Acidente de Amor – Capítulo 14 – Série Os Freitas – Volume 2

Nota da Autora: Primeiramente milllll desculpas por não ter postado nada ontem, o dia foi incrivelmente corrido, não pude parrar para postar nada. Por isso vou postar hoje, espero que gostem.


Capítulo 14

Leticia

Depois do meu piti no café e o fiasco do tapa no Arthur, caminhamos até uma outra cafeteria, que ironicamente tem um panfleto colado no vidro dizendo que precisam de uma nova garçonete, assim que entramos eu converso sobre a vaga com o atendente, que está com um crachá que está escrito Kevin, logo depois que termino de falar com ele, ele começa a conversar com Arthur, que responde tranquilamente, eu o encaro e cruzo os braços e fico só ouvindo eles conversarem, aparentemente se conhecem há um bom tempo, eles terminam e nós direcionamos para uma mesa mais ou menos no centro da sala, ele puxa a cadeira para que eu possa me sentar e eu arqueio uma sobrancelha, ele sorri com todos os dentes e eu apenas reviro os olhos, ele se senta à minha frente e apoia a mão sobre a mesa e pergunta:

– O que vai querer? – Respondo sua pergunta com outra pergunta:

– Por que me trouxe aqui? – Ele inclina a cabeça como se não entendesse, então eu continuo – Não faz sentido ter me trazido logo aqui, onde você conhece o recepcionista e provavelmente a dona também – Ele abaixa a cabeça e sorri, olha novamente para mim e responde:

– Bem, por um lado tem razão, eu conheço todos aqui, mas bem, eu gosto daqui, é um ótimo café, no entanto, se não quiser trabalhar aqui é uma escolha sua. Para ser bem sincero, você iria adorar esse lugar –

enorme barrigão, é a tal Mel de quem eles haviam comentado. Ela se aproxima e pergunta:

– Olá, bom dia, o que vão querer? – Ele olha para mim e diz:

– Um café e você Leticia? – Ele continua olhando para mim e eu respondo:

– Um chá verde – Ela anota os pedidos e se retira, eu pergunto:

– Como você conhece todos aqui? – Ele olha em volta e diz:

– Minha mãe é a dona, cresci aqui praticamente – Eu fico um pouco surpresa, a mãe dele é a dona e eu vou ter que falar com ela amanhã? Meu semblante entregou meus pensamentos, pois ele comentou – Se você está pensando que ela não gosta de você, por causa do acidente, saiba que ela me culpa mais do que culpa você, ela é uma mulher incrível e não irá te tratar mal, ela ficou muito brava comigo e disse que eu teria que pagar o concerto do carro, já que eu não vi que você estava vindo, apesar da preferência ser minha, mas não vamos tocar nesse assunto, me fala de você, o que você gosta de fazer? – Eu respondo calmamente:

– Gosto de chás, filmes, música e correr. Logicamente que agora estou sem carro, ou seja, sem corridas – Eu faço uma cara triste e irônica ao mesmo tempo, ele faz uma cara de interessado e eu pergunto – Você não vai mais desgrudar mais de mim? – Ele sorri e responde:

– Ainda não consegui o que quero – Ele dá uma piscadela e eu pergunto:

– E o que você quer?


Notas Finais: Bom gente esse foi o capítulo de hoje, espero que gostem

Espero também que o Natal de vocês tenha sido incrível

Aqui quem fala é a Porteira de Maquete beijos e arrivederci.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s