Gravidez De Risco: Todo Cuidado é Pouco

Hey, meus bailarinos de plantão.

Estamos chegando ao fim das publicações.

Resultado de imagem para gravidez de risco

Uma gravidez é considerada de risco quando após exames médicos o obstetra verifica que existe alguma probabilidade de ocorrer a doença ou morte da mãe ou do bebê durante a gravidez ou na hora do parto.

Quando é diagnosticada a gravidez de risco é importante seguir todas as orientações médicas, pode ser necessário ficar em casa de repouso estando a maior parte do dia sentada ou deitada e em alguns casos pode mesmo ser necessário o internamento no hospital.

SINTOMAS

Resultado de imagem para gravidez de risco

Durante a gravidez é frequente surgirem sintomas que provocam desconforto na mulher grávida como náuseas, enjoo, dificuldade em digerir os alimentos, prisão de ventre, dores nas costas, câimbras ou ir muitas vezes ao banheiro, por exemplo. Mas existem outros sintomas que podem indicar uma gravidez de risco como:

  • Sangramento pela vagina,
  • Contrações uterinas antes do tempo,
  • Verter fluído amniótico antes do tempo,
  • Não sentir o bebê se mexendo mais de um dia,
  • Vômitos e náuseas frequentes,
  • Tonturas e desmaios frequentes,
  • Dores ao urinar

PREVENÇÃO

Resultado de imagem para gravidez de risco DESENHOS

A prevenção deve ser iniciada por meio de avaliação e orientação pré-concepcional daquelas pacientes que estão em idade fértil. Dentre estes cuidados específicos, por exemplo, considerar:

  • idade materna
  • se gravidez espontânea ou de reprodução assistida
  • histórico obstétrico e sua evolução
  • histórico familiar de doenças hereditárias
  • existência atual de problemas clínicos maternos, avalia-los cuidadosamente e corrigi-los
  • prescrição do Ácido Fólico, 2-3 meses antes de engravidar
  • suspensão do fumo e do álcool

E o parto? Tem que ser cesárea?

Resultado de imagem para gravidez de risco DESENHOS

Na verdade todo o pré-natal é feito justamente para controlar os fatores de risco e garantir que a mulher tenha o parto normal se assim desejar

Os cuidados a ter na gravidez de risco envolvem repouso, alimentação equilibrada, ingerir os remédios e as orientações que o médico indicar.

Sexo Durante A Gravidez: Pode ou Não ?

Chegamos ao ultimo post meus amantes de sapatilhas de ponta.

Tem conteúdo adulto, se for menor de idade por favor não leia. Caso leia, saberá o que pode encontrar.

Resultado de imagem para sexo durante a gravidez é permitido

O sexo durante a gestação é permitido, desde que não haja contraindicação do médico obstetra, e a mulher se sinta confortável para ter relações sexuais. O contato íntimo não machuca o bebê, que está abrigado dentro do útero.

É possível que a criança se mexa ou fique quieta durante o ato, mas esse fator está mais ligado aos hormônios do que à relação sexual.

A atividade sexual durante a gravidez é fundamental para a saúde física e mental, tanto da mulher, como do casal, podendo sempre ser realizada sempre que o casal sentir necessidade.

Acredita-se que praticar sexo durante esse período auxilie a mulher na hora do parto natural, pois a prática exercita os músculos vaginais. O sexo também traz benefícios aos casais que fizeram tratamentos para engravidar, pois podem parar de se preocupar e apenas desfrutar de bons momentos de intimidade e aproximação, sem pressões.

