Apenas sozinha, deitada nesse chão gelado.

Depois de sentir frio no chão gelado.
Depois de se afogar nas minhas lágrimas, até não conseguir mais respirar.
Eu sentia uma dor imensa no peito, eu não sabia dizer se era raiva, tristeza, alegria, medo, culpa… Era apenas sentimentos feridos, sentimentos que estavam perdidos dentro de mim e sem sentido nenhum.

Depois de ficar aqui deitada nesse chão gelado, depois de me sentir totalmente perdida, de ficar pensando se ia ser naquela hora, que eu iria desistir. Eu me perguntava mil vezes se deveria continuar aqui e o porque de continuar aqui, me perguntava quais eram os motivos para partir. No final, eu não tinha uma resposta para nenhuma das duas opções, porque pra mim tanto faz estar viva ou morta.

Eu não me sinto viva, mas também não me sinto morta.
Eu não me sinto totalmente triste, as vezes a felicidade bate aqui na minha porta.

Eu me pergunto todos os dias o porque dos adultos nunca dizer a verdade sobre a vida, quando somos adolescentes, eles não dizem a verdade sobre a vida, pra ninguém, creio eu, que eles não dizem a verdade nem pra eles mesmo, aliás, nem deve saber o que é vida.

Só sabem dizer: “É apenas uma fase, vai passar.” Usam essa frase pra tudo na vida.” Eu já tive a sua idade, já passei por isso.” “Você precisa ocupar a cabeça, fazer algo com a sua vida.” “Ter um emprego, fazer uma faculdade ou curso, assim não vai ter tempo pra pensar nessas coisas.”

Eu sei, eu aprendi que passa, mas “vai passar”, não é a solução de todos os problemas. Estar ocupada com seus objetivos e sonhos não é o suficiente para não sentir perdida em sua vida. Eu faço faculdade, vou pra psicologa, ao psiquiatra, tomo os meus medicamentos, leio livros, estudo e sou escritora, assisto séries e filmes, também vou pro rolê com os meus melhores amigos e amigas, saio com os dois amores da minha vida.
Mas mesmo assim não é suficiente e fala sério, estou com 21 anos, 10 anos de tratamento e já passei por tanta coisa, eu fui pro fundo do poço várias vezes e sai de lá diversas vezes e mesmo assim eu não superei, e eu não sei exatamente o que eu tenho que superar até agora. Eu não entrei em uma guerra comigo mesma e com mundo, agora, foram anos e anos de tratamento e dando o meu melhor e fazendo tudo que esperam de mim: Que eu fique bem.

Eu não posso demostrar nem se quer por um segundo que eu quero desistir ou que não estou bem, que todos caem matando em cima de mim, eu entendo que querem que eu fique bem e eu fiquei bem por um tempo e isso foi bom, eu tinha conseguindo sair do fundo do poço, mas agora eu estou aqui de novo. Me perdoa, mamãe e papai se eu estou falhando com vocês de novo, mas eu já estou farta, eu fico pensando o que se passa na cabeça dos adultos que vivem a nossa volta, se eles acreditam mesmo na vida que vivem, e o que se passa na cabeça deles quando somos crianças e adolescentes. Até porque, eles não dizem que mesmo conquistando os seus objetivos e com a cabeça ocupada, haveria problemas e soluções da mesma maneira. Eles não dizem que você nunca vai se sentir satisfeito, porque nem eles, como adultos conseguiram se sentir satisfeitos, de uma forma ou de outra estão sempre procurando algo pra satisfazer, mas até agora eles também falharam em ser adultos, estão perdidos no que é ser adulto, com responsabilidade e liberdade, com ações e consequências, porque nem eles conseguiram lidar com tudo que tiveram que passar, eles sabem que sempre vão passar por alguma coisa, é por isso que na maioria das vezes eles acham tão simples ser adolescente e lidar com problemas adolescentes, porque se acostumaram com o caos da vida, eles já sabem a um bom tempo que a vida não é gentil, muito menos sútil. Está aí mais um motivo pra nunca serem tão sinceros, nem com eles e nem com nós, eles querem que tenhamos a esperança que eles já tiveram um dia, porque eles sabe que em partes da vida, eles querem viver e quando partir, desejam que a gente descubra o que seria vida e que gente viva e viva muito, de uma forma que eles jamais poderia ter vivido, querem que nos sejamos felizes, apesar de tudo… Eles querem nos dá a mesma esperanças que tiveram um dia, fazer a gente acreditar que papai noel, fadas e unicórnios existem, não vamos esquecer das sereias e vampiros, também tem as princesas dos contos de fadas da Disney, eles sabem o quanto era melhor o famoso joelho ralado do que as dores da vida, porque quando você vai crescendo, você descobre que Papai Noel não existe e que muito menos a Fada do Dente colocava dinheiro em baixo do seu travesseiro, que era sua mãe ou seu pai. E com tempo você vai crescendo mais e mais, começa a ter noção das coisas, questionar, criar seus princípios e tentar entender no que você acredita, afinal desde de pequeno lhe disseram que Papai Noel existia, até você crescer e descobrir que não existia, então, você aprende que tem que saber no que acreditar, não se deve acreditar em tudo ou em todas as pessoas, pois já quebrou a cara com diversas coisas e pessoas, no final das contas, você cresce descobre que os acontecimentos da nossa vida é que nem Papai Noel, cheio de verdades, mentiras e mistérios no caminho.

Você descobre que no caminho para descobrir certas coisas da sua vida, você acreditou muito que aquele era o caminho, mas não final não era, tomou outra direção, e outra direção e mais outra direção, já não sabe quantas direções você tomou, mas que percebeu que não existe a magia, o equilíbrio perfeito, muito menos a receita para o que se é viver.

Eles sabem o quanto crescer dói, não conseguem olhar na nossa cara e dizer que não existe vida perfeita e que nem eles sabem o que estão fazendo.
Não dizem que vida não é doce como um sorriso de uma criança.
Que as horas do seu dia, não vão durar uma eternidade, que nem você achava na época da escola.
As pessoas não vão te dizer todos os dias: bom dia, boa tarde, boa noite e muito menos obrigada pra você.
As pessoas não vão dar mais importância pro seu aniversário, não igual quando você era criança. Também vão parar de lhe dar os parabéns depois de uma tarefa bem feita, porque afinal, agora tudo virou a sua obrigação, assuma a sua responsabilidade.
Nem todo mundo vai lhe perguntar como foi o seu dia, como sua mãe lhe perguntava quando você voltava da escola, raramente vão lhe dar um sorriso quando te vê passando na rua. Esqueceram de avisar também, todos vão lhe julgar, não só agora, mas pra sempre.

Depois de ficar sozinha nesse chão gelado, eu peguei meu celular e resolvi escutar música, sabe aquela música da Miley Cyrus – Butterfly Fly.

Ela descreve uma parte do que eu venho sentindo. Eu sinto tanta coisa, que vocês vão ter tantos textos, porque nem as palavras estão sendo o suficiente pra descrever o que eu venho sentindo.

Eu posso ser várias coisas, sou cheia das teorias, mas a teoria de hoje é que somos mariposas e borboletas.

