Quatro semanas

Já fazem quatro semanas que ele se foi, não tem mais nada aqui que tenha o cheiro dele, mas eu sinto seu perfume pela casa toda, também não tem mais nada do que ele gostava, nenhum tipo de bebida ou comida, o cinzeiro está vazio e servindo de decoração, a casa está em ordem, não tem nenhuma roupa perdida pelo chão, ou nenhum outro tipo de bagunça, faz tempo que não me deito na sala também, é solitário.

Me permito olhar em volta de tudo e ser tomada pelas lembranças, primeira vez que jantamos aqui era lanche, a última vez foi pizza, quatro queijos era a nossa preferida, também me lembro dos filmes que tentávamos ver, mas olhar para o sofá me lembra de estar te perguntando como foi que a gente se perdeu, eu lembro de você limpando minhas lágrimas e falando sobre como iríamos dar um jeito, me lembro de deitar no seu peito e dos carinhos em silêncio, exceto pela música, era o momento mais confortável entre nós, o fim do dia.

São quatro semanas, foram dias sem cor, sem sua alegria e nossas brincadeiras, eu deveria estar seguindo com a minha vida, conhecendo outras pessoas, mas eu não consigo substituir você, eu me pego procurando detalhes seus, talvez eu tenha perdido alguém incrível já, mas tô esperando você querer voltar.

Qual é a chance? Nenhuma, mas eu tô esperando, mesmo sabendo que você está por aí sorrindo com aquela garota que mal te conhece, eu me permito lembrar das promessas que fizemos, dos seus detalhes, como aquela marca que você tem nas costas de um jogo bobo, a sua risada estranha que eu sempre gravava, ela me fazia rir sempre, de como eu amava o seu sorriso e você não, da única foto nossa em que você tá sorrindo, eu apaguei ela, assim como todas as outras que tínhamos, eu lembro das viagens e da sua emoção conhecendo minha praia favorita, mas também me lembro das brigas, de como você me fazia sentir culpada por tudo, quando o culpado era sempre você.

As lembranças tem um poder enorme de brincar com nossos sentimentos, eu consigo sentir todos os possíveis ao lembrar dele, tomando um café amargo e frio, assim como foi as últimas semanas.

Eu tentei, eu juro que eu tentei, eu lutei por ele quando tudo começou a sair dos trilhos, eu fiz de tudo para ele ficar, mas não deu, tive que deixar partir, mesmo me partindo, eu o vi saindo pela porta, aquela foi a última vez, a minha última lembrança dele.

Nessas quatro semanas, eu ainda acho que vejo ele pela casa, consigo ouvir a sua voz, será que tô enlouquecendo? Talvez, mas acontece que eu sempre soube, esse amor livre que a gente tinha não ia dar certo, nós não íamos dar certo, mas eu estava lá, cada dia me afogando mais nesse amor que não tinha nenhuma profundidade, imaginando os planos dando certo e a gente contra o mundo.

A questão é que todos me avisaram, todos me falaram sobre você, e eu cega, bati o pé que comigo seria diferente, eu acreditei que os sentimentos que tínhamos era recíproco, que tolice, eu realmente tentei te transformar em um príncipe, quando nem vocação para isso você tinha.

Eu que sempre fui tão insegura, me sentia única com você, meus pensamentos paravam quando estávamos juntos, era como se tudo tivesse acabado, só estivéssemos nós dois, todo o resto se acalmava, era a minha tranquilidade no meio do caos que é a minha vida, e todos os dias eu me sentia em paz me sentia mais viva, achava que você era a pessoa certa e que por um milagre, eu era a pessoa certa de alguém, mas você me destruiu.

Quatro semanas e a insegurança voltou, eu nunca fui a única, era só mais uma acreditando que comigo era tudo diferente, mais que você tocou e dilasero, eu não tinha nada de diferente, a diferença é que eu insisti por mais tempo, me desgastei ainda mais, passei noites pensando no que mais podia fazer por você, quando eu já tinha feito tudo, agora eu mal consigo respirar.

Aqui estou eu, mais um dia sentada no chão enquanto tomo meu banho, a água está quente, mas não me esquenta, minha pele ainda parece ter seu perfume, não tem nada aqui que não me lembre você, o meu corpo principalmente, eu criei a ilusão que tínhamos o encaixe perfeito, que ridículo, mais um dia que termino o meu banho e me forço a ir viver minha rotina.