PREVENÇÃO

Imagem relacionada

Se você estiver passando por complicações durante a gestação, o médico provavelmente vai recomendar que você não mantenha relações sexuais. As situações mais comuns são:

  • História ou ameaça de aborto espontâneo – recomenda-se evitar relações sexuais e manter-se em repouso quando a mulher tem sangramento e/ou sente contrações antes do tempo. A prática sexual pode estimular as contrações;
  • Pré-eclâmpsia – essa complicação pode envolver riscos de parto prematuro e convulsão, podendo até mesmo necessitar internação;
  • Placenta prévia – nesse caso, qualquer atividade física não é indicada, pois pode haver parto prematuro e sangramento;
  • Em alguns casos, o médico pode recomendar que se utilize preservativo (camisinha), pois o sêmen pode estimular, em algumas mulheres, contrações uterinas.

Algumas posições em que não afetam o bebê.

Resultado de imagem para sexo durante a gravidez é permitido

Imagem relacionada

Resultado de imagem para sexo durante a gravidez é permitido

Resultado de imagem para sexo durante a gravidez é permitido

Gravidez Na Adolescência

Meus amores, voltei e prometo que só tem mais dois quadros desses textos kkk.

Aproveitem…

Resultado de imagem para gravidez na adolescencia desenhos

A gravidez é um período fisiológico na vida reprodutiva da mulher que se caracteriza por modificações físicas, psíquicas e sociais num curto espaço de tempo. Ao engravidar e se tornar mãe, a mulher vivencia momentos de dúvidas, inseguranças e medos. Já a adolescência constitui um período entre a infância e a idade adulta, com profundas alterações físicas, psíquicas e sociais. Em poucos anos, a menina transforma-se em mulher, exigindo com isso uma definição de sua nova identidade, o que gera questionamentos, ansiedades e instabilidade afetiva.

A gravidez na adolescência (GA) deve ser avaliada de forma ampla, abrangendo a prevenção e a assistência à mãe, ao pai adolescente e ao seu filho.

A gestação nessa faixa etária, embora possa ser desejada de forma consciente ou inconsciente, geralmente não é planejada, estando relacionada a fatores  da faixa etária, socioculturais e econômicos.

Nem toda gravidez na adolescência é de alto risco obstétrico.

Resultado de imagem para gravidez na adolescencia texto

As adolescentes grávidas podem chegar aos serviços de saúde com queixas típicas, como náuseas, vômitos, sonolência, atraso menstrual. Outras podem apresentar sintomas inespecíficos, como dor abdominal, irregularidade menstrual, distúrbios urinários, alterações do humor, leucorréias, pruridos, dispareunia ou cefaléia. Muitas relatam estar menstruando normalmente ou negam atividade sexual.

Resultado de imagem para gravidez na adolescencia texto

As alterações fisiológicas dessa faixa etária, como os ciclos menstruais irregulares nos dois anos pós-menarca, e a falta de conhecimento do funcionamento do próprio corpo dificultam o diagnóstico precoce da gestação

“As taxas de fertilidade entre adolescentes continuam sendo altas. Afetam principalmente as populações que vivem em condições de vulnerabilidade e demonstram as desigualdades  dentro dos país. A gravidez na adolescência pode ter um efeito profundo na saúde das meninas durante a vida”

A mortalidade materna é uma das principais causas da morte entre adolescentes e jovens de 15 a 24 anos .

Imagem relacionada

Gravidez: Um Novo Ser Dentro De Você.

Olha quem voltou ?

Meus queridos Bailarinos de plantão, vamos colocar os braçõs para dentro do carro, carroça ou travesseiro e vamos cair em uma nova aventura?.

TEXTO E DESENHOS BAILARINA

gfhjh

Os primeiros sintomas da gravidez podem ser interpretados como incômodo pré-menstrual. O indício mais confiável é a ausência da menstruação (somente nas mulheres que têm o ciclo normal e regular).

A gravidez é o período de até 42 semanas em que uma mulher gera um bebê. Os sintomas de gravidez são os sinais de que uma gestação está começando. Eles variam de mulher para mulher e vão mudando a cada mês de gravidez.