Sabe quando as mariposas e as borboletas estão dentro do casulo, antes de poder bater as asas e voar? Elas também sofrem muito, ficam ali grudadas na árvore, tomam chuva, vento, sol, correm o risco de pessoas fazer algo com elas. Quando as mariposas e borboletas estão próximas de sair do casulo, não sei dizer direito, mas eles ficam cavando e tentando furar o casulo pra sair, e tem uma forma de ajudá-las, alguém poderia facilmente fazer um furinho pra facilitar que ela saia do casulo, mas isso a tornaria mais fraca, ela não descobriria sozinha que pode sobreviver a chuva dentro do casulo, não saberia o quanto era bom tomar um sol, dentro do seu casulo e muito menos saberia que nem os ventos a derrubaria, se tivesse sido fácil demais, ela não descobriria que depois de todo o sofrimento pra sair do casulo, ela daria valor ao que passou lá dentro, pra agora bater as suas asas e voar pelo dia ensolarado.

Nós somos mariposas e borboletas dentro do casulo, nossos pais, avós, adultos das nossas vida, são borboletas e mariposas, eles ainda estão descobrindo como bater as asas, mas já aprenderam que a vida é uma só e que nesse meio tempo eles tem que aproveitar e fazer tudo da melhor maneira que eles puderem fazer, eles vão errar pra caramba, mas também vão acertar pra caralho, porque assim como a gente, a intenção deles nunca foi a de errar.

Eu estou no casulo, eu não sei quanto tempo vou ficar aqui deitada nesse chão gelado, olhando pro teto e pra luz, mas sei que uma hora eu também vou ter que bater as minhas asas e voar, pra descobrir… Ok, eu não sei o que é pra eu descobrir, mas de alguma maneira eu quero encontrar e ser encontrada e vou percorrer o caminho que tiver que ser, seja com chuva ou sol, afinal, sempre tem um arco-íris, um por do sol, a lua e estrelas iluminando no céu, pra dizer: não deixe de acreditar e nem de tentar voar, todas as vezes que você cair.
Afinal, como diz a Miley Cyrus: Borboleta, voe longe. 🦋


Olá minhas Luas, sentiram falta dos meus textos? Eu sei, tenho que postar mais as minhas teorias e meus textos que eu chamo de rascunhos, é tanta coisa acontecendo na minha vida, que eu estou perdida até como criar os conteúdos pra vocês, mas eu sempre vou estar por aqui. Eu espero, que esse texto ou rascunho, lhe ajude e lhe de a luz que você precisa, escrever esse texto foi um certo alivio para o meu coraçãozinho, que anda bem apertado ultimamente e poder dizer como eu estou me sentindo em forma de texto e postar pra vocês me ajuda e me da um certo alivio também.

Como vocês sabem, esse mês é o mês do Setembro Amarelo, ano passado eu estava bem iluminada pra escrever palavras cheia de luz e esperanças, mas esse ano pra mim está sendo diferente, deve ser porque eu também estou passando por muitas coisas e não estou sabendo lidar, quando não consigo ser a minha luz, eu também não consigo ser luz para outras pessoas, mas algo me faz ficar por aqui e não desistir e eu espero isso de vocês, eu sei que muitos nos ajudam de boca pra fora, que usam o setembro amarelo como uma causa de um mês e depois esquecem que a gente mesmo depois dos setembro amarelo ter acabado, ainda vamos ficar com as nossas dores, crises e ainda vamos ter que continuar superando, mas o que eu quero dizer, que mesmo assim, com a hipocrisia de muitas pessoas, não desista de você, não desista dos seus sonhos, assim como eu, você também merece uma vida extraordinária e só vamos ter essa vida incrível se a gente continuar aqui, dentro do casulo ou batendo as nossas asas, mas sem desistir!

Beijos da Mila e de Luz!
Gratidão!
Até logo!

Não é só sobre Setembro Amarelo!

Eu não sei bem como começar, faz muito tempo que não venho conversar com vocês, mas eu queria dizer que estou bem, acho que nunca me senti tão bem e que para estar me sentindo assim, eu tive que superar situações que nunca achei que ia passar, ou pelo menos que não ia ser tão já.

Esse ano começou me surpreendendo muito, eu saí de um relacionamento, não foi fácil, mas eu não estava feliz e nem estava sendo eu mesma, o amor se perde e quando você vê, já não existe mais, acontece que eu não tive tempo para raciocinar direito sobre o que eu ia fazer em seguida, eu mal voltei para casa e já tive que sair.

Eu acabei tendo uma perda muito grande, minha avó, com quem eu morava desde os meus 14/15 anos, ela que me dava muitas broncas por andar sem os chinelos, ou não estar muito agasalhada, que me acordava em algumas coisas, me deu conselhos que vou levar para o resto da vida, foi uma dor indescritível ver ela partindo aos poucos, a maneira como ela agradecia todo o cuidado que estava recebendo, eu cheguei a mencionar sobre no texto “Você vem?”. Sobre estar no alto daquele prédio vendo a vida passar, sobre ter que ir embora sem olhar para o que deixei, foram semanas, semanas que fizeram eu mudar completamente a minha maneira de pensar. A gente nunca está preparado para dizer adeus, nem mesmo quando a gente já sabe que a pessoa precisa partir, que sua missão aqui já foi cumprida.

Eu não estava pronta ainda para ver a casa vazia, para não ver ela no sofá, não sentir o cheiro do café de tarde, não ouvir ela andando pela casa de madrugada e abrindo as coisas para comer, nem para não ouvir mais a broncas por estar descalça, eu não fazia ideia da enorme saudades que sentiria e de como demoraria para a dor ir embora, mas eu sempre estive pronta para ser grata por tudo que ela fez, por ser Ela.

Eu estava exausta, sem saber o que fazer e como sair dessa, cansada de carregar todo esse peso nas minhas costas, essa fase como falam nunca passa, não são semanas ruins e nem meses, são anos, consecutivos anos de tormenta, de agonia e cansaço.

Uma boa parte minha já não está mais aqui a um bom tempo, eu me vi apenas acordando no dia seguinte e cumprindo minhas obrigações, eu deitava e me perguntava até quando isso? Até quando essa dor vai pulsar aqui? A depressão é uma tortura.

As coisas simplesmente não mudava, a rotina me sufocava e quando eu pensava que algo ia dar certo, que podia ter esperança, a vida me dava um soco, nada acontecia, eu posso até falar que piorava.

Teve um certo momento em que as coisas começaram a entrar nos trilhos, eu perdoei quem foi tóxico na minha vida, para poder me libertar do peso da mágoa que só estava me fazendo mal, também me livrei das pessoas que não acrescentavam em nada, eu me aproximei das que me fazem bem, pessoas que nunca tinha achado que voltaria para a minha vida, eu mudei meus hábitos e parei um pouco de me julgar tanto, fiz muitas coisas por mim, funcionou por um bom tempo.

É que são tantos problemas, é o fato de ainda não ter superado as perdas, é minha autoestima sempre baixa, eu não me sinto suficiente, é os problemas pessoais, são as metas que eu nunca consigo cumprir, o cara que eu gosto estar presente na minha vida, mas eu não ter coragem de falar vamos? Sabe, para ver o que acontece, se não estou perdendo tempo, é o fato de só me sentir bem quando estou com meus amigos, bebendo alguma coisa forte, não deveria ser assim.