*É apenas um texto sem final feliz, a história não é verifica e nenhum coração foi partido para ser escrita, com amor, Abibi.

Se está desanimada, leia isso!

Hoje eu queria falar com você e faz um certo tempo que isso não acontece por aqui, não é mesmo? Já tivemos várias escritoras novas e outras que saíram, como um ciclo de vida.

E a rotina pode nos deixar distante de quem gostamos e até mesmo de nos mesmos, não nos reconhecendo como pessoa, como personalidade e como amor. Sinto que minha vida esta se alinhando completamente mas tem sempre aquela questão que nos puxa para baixo, eu não sei qual é a sua…

Mas com meu desabafo espero ajudar e te motivar a continuar lutando como a guerreira que quer ser e sempre foi. Você é forte e essa mensagem que te escrevo tu não pode esquecer jamais! Um concelho que quero te dar é básico mas complexo, então vamos la:

Amiga, se perdoe. Entenda que todos nos erramos e que com você não vai ser diferente.

Não se cobre tanto e nem seja tão dura com você, porque você ainda esta aprendendo tantas coisas, até a lidar com seus sentimentos que habitam seu peito. Você esta dando seu melhor e acredite nisso pois te garanto que logo logo, vai colher os frutos e hamburguenses de todo seu esforço kkk.

Portanto seja mais carinhosa, gentil, com essa pessoa que você esta se tornando, nem mesmo ela sabe como sera o futuro! Quem dirá o seu medo

Vamos combinar isso?

Eu sei que você quer abraçar o mundo e tem um coração maior ainda, essa é a coisa mais linda que existe em você! Não deixe que nada, nem ninguém estrague isso contido no seu corpo e espirito, anule essas possibilidades que te trazem mal, não tenha medo de arriscar tudo e de muito menos ter uma nova vida.

Eu sei também que você acredita naquelas historias de amor. Não se sinta boba, nem ridícula por acreditar nelas. Elas podem ser reais e mudarem a sua história para sem ao menos esperar, então não deixe que te digam que é besteira e que não vai durar.

Acreditar no amor é desafiador e não é para amadores, podendo até ser doloroso também esse ato. E não estou dizendo só de relacionamentos de casais e sim sobre absolutamente tudo.

Desde a sua família que você escolheu para viver, até a sua biológica.

Desde a sua profissão que te sustenta até o do seus sonhos.

Desde seu sonho de ter uma habilidade até o acesso a ela

Desde a sua condição financeira a um respiro no final do mês.

E enfim o alivio…

Não quero te ver chorando pelos contos, não mais.

Não quero te ver lamentando por problemas que nem foi você que gerou.

Não quero ver você desistindo da sua própria vida, como eu quase fiz…

Pense sempre no amor e no alivio.

Pois você é você e suas circunstâncias!

Fazia um tempinho que não voltava ativa aqui no blog né? Hueheu pois é migxs, aconteceu tanta coisa nesse caminho, mas quem não me conhece eu sou a Bynd, ilustradora e um tanto quanto nerd kkkk, venha se tornar parte da família, tenho Instagram, Canal no You Tube e Página no Facebook é só clicar nos nomes que já vai direto:

Instagram: @byanka.g.nunes

Facebook: Byanka.G.Nunes

YouTube: Byanka.G.Nunes

Esse texto foi inspirado em algumas escritas da @acarolinamonsi e acontecimento íntimos meus.

Não é nenhum conto de fadas!

Era um dia qualquer quando você resolveu voltar para a minha vida, eu não esperava, nunca achei que voltaria e nunca pensei que ia querer que ficasse nela, não que eu esteja pensando agora.

Lá estava eu de novo, me convencendo que seria só mais aquela noite, que não ia voltar a te ver sempre que dava, eu tentei, no começo eu neguei, eu fugi, a meu bem, no fundo eu sabia que isso não ia acabar bem.

Mas eu continuei, eu me vi presa olhando nos seus olhos enquanto você passava os dedos no meu cabelo, queria eternizar aquele momento, ao mesmo tempo estava sem entender tudo isso, estava tudo quieto, só tinha nós dois ali, de corpo e alma, todos os problemas sumiram em segundos, então eu soube naquele momento que eu nunca tinha te esquecido, que os sentimentos estavam escondidos em algum lugar, e eu acho que tu também sentiu isso.