Os sintomas de gravidez são reações do corpo às mudanças que ocorrem com a gravidez. A origem dessas transformações é hormonal, já que o ciclo normal é interrompido com a presença e implantação do zigoto.

Alguns sintomas:

  • Atraso menstrual
  • Enjoos
  • Mamas maiores e sensíveis
  • Aréolas mais escuras
  • Pequeno sangramento
  • Maior frequência urinária
  • Aumento abdominal
  • Prisão de ventre e aumento dos gases
  • Gases e cólicas pouco intensas
  • Aversão a cheiros fortes
  • Desejos estranhos
  • Instabilidade emocional

Primeiro trimestre de gravidez

exercício-de-Pilates-para-gestante-1.jpg

Com 1 mês de gravidez, a mulher sente os sintomas de gravidez, mas as alterações externas no corpo não são tão visíveis.

Aos 2 meses de gravidez, é possível que você esteja sentindo mais enjoos matinais, principalmente decorrente da sensibilidade a cheiros.

Com 3 meses de gravidez, a taxa do hormônio progesterona aumenta. Os possíveis resultados? Mau humor e um vermelhão no rosto. Dores-de-cabeça, tonturas leves e palpitações também são comuns nessa fase

Segundo trimestre de gravidez

exercício-de-Pilates-para-gestante-1 (1)

Aos 4 meses de gravidez, o útero começa a sair da bacia.

Com a barriga aparecendo, é aos 5 meses de gravidez que as estrias podem começar a dar as caras. Os movimentos do bebê ficam mais perceptíveis às vezes, você pode ter a sensação de que está sentindo ele pulsar.

Aos 6 meses de gravidez, o bebê ainda tem bastante espaço para se mexer, e você pode sentir claramente seus chutes. No final do mês, você pode sentir que o útero se contrai e relaxa rapidamente. São as contrações de Braxton Hicks. Elas são normais, não causam dor e acontecem em intervalos irregulares

 

É TIPO UM PEQUENO PREPARO PARA O PARTO.

Terceiro trimestre da gravidez

exercício-de-Pilates-para-gestante-1 (2)

Aos 7 meses de gravidez, aumenta o inchaço das pernas e pés, bem como a sensação de falta de ar.

Com 8 meses de gravidez, seu útero estará cerca de 14 centímetros acima do umbigo. Isso faz com que o estômago seja pressionado para cima, causando azia e má-digestão.

Aos 9 meses , a barriga está pesada e o bebê está descendo para a pelve, o que pode causar dores e desequilíbrios

 

 

 

 

EXERCÍCIOS DURANTE A GRÁVIDEZ

J

Os melhores exercícios para serem praticados na gravidez são a caminhada ou os alongamentos, por exemplo, pois ajudam a diminuir o estresse, a combater a ansiedade e a aumentar a autoestima. No entanto, a prática de exercícios na gravidez só deve ser feita sob orientação médica, porque em alguns casos eles são desaconselhados, como acontece em caso de descolamento da placenta e na gravidez de risco.

Pilates

Melhora a respiração, a frequência cardíaca, alonga e fortalece os músculos e é ótimo para a postura.

Bicicleta ergométrica

Pode ser realizado durante os 2 primeiros trimestres gravidez, de 3 a 5 dias por semana. Deve-se estar atenta à frequência cardíaca, não deixando ultrapassar os 140 bpm e observar se a sudorese é excessiva.

Natação

A natação é uma atividade muito indicada durante a gravidez, devido à sua prática ser a que apresenta um menor risco da ocorrência de lesões, devido ao impacto da água. É um exercício que traz benefícios para a respiração da gestante, para os seus músculos e também para o seu relaxamento corporal.

 

           SAÚDE DO BEBÊ

Resultado de imagem para DESENHOS DE BB

A preocupação com a saúde do bebê deve vir desde a barriga da mãe. Para isso é necessário que a mulher tome alguns cuidados durante a gestação. A alimentação da gestante é fundamental para o desenvolvimento da criança.