O rolê acaba, cada um vai para sua casa, vai viver a sua vida, tem sua rotina, mas eu tô sempre aqui a deriva, sem saber ao certo o que sinto, vazio, medo, são tanta coisas misturadas que eu me pergunto como alguém que só tem 1,63 de altura consegue sentir tanto, eu tô fazendo uma pequena piada sem graça para a situação não ficar tão deprimente.

A questão é que só esse ano meu coração se quebrou inúmeras vezes, eu me vi no fundo do poço sem saber como voltar, eu pensei tantas vezes em desistir, em como seria mais fácil se eu simplesmente não respirasse mais esse ar pesado, eu pensei em tantas maneiras de fazer a dor parar, tentei de várias formas e quase consegui um dia, eu estava perdida, ainda estou um pouco.

As vezes somos tóxicos para nós mesmo, eu estava sendo e muito. É normal se perder no meio do caminho, sentir que tudo está acabado e não tem mais solução, as pessoas acabam não ajudando com suas críticas cruéis, faz parece que estamos sozinhos nessa vida.

Eu não sei dizer exatamente quando foi que comecei a me levantar, mas eu vi que me entregar a minha dor não era a única alternativa, eu aprendi muito com ela, mas não me acomodei, não fiz dela a minha dependência, tinha que criar coragem e encarar os problemas de frente, mesmo quebrada, se não quem iria fazer isso por mim? Ninguém.

Eu eliminei todos os pensamento ruim, eu chorei tudo que tinha para chorar, procurei fazer o bem, mesmo que para isso eu tivesse que me forçar a levantar da cama, as crises foram parando e quando eu vi já tinha resolvido algumas situações.

Tudo que vivemos são ciclos, alguns são mais complicados, eles machucam, dão medo, faz parecer impossível de lidar, e eu sei que você pode estar passando por um assim, respira fundo, não tenha pressa e muito menos entre de cabeça, vai aos poucos, um passo de cada vez, a gente tem mania de achar que temos que resolver tudo na hora, não temos, por mais que te cobrem e fiquem esperando de você, não é sua obrigação fazer no tempo deles, nem agradar, a sua obrigação é respeitar o seu tempo, seus limites, suas dores e seus medos, tem certas escolhas que podem levar tanto tempo para ser tomadas e tá tudo bem.

Eu mesma vivo me perdendo e me reencontrando, saio de um ciclo e entro em outro completamente diferente, porque a vida é para ser assim, se não mudar fica chata, a gente toma umas decisões erradas, eu no caso tomo várias, não aguento mais, realmente não tem como defender as vezes, mas tá tudo bem também, se tudo sempre for dar certo perde a graça e a gente não leva nada e nem vai ter histórias para contar.

Então manas, tava com saudades de bater um papo com vocês, seguinte, setembro amarelo chegou, esse mês é muito importante para todas nós do blog, então já sabem que vai ter muito conteúdo voltado sobre esse assunto, sem falar que vocês podem sempre ver os do ano passado, eu não sei como tá o coração de vocês, as vezes pode estar confuso, apertado, machucado, mas eu e as meninas estamos aqui sempre tentando fazer com que vocês se sintam melhores, a força que temos dentro de nós as vezes pode acabar nos surpreendendo, não tenha medo de usar ela, não tenha medo dos seus problemas, elas podem parecer maior que você, mas não são, não se acomode no lugar que está te impedindo de voar, saia de relações tóxicas, se afasta de quem tenta cortar suas asas, eu desejo do fundo do meu coração que vocês vejam o quanto a vida pode ser boa, quanta coisa ainda podem fazer e conquistar.
*Não tenha medo de precisar de ajuda durante uma crise, disque: 188 ( Centro de valorização a vida).
Com amor, Abibi. 💛

Se está desanimada, leia isso!

Hoje eu queria falar com você e faz um certo tempo que isso não acontece por aqui, não é mesmo? Já tivemos várias escritoras novas e outras que saíram, como um ciclo de vida.

E a rotina pode nos deixar distante de quem gostamos e até mesmo de nos mesmos, não nos reconhecendo como pessoa, como personalidade e como amor. Sinto que minha vida esta se alinhando completamente mas tem sempre aquela questão que nos puxa para baixo, eu não sei qual é a sua…

Mas com meu desabafo espero ajudar e te motivar a continuar lutando como a guerreira que quer ser e sempre foi. Você é forte e essa mensagem que te escrevo tu não pode esquecer jamais! Um concelho que quero te dar é básico mas complexo, então vamos la:

Amiga, se perdoe. Entenda que todos nos erramos e que com você não vai ser diferente.

Não se cobre tanto e nem seja tão dura com você, porque você ainda esta aprendendo tantas coisas, até a lidar com seus sentimentos que habitam seu peito. Você esta dando seu melhor e acredite nisso pois te garanto que logo logo, vai colher os frutos e hamburguenses de todo seu esforço kkk.

Portanto seja mais carinhosa, gentil, com essa pessoa que você esta se tornando, nem mesmo ela sabe como sera o futuro! Quem dirá o seu medo

Vamos combinar isso?

Eu sei que você quer abraçar o mundo e tem um coração maior ainda, essa é a coisa mais linda que existe em você! Não deixe que nada, nem ninguém estrague isso contido no seu corpo e espirito, anule essas possibilidades que te trazem mal, não tenha medo de arriscar tudo e de muito menos ter uma nova vida.

Eu sei também que você acredita naquelas historias de amor. Não se sinta boba, nem ridícula por acreditar nelas. Elas podem ser reais e mudarem a sua história para sem ao menos esperar, então não deixe que te digam que é besteira e que não vai durar.

Acreditar no amor é desafiador e não é para amadores, podendo até ser doloroso também esse ato. E não estou dizendo só de relacionamentos de casais e sim sobre absolutamente tudo.

Desde a sua família que você escolheu para viver, até a sua biológica.

Desde a sua profissão que te sustenta até o do seus sonhos.

Desde seu sonho de ter uma habilidade até o acesso a ela

Desde a sua condição financeira a um respiro no final do mês.

E enfim o alivio…

Não quero te ver chorando pelos contos, não mais.

Não quero te ver lamentando por problemas que nem foi você que gerou.

Não quero ver você desistindo da sua própria vida, como eu quase fiz…

Pense sempre no amor e no alivio.

Pois você é você e suas circunstâncias!

Fazia um tempinho que não voltava ativa aqui no blog né? Hueheu pois é migxs, aconteceu tanta coisa nesse caminho, mas quem não me conhece eu sou a Bynd, ilustradora e um tanto quanto nerd kkkk, venha se tornar parte da família, tenho Instagram, Canal no You Tube e Página no Facebook é só clicar nos nomes que já vai direto:

Instagram: @byanka.g.nunes

Facebook: Byanka.G.Nunes

YouTube: Byanka.G.Nunes

Esse texto foi inspirado em algumas escritas da @acarolinamonsi e acontecimento íntimos meus.

Se PeRmItA sEr VoCê MeSmO

Bem, percebo que o mundo está imerso num grande ideal de racionalização, e eu sinto que cada vez mais os sentimentos vem sendo reprimidos. Essa supremacia dos “pés no chão” muitas vezes tira da gente o prazer, as consequências de sonhar, divagar.