Então aqui estou eu, não deixando de viver minha vida, mas te procurando em outras pessoas, tentando me convencer que não vou me machucar, muito menos me apaixonar, a questão é que você não pode ser o amor da minha vida, ainda mais agora que eu preciso voar para longe.

Mas a gente se dá tão bem, eu te quero bem, essa sintonia que a gente tem ninguém nunca vai ter, é difícil achar alguém que te aceite completamente pelo o que é, você sabe meus defeitos, também sabe minhas qualidades, a gente sabe o que o outro gosta, sabemos como fazer, nós somos amigos, também somos amantes e por isso sabemos a hora de parar, de se distanciar.

É incrível como a gente consegue ficar dias sem se falar e depois lá estamos nós, enrolados em algum lugar, se olhando como se existisse história de amor, eu até penso na possibilidade quando me deito no seu peito, ou quando eu te olho e você sorri, me fazendo sentir única, mas no dia seguinte quando vai embora eu me lembro de toda a nossa trajetória, de como a gente dá certo por estar errados.

O problema é que somos do mundo, não nos levamos a sério mesmo com algumas declarações, nos escondemos isso, é o nosso lance, a gente sai por aí buscando outros amores, para no final voltar para a nossa bagunça, e que bagunça, quem a gente quer enganar? Acho que a nós mesmo.

Eu tinha mania de pensar que entre nós não tem joguinhos, quando na verdade tem, a gente joga um com o outro para ver quem vai atrás de quem, não falamos sobre o que sentimos, só as vezes e de maneiras disfarçada, já ficamos semanas se ignorando, e tudo isso sempre acaba com você aqui, me falando sobre como eu sumi e sem saber que qualquer dia desses, nem vou mais estar aqui.

A meu bem, de alguma maneira você me prendeu e eu não consigo mais fugir, vai me levar para perto de ti logo agora? Eu realmente vou ter que partir, não agora, mas para que adiar o nosso fim? Não posso continuar, isso pode nos destruir.

Tivemos tanto tempo para fazer isso acontecer, mas você não quis, eu também não, mas parte minha sempre pensou, meu bem, o seu sorriso me passa a segurança de que nosso amor seria calmo, mas que também seria intenso, os seus olhos me fazem sentir o quanto a nossa sintonia é única, eu consigo ver sua alma e você a minha, a maneira como seu corpo encaixa no meu, tem a sensação de lar, mas nunca vai ser, mesmo com o fato de que não somos só físico, temos toda a conexão.

Você, com seus olhos castanhos cheio de confusões, com seu jeito errado de viver, me arrastam para um mundo completamente diferente da realidade, eu posso quase acreditar que toda essa intensidade é amor, a meu bem, você joga comigo e com nossos sentimentos, e eu que não sou tão diferente faço o mesmo.

É isso que nos envolve, é brincar com o outro sabendo que por mais que eu tenha que partir, a gente e tudo isso que temos, não vai sumir e nem vai acabar, eu não sei quem eu quero enganar falando de por um fim, se o que temos é tão único, tão nosso e tão sem igual, por quê parar por aqui? Vamos deixar fluir.

A questão é que eu me sinto tranquila com você, seja aqui ou por perto, o seu jeito de me fazer sorrir com pequenas coisas, a segurança de poder ser quem eu sou, o conforto do silêncio entre a gente e a forma como a gente se entende, se aceita me fascina.

Mas eu nunca sei se você realmente vai voltar, então não tem como eu ficar, não posso te esperar, você é imprevisível e eu nem ao menos sei o que sinto por você, amor não é, amor é sobre quem a gente quer duas da tarde e não duas da madrugada, temos coisas que se parecem com o amor, mas não é o que nos matem ligados.

Talvez seja o fato de que não sabemos o que queremos e podemos ficar nessa, e se a gente tentar algo, pode acabar dando merda, então para que arriscar perder isso que temos? Prefiro a gente assim, meio perdidos e errados, sem aquela obrigação de ser sérios, sem cobranças, podendo fazer o que quiser, mas sabendo que se precisar estaremos ali um para o outro.

