coisas se rastejando pelos cantos, loucos para comer seus miolos.

– Eu não vou deixa nada te machucar – Ele repetiu a frase dessa vez mais baixa e rouca, ele parecia perdido num mundo diferente do que realmente estava.

E aquilo a assustava, a forma como ele dizia era completamente desesperador, mas com toda certeza o que a deixava intrigada era a forma dolorosa que ele dizia, era como uma ferida aberta que doía cada vez mais.

– Cherry – A voz grave do moreno a trouxe a realidade, seus olhos saíram da cabeleira loura e focaram nos ônix que olhava fixamente para a entrada do alçapão – Você precisa tirar ele dessa merda

– Você tem que se acalmar – Sua voz saiu branda e calma, o loiro ainda sussurrava palavras desconectadas da realidade – Olha pra mim – Suas pequenas mãos seguram o rosto do loiro o fazendo focar seus olhos nos dela – Eu preciso que você volte por favor.

Os azuis piscina a olhavam como se não soubesse a língua que os lábios da rosada falavam, o barulho ficava cada vez mais ensurdecedor, as batidas aumentavam e não demoraria muito para um buraco ser feito e todos os sem miolos caírem em seus colos loucos pra comer seus miolos.

Antes que ela pode-se tentar mais uma vez fazer o loiro voltar a órbita, viu o moreno, que até agora só observava a situação, puxar com certa brutalidade o loiro de seus braços.

PAH

A palma da mão do moreno estava um pouco à frente do rosto do loiro enquanto o mesmo tinha o rosto virado e vermelho, a grande mão do moreno agarrou a mandíbula do loiro sem a menor delicadeza fazendo-o olhar em seu rosto

– Eu não tenho a mínima ideia do que diabos está acontecendo mais eu preciso que você volte – A voz do moreno era forte mais no fundo ela conseguia sentir uma ponta de desespero misturada com… raiva?

Os olhos antes desfocados do loiro aos poucos focarem na profundidade dos ônix, viu o rosto ganhar expressão forte e finalmente voltar a realidade.

– Qual é o plano?

Continua…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s