Às vezes o sentimentalismo é visto com olhos muito impiedosos. Visto como inferior ao racional, como fraco, frágil. E isso muitas vezes intimida e até tira a vontade, o gosto de quem possui essa sensibilidade, essa dádiva.

Bom, se você se sente assim, se você é sensível, se você tem os sentimentos à flor da pele, se você ama sem porquês não devia se sentir mal com isso e se reprimir, se faz isso.

Isso é tão bonito quanto qualquer coisa, e isso diz tanto de você, sobre seu império interior, não há mal algum sentir, desfrutar dos sentimentos, muitos deles vem nos ensinar, muitos deles são terapêuticos, muitos deles transformam não só a gente mas o mundo à nossa volta (e entenda isso como a esfera em que você vive).

Você não é mais fraco ou forte por sentir, por ser quem você é. Você somente se torna mais você, exala sua singularidade, exala sua pessoa, que é única e especial. E não importa se a maioria das pessoas acham baboseira ou não, porque o diferente é bonito também, o torto é bonito, e não importa mesmo se as pessoas achem que é isso ou aquilo, porque no fundo também, nós não queremos ao nosso lado pessoas que nos façam mal.

Com carinho, Laks.

NO CAOS. HÁ VIDA.

Oiii pra você que está lendo meu post, espero que esteja bem.

Por estes últimos tempos tenho percebido o quanto o ser humano é frágil, o quanto a vida é tão instável, imprevisível, incerta. Em um curto período de tempo com grandes acontecimentos pode-se perder o sentido, o significado. Ou em um grande período de tempo também, porém com pequenos acontecimentos. Embora o espaço de tempo seja um fator existente, ele não é a finalidade deste texto meu.

Em meio a essa decepção que pode vir a ocorrer, muitas vezes não sabemos como reagir, como lidar, e nos sentimos fracos, por vezes cheios de desesperança. Mas peço que reflita sobre isso: Nãose sinta mal por não saber como agir, somos seres humanos, condição que nós mesmos esquecemos no mundo atual. Não se olhe com maus olhos, somos almas todos os dias em busca de aprendizado, cura, salvação. Por sermos seres humanos, carregamos conosco o mundo material que são as sensações, e o mundo das ideias, e não nascemos com o domínio de total conhecimento deles.

A felicidade é possível, e a tempestade passa. A esperança é tão linda e tão cheia de significado. E se pra você ela não tem, atribua. Se olhe com carinho, com amor. Ao seu redor muita gente conspira contra isso. Se cuide, se trate com atenção. Lembre-se da sua humanidade. Seja feliz!!!!


Desenho Autoral – Todos os Direitos Reservados.

Artista:Byanka G. Nunes.


Com carinho, Laks!

Eu não sei o que eu sinto, só estou incômodada, com a nossa história inacabada.


Você me magoou, ao ponto de eu não conseguir escrever nada sobre você, muito menos, escrever algo sobre nós. 

Todos me dizem, que eu devo lhe esquecer.  
Dizem, que a minha vida eu devo seguir.  
Alguns, dizem que eu devo deixar você amadurecer.  
Já me disseram, que uma hora você iria perceber, até mesmo se arrepender.  
Todos esses conselhos, um dia vão me fazer enlouquecer, porque quando se trata de você, eu não sei o que fazer. 

Andávamos juntas e de mãos dadas, pra lá e pra cá.  
Eu lhe me mandava mensagem, dizendo: vem cá.  
Éramos grudadas, feito cola.
Eu ia na sua casa e você na minha, nos tratavamos feito namoradas.  
Você era o meu Pudimzinho e eu a sua Maluquinha.
A nossa loucura combinava.  
A lembrança do seu sorriso, até hoje ilumina o meu dia.  
Eu te chamava de melhor amiga, aliás o que você fez com ela? 

Íamos no shopping, entravamos em diversas lojas, não saiamos sem comprar blusinhas iguais, também comprávamos coxinha e Coca-Cola.  
Assistíamos um filme de terror no cinema ou debaixo das cobertas, sempre deitadas na minha cama.  
Juntas, voávamos alto, feito duas gaivotas.  
Vivemos, choramos, nos abraçamos, riamos até o amanhecer, 
demos os melhores roles.  
Madrugada de Void, muita cachaça, eu te passava o baseado, soltavamos fumaça pra todo lado.
Gritavamos alto, pro mundo inteiro saber:  
Somos Best Friends Forever.  
De novo, o que você fez com a minha melhor amiga? 

Eu não sabia descrever o que sentia por você e muito menos você por mim.
E agora, eu não sei a razão de estar escrevendo tudo isso. 

Me vem na memória, todas às lembranças mais aleatórias sobre nós duas.  
Lembranças, que eu nunca vou poder rimar.  
Um resumo sobre nós: uma declaração de amor, um selinho, estação de trem e metrô, nós duas andando pelos corredores da estação, muita troca de olhares e sorrisos envergonhados, um Uber e verdades foram ditas.  
Depois, muita cachaça e maconha, um beijo triplo, o nosso primeiro beijo com direito a plateia e mais e mais declarações…  
Tudo isso pra quê? Pra te ver partir? 

Naquela merda de mensagem, você me disse: “eu também gosto de você, se eu pudesse em jogaria tudo pro alto e ficava com você, eu nunca vou te deixar, você não vai me perder.”  
No final, eu perdi.  
Você não disse, mas a sua ação disse por você:  
“Eu não vou poder te escolher.”  
Com seu ex, você voltou.  
Você errou.  
Porque, eu nunca precisei que me escolhesse, precisava que fosse a minha melhor amiga. Mas que merda, o que você fez com ela? 

Não tomávamos Red Bull, mas nossas asas voavam alto, sem parar.  
Me diz: você parou de me amar? Senão, porque me deixou sozinha, voando até agora. 

Eu pensei que escrever sobre você, fosse ajudar aliviar a falta que eu sinto. 
Escrevo, escrevo e as palavras nunca bastam 
Eu não sei o que eu sinto, só estou incomodada, com a nossa história inacabada. 
Essa dor, só vai diminuir, na hora que eu te encontrar 
E dizer tudo que está entalado na garganta. 
Mas a vida anda e talvez eu nunca diga nada. 

Eu fico pra lá e pra cá, na minha vida eu tento me concentrar. 
Já procurei motivos pra essa história toda acabar. 
Eu não sei a razão, pra ainda querer uma solução. 
Eu não consigo acreditar… 
Talvez eu queira, uma simples resposta pro meu coração. 
Eu ficava assustada e sem chão, você sempre estava lá.
Guiava o meu caminho com a sua luz, sempre me salvando da escuridão 
Eu me lembro de sermos luz uma pra outra. 
Você era o meu abrigo nos dias de tempestade, você nunca me deixava sozinha e muito menos na mão. 