 

Toda futura mãe deve guardar o nome Ácido Fólico. O ácido fólico é uma vitamina do complexo B, que pode ajudar a prevenir malformações no cérebro e na medula espinhal do feto, quando ingerido antes e durante as três primeiras semanas de gravidez. Estudos mostram que mulheres que consomem a quantidade recomendada dessa vitamina diminuem os riscos de ter um bebê com anencefalia e espinha bífida (principal causa de deficiência física infantil). O ácido fólico também é importante para a saúde da mulher, pois previne doenças  cardíacas, certos tipos de câncer e anemia.

 

Após o nascimento do bebê, é necessário escolher um pediatra de sua confiança.

AMAMENTAÇÃO

 

Resultado de imagem para amamentação DESENHOS TUMBLR

O aleitamento materno gera inúmeros benefícios para mãe e filho. Além do valor nutritivo para os bebês, o leite materno protege as crianças contra infecções, alergias, algumas doenças crônicas e cânceres infantis. Para a mãe, a amamentação reduz o peso mais rapidamente após o parto, ajuda o útero a recuperar o tamanho normal.

O leite materno é um alimento completo. Por isso, até os 6 meses, o bebê não precisa de nenhum outro alimento (chá, suco, água ou outro leite). Ele é de mais fácil digestão do que qualquer outro leite e funciona como uma vacina, pois é rico em anticorpos, protegendo a criança de muitas doenças como diarreia, infecções respiratórias, alergias, diminui o risco de hipertensão, colesterol alto, diabetes e obesidade.

Benefícios para o bebê

O leite materno protege contra diarreias, infecções respiratórias e alergias. Ele também diminui o risco de hipertensão, colesterol alto e diabetes, além de reduzir a chance de desenvolver obesidade. Crianças amamentadas no peito são mais inteligentes. Há evidências de que o aleitamento materno contribui para o desenvolvimento cognitivo.

Número e duração das mamadas

Recomenda-se que a criança seja amamentada na hora que quiser e quantas vezes quiser. É o que se chama de amamentação em livre demanda. Nos primeiros meses, é normal que a criança mame com frequência e sem horários regulares.

Em geral, um bebê em aleitamento materno exclusivo mama de oito a 12 vezes ao dia. Muitas mães, principalmente as que estão inseguras e as com baixa autoestima, costumam interpretar esse comportamento normal como sinal de fome do bebê, leite fraco ou pouco leite, o que pode resultar na introdução precoce e desnecessária de complementos. A mãe deve deixar o bebê mamar até que fique satisfeito, esperando ele esvaziar a mama para então oferecer a outra, se ele quiser.

O leite do início da mamada tem mais água e mata a sede; e o do fim da mamada tem mais gordura e por isso mata a fome do bebê e faz com que ele ganhe mais peso. No início da mamada, o bebê suga com mais força porque está com mais fome e assim esvazia melhor a primeira mama oferecida. Por isso, é bom que a mãe comece cada mamada pelo peito em que o bebê mamou por último na mamada anterior. Assim o bebê tem a oportunidade de esvaziar bem as duas mamas, o que é importante para a mãe ter bastante leite.