Tão clichê, parece até uma história inventada, eu nunca me imaginei escrevendo coisas do tipo e olha só agora, sentimento é uma coisa louca que nem sempre dá para entender, mas tudo bem, as vezes é melhor nem saber.

Com amor, Abibi ❤️

Você vem?

No alto daquele prédio eu vi a vida passar, eu vi o por do sol e o nascer dele também, eu tive tanto tempo para pensar no que queria fazer com a minha vida, então eu peguei minhas coisas, era a última vez que iria ver aquela vista, eu me despedi, agradeci por tudo e fui embora, sem olhar para o que deixei, já estava feito e não tinha como mudar.

Eu confesso que senti muito medo de seguir, como ia ser agora sem você aqui? Mas não dava mais, não do jeito que estava, não com toda aquela dor envolvida e era tanta coisa ao mesmo tempo que eu estava ficando atordoada, eu precisava respirar e aprender com aquela dor.

As semanas passaram, a vida foi seguindo e não foi nenhum monstro, então você resolve voltar, bagunçando a casa que eu estava começando a arrumar, nenhuma visita bagunçou, mas você já se sente tão em casa que acha que nada mudou, mas mudou e como mudou, nós não somos mais os mesmo, eu senti o misto de sentimentos com aquele abraço, ele ainda me transmite paz, ainda me confortava, mas também me causa dor, medo e sinto que a qualquer momento pode me dilacerar de novo.

Eu me lembro das outras, todas vazias com seus copos em mãos, sem saber muito bem o que fazer para chamar mais atenção, eu também me lembro de uma delas no seu colo e você quase sem reação com a situação, me lembro de passar e realmente não me importar, aquela noite não passou de mais uma fútil tentativa de fugir do peso da culpa, e não era eu quem sentia.

Então, eu deveria te aceitar? Não, porém aqui estou eu pedindo para ficar só mais um pouco, eu não sei se estou fazendo o certo, eu posso me arrepender por te deixar entrar de novo, e de novo e mais algumas vezes, mas também não vou esperar que fique, talvez eu acordei amanhã e resolva mudar de casa, não vai fazer muita diferença já que tu é meu lar, mas eu preciso aprender que sou meu próprio lar.

Não posso parar minha vida, ficar neste impasse de vai ou fica, eu posso estar aqui amanhã quando você chegar, mas também posso ter ido para outro lugar, o fato é que não estou mais a disposição, eu percebi isso quando sumiu no dia que eu precisava, não tem essa de dois podem jogar esse jogo, eu não faço questão de sumir, nem dar o troco, eu não recebi a mais para devolver algo.

O fato é que o amor ainda existe, mas será mesmo que ele pode superar todas as coisas e dar um jeito? Essa história de se encontrar depois com outra visão nem sempre acontece. Tá na hora de parar, eu tenho tanto para viver e sonhar ainda, se você não vem comigo, eu vou seguir sozinha e ser a minha melhor companhia, minha melhor versão, por mais que eu ainda esteja acreditando em nós e tentando resolver as coisas, também quero me resolver e tudo bem se tiver que ser sem você.

Uma hora ou outra a gente supera tudo, não é fato de tudo ficar mais leve com você que vai me fazer cair, eu posso aprender tanto com essa dor, perder você vai ser como tirar uma boa parte minha, pode levar o tempo que for, mas a parte volta, ninguém fica refém de ninguém para sempre, nenhuma mágoa é eterna, a dor vai embora e às vezes damos a sorte de não sobrar nem saudades.

É só uma questão de saber esperar, eu não estou com pressa e também não estou pedindo para ter, estou seguindo e se quiser, pode me acompanhar.

Manaaaas, que saudades, queria pedir perdão por ter sumido, perdi uma pessoa muito importante, mas ganhei um anjo a mais, por conta dos últimos acontecimentos tive que me afastar, mas espero não precisar mais!

Com amor: Abibi e sua galáxia 💙

Será o fim?

E quando o amor não acaba, mas para de dar certo? Quando você tem que abrir mão da pessoa que ama para não se machucarem mais, para não destruir a história bonita que tiveram e a mágoa não reinar entre ambos.