Como eu queria te dizer tudo o que eu sinto. 
Quando se trata de nós duas, eu entro em um abismo de sentimentos. 
Eu sinto a sua falta, você deixou a sua marca na minha alma. 
Eu imagino como você está, se se sente sozinha. 
Eu sempre lhe desejo, dias de alegria. 
Detesto saber que está triste. 
Odeio mais ainda, ler que está se despedindo aos poucos. 
Já estou na décima estrofe e não escrevi suficiente. 
Eu preciso encerrar essa escrita, mas antes eu preciso te lembrar de uma coisa: 

Todas as vezes que se sentir sozinha e insuficiente. 
Se lembre: pra mim, você sempre foi mais que suficiente. 
Se você se sentir, perdida, confusa, pedindo socorro, com o coração sangrando. 
Não se esqueça, que eu também sei como é sentir tudo se desmoronando. 
Então, nunca se esqueça, você sempre pode vim pegar na minha mão. 
Não importa como as coisas acabaram, 
eu sempre vou te levar no meu coração. 
Quando se sentir destruída, sozinha, com frio, sem saber pra onde ir 
se afogado no mar, sem ninguém pra te abraçar.
Você sabe onde me encontrar, nos meus braços você pode se abrigar 
Pode ter certeza, que em mim você pode confiar.
Nunca lhe dei motivos pra desconfiar, eu nunca vou te decepcionar, 
Se lembra quando eu lhe disse: “para sempre.” 
Eu nunca brinquei, eu quis dizer para sempre de verdade, pra toda eternidade. 
Eu sempre vou estar por aqui, você sabe onde me encontrar. 
Não desista, me leve no seu coração. 
Eu sempre vou poder ser encontrada por você. 
Eu sempre vou te puxar do fundo do mar. 
Eu nunca vou te deixar partir. 
Eu vou te iluminar na escuridão.
Porque eu sou uma guerreira, já me despedacei antes, 
estou sempre em prontidão, com minha espada e escudo na mão .
Eu sempre vou lhe estender a mão. 
Não desista, me leve no seu coração. 
Pois, sempre será o seu coração, que vai te guiar de volta pra mim. 
Quando precisar, eu estarei aqui 
Não hesite em me procurar, sempre estarei esperando. 
Você, sempre saberá o caminho pra me encontrar. 
Sempre será a minha Pudim. 

Se precisar, não ouse esquecer 
Você sempre saberá onde me encontrar. 

Autora: Milena Alves (Mila)


Normalmente, quando eu escrevo meus rabiscos, poesias, textos, como vocês estão cansados de saber, eu não dou rotulo para os meus textos, mas continuando o que eu quero falar…

Escrever esse texto, foi muito difícil, foi o texto mais doloroso que eu já escrevi, nunca imaginei que eu fosse postar esse texto, mas sabia que um dia iria postar pra você e por vocês, pois esse texto é sobre amizade, sobre coisas que dão certo e que dão errado, coisas que começam e acabam, sobre sentimentos sinceros e inacabados, sobre coisas que não tem o nosso controle, é um texto sobre amor, pode ter certeza, que tem muito amor, mas também um texto de auto conhecimento, um texto sobre a liberdade de perder… Tipo um adeus, mas sem dizer adeus, entende? Sabe quando seus pais resolvem se mudar de casa, bairro ou cidade e você não quer ir de jeito nenhum? Você chega a dar adeus aos seus amigos, mas dizendo que não vai embora pra sempre e que em breve vai voltar? Eu não sei se vocês já tiveram essa experiência, mas eu já e muitas vezes, eu sempre me mudei de casa, cidade ou bairro, meus pais sempre se mudaram e olha que eles não são ciganos, eles realmente gostam dessa vida de mudança. Mas, assim como eu mudei de casa varias vezes, em uma dessas mudanças eu cheguei a morar em bairros ou casas que já havia morado antes, não era igual antes, mas era melhor, que aquecia o meu coraçãozinho… Eu sei que viajei nessa história e exemplo… Mas o que eu quero dizer, é que pessoas chegam na nossa vida e marcam pra sempre e quando vão embora, marcam mais ainda, não importa o motivo, se aquela pessoa era importante, se ela foi embora, sendo que o seu desejo era que ela ficasse, realmente vai doer, mas não vai doer pra sempre, vai ter altos e baixos, não reprima seus sentimentos, se quer chorar? chore, se sente falta? Então, sinta, se puder dizer que sente falta, então diga, não tenha medo de sofrer e de sentir o que está sentindo, não esconda seus sentimentos, só porque fulano não sabe assumir o que sente e fica pagando de superado, fazendo aquele jogo: “eu me importo menos que você.” Fala sério, isso é ridículo! Seja sincero com você e com seus sentimentos, sinta tudo que tiver que sentir, não tenha medo porque só assim você encontrar formas de superar, eu sei, estou dizendo muitas coisas, pois eu sou uma dessas pessoas, que está dando tempo ao tempo, e realmente, as coisas estão melhorando, cheia dos altos e baixos, mas bem. Mas sendo mais direta, o que realmente quero dizer, não guarde rancor de pessoas que te magoaram, de pessoas que fizeram você rir muitas vezes e que secou a suas lagrimas e te aqueceu quando mais precisou, seja grato, seja aberto, não se culpe e perdoe você e aquela pessoa que se foi, porque a certeza que eu tenho é que algumas pessoas são como pássaros, você deixa voar, voar bem alto e pra bem longe e talvez, mas só talvez ela não se esqueça o caminho de volta pra casa e saiba onde te encontrar, mas se caso o pássaro não voltar? Bom, eu ainda não sei essa resposta, mas acredito que se caso o pássaro não volte, você já nem esteja mais esperando ou nem morando no mesmo endereço… Ou um novo pássaro, chega cantando em sua porta.

Eu nunca deixo uma nota em baixo dos meus textos, muito menos explicando o porque desses sentimentos, mas esse texto é importante pra mim, porque eu quero que ele seja luz, pra todas vocês que lerem esse texto, pra que saibam que nunca estão sozinhas, para que envie esse texto pra aquela pessoa amada que está sempre com você, para que esse texto te lembre que quando se sentir só e que tudo está perdido, vocês sabem onde me encontrar, sabem que do outro lado da tela eu mesma, a famosa Mila, vai estar esperando por vocês e no mesmo endereço.

Se cuidem e não desistam nunca! Você não está sozinho!
Beijos da Mila!
Gratidão!

Em um relacionamento sério, comigo!

Todos os dias eu acordo leve, eu não tenho que me justificar por aí, muito menos implorar por amor, não tenho que pensar em agradar, é tudo voltado as minhas vontades, não tenho hora para sair e muito menos para voltar, a vida é minha, a meu bem, eu não sou o amor da sua, sou o amor da minha, só demorei um pouco para perceber.

Eu me senti insuficiente por tanto tempo, eu me culpei por ter sido traída, eu procurei o erro em mim, quando eu só estava sendo demais para alguém, quando só estava vivendo por uma pessoa e não por mim. Tentava agradar sempre de todas as formas, o problema não era eu, a meu bem, você tinha tanta razão quando falava que não me merecia e que eu era maravilhosa, eu só demorei para perceber o quanto era verdade, eu deveria te agradecer? Não, não é mais sobre você, é sobre como eu vim parar aqui, como estou me encontrando.
Eu precisei deixar de amar ele, tive que desagradar muita gente para entender o quanto eu valia, o quanto merecia, tive que me sentir sozinha, fui até o fundo do poço, passei dias tendo uma crise atrás da outra, provei da solidão e de primeira não sabia o que fazer com ela, demorei um pouco para começar a gostar dela, a entender ela, para ver que a solidão não é ruim, ela fez eu me reencontrar para reconhecer que sou a minha melhor companhia, eu fui ao cinema sozinha, fui jantar, aceitei meu corpo, minha forma de pensar e de querer, eu não tô aqui para ser tua e nem de ninguém, eu sou minha, enfrento meus medos sozinha, comemoro minhas conquistas e me autorizo a viver minha vida, eu me viro, sozinha.