Dicas para todas as posições de amamentação

  • Tenha apoios para seu corpo. Escolha uma poltrona ou cadeira com apoio para os braços e use almofadas ou travesseiros para apoiar os cotovelos. Os apoios da poltrona sozinhos não serão suficientes. Talvez um apoio para os pés seja uma boa ideia, mesmo que improvisado.
  • Apoie o seio. Sua mama provavelmente estará mais pesada, pois ficará cheia de leite. Use suas mãos para apoiá-la enquanto amamenta. Não segure o mamilo ou aréola com os dedos, pois o bebê pode acidentalmente tentar mamar em seus dedos. Se tiver seios grandes, você pode tentar colocar uma toalha enrolada ou cobertor embaixo do seio que usará para amamentar, de modo que o mamilo fique em um ângulo reto em relação à boca de seu bebê.
  • Apoie seu bebê. O conforto e segurança de seu bebê são o principal para que ele mame bem. Use seu braço ou sua mão para segurá-lo no lugar, ou coloque um cobertor ou travesseiro como apoio para a cabeça do bebê, mantendo-a na altura do peito. Você também pode colocar um travesseiro sobre seu colo e o bebê em cima, para que ambos sintam-se mais confortáveis – e essa dica é essencial se você passou por uma cesárea.
  • Alterne posições de amamentação. Isso ajudará a prevenir dores nos mamilos, empedramento nos ductos lactíferos e infecções nas mamas.
  • Troque de seio. Quando o bebê esvaziar um seio, ofereça o outro, ou comece com o seio que estiver cheio na próxima mamada. Essa dica ajudará a aumentar a produção de leite e a prevenir a mastite.
  • Relaxe.É importante que você relaxe antes e durante a amamentação, pois isso tornará a experiência mais agradável e melhor para você e seu bebê. A amamentação é uma oportunidade maravilhosa de criar laços com seu bebê e, com a pega certa, também será uma experiência prazerosa para você.

DIA D.

Hey meus bailarinos de sapatilhas de ponta detonadas e barrigas á vista.

Hoje, vamos falar um pouquinho sobre a Pílula do Dia Seguinte?

Desenhos e Texto por Bailarina

Sem título-2

A pílula do dia seguinte, também conhecida como contracepção de emergência, é um método contraceptivo que pode ser eficaz até 72 horas após uma relação sexual sem precauções contra a gravidez e pode diminuir drasticamente as chances de ela acontecer.

A eficácia da pílula depende de quão cedo ela é tomada após a relação sexual desprotegida e a quantidade de hormônios presente no medicamento pode apresentar riscos à saúde.

Portanto, ela não deve ser usada como primeira opção anticoncepcional, apenas como emergência.

k

Ela pode ser usada nos seguintes casos:

  • Sexo sem preservativo;
  • O preservativo se rompe ou escorrega;
  • Quando se esquece a pílula anticoncepcional regular, especialmente se o esquecimento aconteceu mais de uma vez na mesma cartela;
  • Expulsão do DIU;
  • Deslocamento ou retirada do diafragma;
  • Violência sexual.

A pílula do dia seguinte age de três maneiras:

  • Impede que o óvulo seja liberado ou atrasa a liberação do óvulo;
  • Dificulta a penetração uterina dos espermatozoides;
  • Reduz os movimentos das tubas uterinas (que transportam o óvulo), dificultando a passagem das células sexuais.

A pílula do dia seguinte altera a quantidade hormonal no corpo da mulher, o que afeta o ciclo menstrual, podendo causar diversos efeitos.

É possível que a pílula atrase a menstruação. Se isso acontecer, recomenda-se esperar 15 dias antes de fazer um teste de gravidez. Por outro lado, também é possível que a pílula cause sangramentos vaginais de escape.

“O ideal é utilizá-la uma vez por ano. Ela é menos segura que a pílula normal e ingeri-la direto aumenta o risco de gravidez e de confusão no ciclo menstrual. A mulher passa a não reconhecer o funcionamento do próprio corpo”

O risco de insucesso da pílula do dia seguinte gira em torno de 5%, quando usada corretamente. Explicando melhor: se 100 mulheres tomarem a pílula nas primeiras 24 horas após a relação sexual desprotegida, cinco dessas mulheres ainda vão engravida.

Mesmo que ingerida uma vez ou numa frequência muito baixa, ainda é possível que a pílula do dia seguinte cause efeitos colaterais como:

  • Dores de cabeça
  • Dor no corpo
  • Náuseas
  • Diarreia
  • Tontura
  • Vômito.

 

info_piluladodiaseguinte