Quando o coração se despedaça, quando você sofre e vê ele sofrendo também, mas não adianta tentar consolar, o motivo é você, mas também é ele, quando se perdem na intensidade e já não conseguem mais voltar, a saudades te engole, a solidão é inevitável, o medo de ficar só, de recomeçar depois de tanto tempo, vocês já não são os mesmo, as pessoas já não sabem mais como é apenas um de vocês, querer voltar e saber que não dá, não agora, não tão já.

Vai doer, vai machucar muito abrir mão de alguém que era tudo, ver o amor da sua vida longe, vai estranhar sua própria cama, ele não vai estar ali e você vai acordar procurando, vai virar de um lado para outro, nenhuma posição vai ser confortável, não vai se lembrar o motivo de ter acabado, vai ficar sem entender, como vai chorar.

Vai começar a lembrar das discussões atoa, das pequenas decepções, mas que com o tempo se tornaram grandes, de como começou a se sentir sozinho mesmo com seu amor do lado, os planos pararam de dar certo, que pena, eram tão lindos, tão cheio de esperança e fé, planejados com almas apaixonadas que jamais iriam querer se deixar, como era lindo o amor que a gente tinha.

Como era lindo a forma como nossas mãos combinavam, como era seguro o abraço, como era único a forma de um se embriagar no outro, como foi assustador ver tudo começar se estranhar, quando foi que a gente se perdeu? Talvez o problema tenha sido aquele dia mal dormido que fez tudo incomodar, ou quando o arroz queimou e ficamos sem jantar, quando acordamos e era um dia ruim, talvez o conjunto de todas as coisas, mas como não superamos?

As pessoas falam que amor verdadeiro não acaba, mas esgota de certa forma, ele assusta, amor vai além de superar tudo e permanecer, amor também é saber a hora de parar, a hora de doer e cicatrizar, não tem como saber se esse amor que tínhamos vai voltar, se vamos saber recomeçar, talvez seja melhor ou nos destrua de vez, devo arriscar?

O amor da minha vida é a coisa mais linda, a forma como consegue ficar bem em tudo, como é capaz de me entender sem precisar explicar, a maneira que me tira do meio de uma crise sem ter trabalho, a maneira como cuida de mim, o castanho dos olhos dele sempre foi capaz de me ganhar, o sorriso, que sorriso mais contagiante, sua bondade com todos, a mania de sempre querer ajudar até quem não merece, seus defeitos podem não ser poucos, mas nunca amei tanto alguém.

Amor, estou com um pouco de frio e nenhuma coberta vai ajudar, eu vou ter que me acostumar, não sei por quanto tempo e nem sei se vamos voltar, mas não posso mais me deixar levar, não com todo esse caos que sou, que somos, não me leve a mal, não estou desistindo de nós, estou dando uma chance para que possamos reencontrar a nós mesmos, para depois, se for para ser, nos encontramos. Quero que sejamos capazes de nos perdoar, de deixar todo o passado, de não sentir nada além de paz um com o outro.

A dor de um coração partido não é fácil de lidar, tudo sempre vai te lembrar, eu vi um panfleto na rua ontem e me lembrei que já conversamos sobre o assunto, eu vi casais se abraçando e me perguntei se já passaram por isso, quanto tempo estão juntos, será que é amor verdadeiro ou passageiro? Eu senti falta da nossa rotina, mas também me perguntei se não foi ela que fez isso.

O dia já amanheceu e eu não consegui parar de pensar, e você achando que eu não ia pensar, achando que está sendo mais fácil, você me falou sobre o quarto vazio sem saber o quanto também estou, além de estar esgotada, espero não precisar sair tão já, nada seria capaz de esconder meus olhos inchados, tão clichê, nunca pensei que passaria por essa situação, achei que estaria sentada tomando um sorvete com você, mas conhecendo bem a gente, iríamos preferir um litrão, que pena não estar assim agora e nem mais tarde.

E agora, quem irei marcar em memes, nos vídeos que eu vejo e gosto, nas bobeiras que sempre me acabo de rir, tudo me lembra você, a primeira pessoa que vem nos meus pensamentos a todo tempo.

Eu não sei se o amor vai vencer como falam, se vamos ser pessoas melhores daqui para frente, mas amor, meu único amor, não deixe de seguir com sua vida, eu sei que é arriscado te perder de vez, mas é ainda mais doloroso não te ver bem.

Parte de mim se partiu e outra foi com você.