A vida é tão linda, agora eu me guio, encaro minhas crises de frente e as supero sem ninguém, eu sou livre, não preciso mais de alguém aqui, a sensação de liberdade vai além de poder fazer o que quiser, é sobre ser, ser eu mesma e se quiser, posso me reinventar a qualquer momento.

Não sinto falta de amar alguém, estou muito ocupada me amando cada vez mais, tão clichê, não estou dizendo que amar foi um erro, mas deixar de amar foi libertador, me fez ver que aquela não era eu, não era o que eu merecia, eu quero mais, não quero pouco.

Achava que o amor de alguém ia me transbordar, porém me deixou mais vazia, estou me transbordando agora, me vejo cumprindo minhas metas, seguindo os meus sonhos, sem ser atrapalhada, sem ser sufocada, sinto vontade de viver, vontade de viajar sozinha, sinto coisas que nunca tinha sido capaz de sentir, que nunca ninguém me fez.

Eu percebi que alguns ciclos servem para nos mostrar o que deveremos ser nos próximos dias que irão vir, que não devemos nos envergonhar por ser quem somos.

Eu tô pronta, estou me aceitando de corpo e alma, me olhando todos os dias no espelho e vendo meu potencial, estou desejando sorte para quem me perdeu, porque eu sou incrível e é assim que me sentirei todos os dias, porque sou capaz de tudo aquilo que quero, porque sei que vou me formar na faculdade, sei que meus planos vão dar certo e que esse amor que sinto é o que preciso, é o que não pode faltar.

Não estou nem aí para o que vão falar, pensar ou julgar, eu não preciso que me aceitem, não tenho que ser a recatada, se eu quiser passar um batom vermelho e entrar em um bar, quem é alguém para me julgar? Eu também não preciso provar que estou bem, não tenho que sair todo final de semana, agora eu respeito meu tempo, sei apreciar um final de semana todo sozinha, fazendo tudo que eu goste, tudo que me agrade, a sensação é tão única, eu não podia guardar ela só para mim.

A garotas, se vocês soubessem o quanto são lindas por serem vocês, seus corpos são únicos, nenhum nunca é igual, suas personalidades também, a sensação de se libertar do “padrão” é foda, poder se reinventar quantas vezes quiser, mudar o cabelo, mudar o estilo, mudar o que quiser e fazer o que bem entender, agradar a si mesma. Nós somos livres, não tem nada e nem ninguém que possa nos definir, nos limitar, nos moldar, ou seja lá o que tentem fazer para que sejamos “perfeitas”.

Eu ainda não me encontrei completamente, ainda estou explorando esse universo de aceitação, ainda acordo alguns dias me sentindo insuficiente, mas são apenas dias ruins que passam, que eu prendo meu cabelo e deixou para lavar e soltar no outro, que eu deito na minha cama e permito que ela me abrace, acabo fazendo novos planos, querendo mais coisas, os dias seguintes vão me motivando ainda mais. Isso me obrigou a sair da minha zona de conforto, me obrigou a sair do lugar que eu tinha medo, me mostrou que não devemos ficar e nem voltar para o que nos fere, que a única pessoa capaz de nos agradar, somos nós e eu aposto que já ouviram ou leram isso em algum lugar, é verdade, ter alguém é bom, é confortável e tudo mais, porém, antes disso precisamos nos ter para saber o que realmente queremos. Se arrisquem a se amar, seja o amor da sua vida.

Com amor, Abibi e sua galáxia incrível! 🔥❤️

Você quer dançar?

Processed with VSCO with h3 preset foto do meu antigo grupo de dança, no espetaculo no final do ano

Quando era criança, tinha o costume de dançar muito, porém infelizmente a patela do meu joelho saiu do lugar (foi tenso), fiquei um bom tempo usando muleta e gesso para melhorar o meu andar, fazendo fisioterapia para re ativar a musculatura, etc… Tudo por que um dia estava dançando e escorreguei no tapete, descobri que o fato de não ter usado palmilha na infância para consertar a minha pegada, fez deslocar meu osso, algo que nunca tinha imaginado, ainda não tenho condições financeiras de proporcionar as ferramentas adequadas para lidar melhor com isso.

E quando estava me recuperando e feliz por voltar mostra minha paixão, dancar. Fui surpreendida mais uma vez, (meu querido joelho…) Depois de dois anos, o joelho da outra perna deslocou, estava fazendo curso de dança (street dance) e mesmo assim não desisti, usei e uso até hoje faixa nas duas pernas praticamente todos os dias para conseguir fazer exercicios fisicos normalmente.

Mas Bynd por que ta dizendo tudo isso? Porque quero mostrar que é possível, mesmo com a rotina corrida, é importante fazer algum tipo de exercício, o tal ato faz liberar endorfinas (que são hormônios produzidos no nosso corpo para nos dar prazer, também serve como um analgésico natural, alivia as dores e proporciona mais felicidade). Sendo assim vou mostrar canais de dança que acesso, AMOOOO MUUUUUUUUITOOO!!. Mas lembre-se que é para se inspirar e não se comparar pois cada um tem sua vivência, como eu contei a minha mesmo que você ache seu ídolo incrível, todos tem “defeitos” e batalhas diárias, fatores por tras de todo o glamour de um vídeo.

O importante e se divertir dancando, não se compare, se aprimore.

VAMOS LA?!

Willdbeast Adams, foi fundada pelo William Adams, o mesmo é um dançarino americano e coreógrafo profissional especializado no estilo hip hop, tem cursos que ensina suas técnicas e alunos por todo o mundo.

Fit Dance, é um time que ensina coreografias, sempre usando movimentos acessíveis tanto com músicas brasileiras e internacionais, bem diversificado para qualquer pessoa já sair dançando e se divertindo em apenas um vídeo, sem restrição de idade.

Les Twins, são gêmeos da periferia francesa que ganharam o mundo pela sincronia da sua dança, é sobre hip hop mas ao mesmo tempo tão original e envolvente que parece um estilo proprio, tem conteúdos espalhados pela internet, propagandas, cantoras, atualmente são dançarinos da Beyoncé uma diva tanto de músicas quando de dança.

1MILLION DANCE STUDIO, é um grande grupo de 18 profissionais da área, alguns já participantes de grandes campeonatos de dança americanos. São coreanos e trazem uma nova visão do dançar nas suas coreografias.

Waveya, a mulheres da Coreia do Sul que dançam (bem sensualmente) todos os estilos de música, em 2018 o grupo passou a ser composto pela Ari e sua irmã mais nova Miu.

Ramara Borba, para finalizar uma brasileira talentosíssima, ela mostra a potencialidade da mulher através do funk, ensina formas de balançar o corpo e que nenhum outro canal brasileiro ensinou claramente.

Os links estão no nome de cada Creator, portanto fique a vontade para de aventurar nesse mundo, tem muitos coreografos e dançarinos para mostrar a você, se quiser a parte dois desse post, é só deixar nos comentarios.

Caso tenha curiosidade de me conhecer melhor, tenho Instagram, Canal no You Tube e Página no Facebook e E-mail, então venha ser da família também!:

Instagram: @byanka.g.nunes

Facebook: Byanka.G.Nunes

YouTube: Byanka.G.Nunes

Email: byanka.g.nunes@gmail.com

O que eu tenho pra mim sobre o amor.

É muito bom estar apaixonada por alguém, a vida se torna mais bonita, o dia fica colorido, o sorriso não sai do seu rosto, parece que você virou uma princesa da Disney e fica pelo mundo cantando, dançando e ouvindo os pássaros. Claro, de preferência pássaros azuis, que nem no filme da Bela Adormecida.

Você não para de observar tudo ao seu redor, mas ao mesmo tempo não presta atenção em nada, só no sorriso da pessoa que você ama, isso sim, não sai da sua cabeça.

Você começa a ver as coisas com outros olhos, acha as coisas lindas e perfeitas, nem um dia triste faz você ficar pra baixo, porque de novo apenas aquele sorriso, já deixa o seu dia melhor.

Você passa o dia inteiro contando as horas pra encontrar a luz que ilumina o seu dia, você chegar a pensar que todo mundo deveria se apaixonar.

Você começa a sentir muitas borboletas no estômago, por onde passa, basta você olhar pra qualquer pessoa na rua e você já sorri, você se sente feliz, sente o seu coração em paz, parece que você sente o seu corpo formigar de tanto transbordar de sentimentos que você sente por aquela pessoa.
Você não sabe o certo, nem o errado, mas já sabe que está apaixonado/apaixonada.

Você, começa a pensar que ficar ali do lado da pessoa que você gosta, é o melhor lugar que existe, é sempre aonde você queria estar, você não pensa em mais nada, começa até fazer planos malucos na sua cabeça, do que poderia acontecer se dessa vez, desse certo pra você, já que você é uma pessoa cheia de relacionamentos fracassados.

Só que você começa a pensar, pensar, pensar…

E começa a ter noção das coisas que você precisa fazer pra que isso de certo, você sabe o quanto é complicado ter um relacionamento, ainda por tudo que você já passou, até porque você já teve um coração partido e não gostaria de sentir essa sensação de novo, nos sempre queremos amar sem ser machucados.

Você sabe que pra um relacionamento dar certo, é necessário mais do que amor. Aquela pessoa, também tem que estar tão interessada, assim como você tem interesse, aí começa às incertezas: Será que aquela pessoa sente o mesmo que eu sinto?
Você não quer mergulhar em mar raso.

Você já sabe que quando passa a paixão de um dos dois, as coisas mudam, cai sobre os dois um labirinto, vão ficar se encontrando e desencontrando, ou ficar que nem ping pong. É exatamente nessa hora que vem a realidade para os dois ou pra um dos dois, as vezes tem o azar de apenas um amar.

Começamos a procurar desculpas, como a correria do seu dia a dia, começa a bater as diferenças, brigas e um mais um pouco de ciúmes e o famoso medo de perder a pessoa que você ama, você começa a não se sentir o suficiente pra aquela pessoa, vem mais dificuldade entre os dois, e se não tiver interesse das dua partes, dependendo da situação da relacionamento, tudo vai por água a baixo.

Eu sempre pensei, que não importa qual seja o tipo de relacionamento que você tem com aquela pessoa, pra dar certo, sempre vai depender de ambos e pra isso, as vezes você vai precisar ter que dizer o que sente ou demonstrar.

Os dois têm que fazer as coisas um pelo outro, sempre respeitando o espaço pessoal um do outro, sempre procurando entender o que podem fazer para melhorar o relacionamento de vocês, os dois crescem juntos, aprendem a evoluir juntos. É preciso a aprender a lidar com as pessoas inventando mentiras, fofocas, dando opiniões sobre o seu relacionamento.

Estamos cansado de saber, que quando uma pessoa, demonstra mais do que o outro, acaba ficando pesado e cansativo, e isso acaba com o namoro, começa a ter diversas cobranças, já que um dos dois não estão satisfeitos, com algumas coisas no relacionamento. Todo mundo sabe muito bem, que a base de um bom relacionamento é ter companheirismo, paciência, respeito acima de tudo, confiança e reciprocidade, mas principal é você saber quanto você está disposto a fazer essas por aquela pessoa.

Quando você aceita a namorar uma pessoa, você tem que ter consciência que você vai precisar fazer de tudo por ela, vai ter que aprender a pensar no que será bom pra você, pra ela, pra vocês dois/duas, não é mais só você. Claro, que vocês vão fazer muitas coisa em conjunto e outras coisas sozinhos, isso é importante também, mas quando você deixa de cuidar do seu parceiro/parceira que está do seu lado, com certeza os dois vão sair machucados, independente de quem está certo ou errado, é impossível apenas um sair machucado, podem agir de formas diferentes, superar de uma forma diferente, mas com certeza um  dos dois irá sair magoado.

O mal das pessoas é deixar de cuidar de que ama, param de demonstrar amor, que nem no início do relacionamento, deixam as mensagens de bom dia diminuir, não manda tantos textos como antes, não fazem mais carinho um no outro, deixam de conversar assuntos que são importantes um para outro, perdem a paciência um com o outro nas brigas e nas coisas simples, as coisas vão se complicando mais e mais, até virar uma bola de neve e namoro acabar e os  dois nem saberem qual foi o motivo do término.

Eu tenho pra mim, que todas as pessoas tem a mesma mania quando tem um relacionamento: elas param de se conhecer, pensam que já conheceu o suficiente daquela pessoa, já que está namorando ou já estão juntos a muito tempo, acham que não precisam mais se conhecer, isso é um erro enorme, pois estamos o tempo todo mudando, sempre tem como aprender mais um sobre o outro.

O amor, sempre vai ser muito mais que dar bom dia todos os dias, muito mais que dizer eu te amo toda hora, muito mais que se encontrar todos os dias ou trocar mensagens e horas na ligação. Os dois precisam ser recíprocos, estar dispostos a fazer o possível para namoro dar certo, olhar para a pessoa do seu lado e andar lado a lado com ela, se interessar pelas coisas que ela/ele, gostar das coisas que você também gosta, que a pessoa que você ama gosta, ou também não gostarem das mesmas coisa e mesmo assim fazer certas coisas pela pessoa que você ama, só pelo fato dela ficar feliz com isso. Amar, também é te apoiar nos seus sonhos, é querer construir algo com você, é te incentivar no que você acredita, é te ajudar quando tiver problemas, mesmo quando parece que não tem solução nenhuma, mas juntos buscar um solução.

Você vai precisar a amar os defeitos daquela pessoa e com certeza não vai ser fácil, vai ter coisas que você nunca vai conseguir entender ou aceitar, mas vai precisar perdoar, se todo erro que você ou sua parceira/parceiro cometer e voces quererem brigar e não tentar resolver e perdoar os erros um do outro, as coisas podem não acabar bem, óbvio que vão acabar terminando, sabemos que brigas e desentendimentos desgasta o namoro.

Amar, também é saber tolerar certos erros, porque você também erra, as pessoa que você ama também erra, os seus pais erraram muito e ainda erram as vezes, somos pessoas e todos nós erramos, estamos em constante mudança. Precisamos aprender com os nossos erros e não repetir, tem coisas que vamos errar muitas vezes, sempre nos mesmo erros, vamos sofrer, se magoar ou magoar outras pessoas, alguns erros nossos também podem decepcionar outras pessoas, mas uma hora você vai ter que aprender, uma hora vai acordar e perceber que precisa mudar isso em você, mas não pelo outros, mas por você… porque até você começa a ficar insatisfeito com o número de vezes que você erra, sempre na mesma mesma coisa, você cansa de ficar clicando na mesma tecla e não tendo nenhum resultado positivo.

Lembrando, que é obivo que tem cosias que não tem perdão e você não é obrigada/obrigado a aceitar ou perdoar, mas vai precisar ser sincera/sincero com você mesma e com a pessoa que você ama, dizer as coisas que te incomoda e não suportar nada além do que não consegue carregar.

As vezes, você vai precisar mudar por uma pessoa, mas não mudar e esquecer quem você é, mas mudar ações e atitudes que você tem, só pelo fato de magoar, ninguém merece um amor que mais machuca, do que lhe dá amor. Você vai parar de fazer certas coisas, só pelo fato das suas ações fazer aquelas pessoas ficarem tristes (ou aquele pessoa importante pra você). Você vai mudar porque naquele momento pra você aquela pessoa vale a pena. Eu sei que sempre dizemos: Se me ama, tem que me aceitar do jeito que eu sou. Me amar do jeitinho que vim pro mundo.
Sim, isso é verdade, tem que aceitar pelo que você é, mas nunca aceitar as atitudes babacas que você tem.

Amar, é se dar por inteiro, é tirar tempo de onde não se tem, é se dedicar pra aquela pessoa, é permanecer na onde tem tempestade, é entender que aquele abraço é o teu abrigo, é saber que aquele sorriso é a imagem mais bonita que você já viu.
Amar é ser vulnerável, amar é passar por cima do seu orgulho, amar é saber pedir desculpas, admitir que nem sempre você está certo, é saber perdoar. Amar é se dar por inteiro e não esperar nada em troca, amar, também é fazer grandes gestos de amor e pequenos gestos de amor, desde do simples aos mais elaborados, porque demonstração de amor não tem uma regra ou um tamanho certo, você apenas mostra o que sente, da forma que a sua intensidade é, amar também é saber reconhecer que as vezes as pessoas não estão pronta pro tamanho da sua intensidade, você tem que aprender a pesar na balança, porque algumas pessoas se sufocam, nem todas sabem nadar no mar de intensidade, mas não é porque essa pessoa não te ame, ou muito menos porque não gosta mais de você, alguma pessoa realmente tem dificuldade de ter intensidade e você precisa aprender a entender e respeitar isso. Se a intensidade que pessoa tem com você, não for o suficiente e te incomoda, então se retire. Já dizia a minha tia: Os incomodados que se mudem. Se te incomoda, se mude.

Seja intenso, mas saiba que algumas pessoas não estão prontas pra sua intensidade ou talvez pra intensidade nenhuma, não tem nada errado com você ou com aquela pessoa, apenas não se transbordam.

Todo mundo precisa aprender a cuidar das pessoa que ama, cuidar como se fosse durar pra sempre, mesmo você não tendo certeza do futuro, mas com certeza se cuidar agora, pode ser que continuem cuidando a vida inteira e você sabe que vale apena. Sempre vai ser mais fácil começar um relacionamento, mas também sempre vai ser fácil acabar e sempre vai ser difícil fazer durar.

Quando você começa um relacionamento é maravilhoso, mas quando chega ao ponto de tudo acabar, só vem dor atrás de dor. É exatamente por isso, que você tem saber aceitar a liberdade da sua parceira/parceiro. É saber aceitar que se o seu amor mais machuca do que cuida, já é hora de partir. Se tiver confuso? Converse e se ainda não tiver solução… Você tem que partir.

Amar, é não esperar um amor perfeito, amores perfeitos não existem. Seja recíproco, ame enquanto for recíproco… Mas o mais importante: ame muito, mas ame ao ponto de saber que também é hora de partir.


Minhas Luas, eu demorei mas postei, eu to tendo alguns bloqueios pra escrever, achei esse texto perdido aqui nos rascunhos e comecei a reescrever ele, eu espero que vocês gostem.

Obrigada por todos os acessos, os cometários, as curtidas, vocês são demais.

Eu não queria contar agora, mas não tô me aguentando… Vem conto erótico por ai… Me aguardem!

BEIJINHOS DA MILA!
Gratidão!

“Não te dão tempo de ser interessante.”

“Não te dão tempo de ser interessante.”

Quantas vezes você conheceu alguém e fez milhares de planos com ela e do nada a coisa toda esfriou? Tipo, do dia pra noite. E não falo de sentir atração/tesão física por alguém. Falo daquela coisa que te faz sorrir atoa. Fazer planos. Usar nomes carinhosos… Daí puff! Acaba, do nada.

Principalmente quando surge alguma diferença ou um problema de afinidade. Os planos vão mudando… O apelido carinhoso volta a ser seu primeiro nome e outras coisas vão sumindo. O intervalo entre as conversas com a pessoa só aumenta.

Às vezes você descobre que ela simplesmente achou alguém mais interessante ou então só pensou melhor no assunto e quis ir com mais calma. Tudo isso pode acontecer, mas o problema é quando você não fica sabendo o que de fato aconteceu. Daí entram as paranóias e você fica pensando em tudo.

Acho que hoje em dia as coisas ficaram fáceis demais, sabe? Essa questão de não lidar com os problemas. Mesmo sabendo que trocar de pessoa é trocar de problema, chega a ser mais fácil fazer isso.
Daí me pergunto: quanto tempo você precisa pra deixar alguem ver o quão você é interessante?
Ou melhor: qual foi a última vez que você deu tempo pra alguém se mostrar interessante pra você?

Autor: Kevin Paes.


Olá meus amores, tudo bem com vocês? Eu espero que sim, por aqui as coisas estão um pouco corridas, mas eu estou bem.

Gostaram do texto? Um amigo online, do meu Facebook que escreveu, como ele acabou postando no face, eu tive que postar aqui no blog, eu adorei muito e espero que se identifique, assim como eu. Como eu já tinha falado pra vocês, sempre vou trazer um texto que eu gostei, seja do Tumblr, Facebook, Twitter ou qualquer outro lugar que eu ver. Eu amo escrever e amo a escrita de outras pessoas e normalmente quando encontro um texto aleatório na internet é como se fosse uma luz que acendesse o meu dia, dizendo que vai ficar tudo bem pro que eu estou sentindo naquele momento e eu quero compartilhar esse luz que eu sinto todos os dias, para que o dia de vocês também seja tão iluminado como o meu.

Eu quero muito agradecer vocês, por sempre estarem por aqui, olhando os posts, comentando, compartilhando em suas redes sociais, isso me ajuda muito e eu sou muito grata a vocês.
Desenho Autoral – Todos os Direitos Reservados. Artista: Byanka G. Nunes.

Beijinhos da Mila!

Gratidão!