Com amor, Abibi e sua galáxia!

O que eu tenho pra mim sobre o amor.

É muito bom estar apaixonada por alguém, a vida se torna mais bonita, o dia fica colorido, o sorriso não sai do seu rosto, parece que você virou uma princesa da Disney e fica pelo mundo cantando, dançando e ouvindo os pássaros. Claro, de preferência pássaros azuis, que nem no filme da Bela Adormecida.

Você não para de observar tudo ao seu redor, mas ao mesmo tempo não presta atenção em nada, só no sorriso da pessoa que você ama, isso sim, não sai da sua cabeça.

Você começa a ver as coisas com outros olhos, acha as coisas lindas e perfeitas, nem um dia triste faz você ficar pra baixo, porque de novo apenas aquele sorriso, já deixa o seu dia melhor.

Você passa o dia inteiro contando as horas pra encontrar a luz que ilumina o seu dia, você chegar a pensar que todo mundo deveria se apaixonar.

Você começa a sentir muitas borboletas no estômago, por onde passa, basta você olhar pra qualquer pessoa na rua e você já sorri, você se sente feliz, sente o seu coração em paz, parece que você sente o seu corpo formigar de tanto transbordar de sentimentos que você sente por aquela pessoa.
Você não sabe o certo, nem o errado, mas já sabe que está apaixonado/apaixonada.

Você, começa a pensar que ficar ali do lado da pessoa que você gosta, é o melhor lugar que existe, é sempre aonde você queria estar, você não pensa em mais nada, começa até fazer planos malucos na sua cabeça, do que poderia acontecer se dessa vez, desse certo pra você, já que você é uma pessoa cheia de relacionamentos fracassados.

Só que você começa a pensar, pensar, pensar…

E começa a ter noção das coisas que você precisa fazer pra que isso de certo, você sabe o quanto é complicado ter um relacionamento, ainda por tudo que você já passou, até porque você já teve um coração partido e não gostaria de sentir essa sensação de novo, nos sempre queremos amar sem ser machucados.

Você sabe que pra um relacionamento dar certo, é necessário mais do que amor. Aquela pessoa, também tem que estar tão interessada, assim como você tem interesse, aí começa às incertezas: Será que aquela pessoa sente o mesmo que eu sinto?
Você não quer mergulhar em mar raso.

Você já sabe que quando passa a paixão de um dos dois, as coisas mudam, cai sobre os dois um labirinto, vão ficar se encontrando e desencontrando, ou ficar que nem ping pong. É exatamente nessa hora que vem a realidade para os dois ou pra um dos dois, as vezes tem o azar de apenas um amar.

Começamos a procurar desculpas, como a correria do seu dia a dia, começa a bater as diferenças, brigas e um mais um pouco de ciúmes e o famoso medo de perder a pessoa que você ama, você começa a não se sentir o suficiente pra aquela pessoa, vem mais dificuldade entre os dois, e se não tiver interesse das dua partes, dependendo da situação da relacionamento, tudo vai por água a baixo.

Eu sempre pensei, que não importa qual seja o tipo de relacionamento que você tem com aquela pessoa, pra dar certo, sempre vai depender de ambos e pra isso, as vezes você vai precisar ter que dizer o que sente ou demonstrar.

Os dois têm que fazer as coisas um pelo outro, sempre respeitando o espaço pessoal um do outro, sempre procurando entender o que podem fazer para melhorar o relacionamento de vocês, os dois crescem juntos, aprendem a evoluir juntos. É preciso a aprender a lidar com as pessoas inventando mentiras, fofocas, dando opiniões sobre o seu relacionamento.

Estamos cansado de saber, que quando uma pessoa, demonstra mais do que o outro, acaba ficando pesado e cansativo, e isso acaba com o namoro, começa a ter diversas cobranças, já que um dos dois não estão satisfeitos, com algumas coisas no relacionamento. Todo mundo sabe muito bem, que a base de um bom relacionamento é ter companheirismo, paciência, respeito acima de tudo, confiança e reciprocidade, mas principal é você saber quanto você está disposto a fazer essas por aquela pessoa.

Quando você aceita a namorar uma pessoa, você tem que ter consciência que você vai precisar fazer de tudo por ela, vai ter que aprender a pensar no que será bom pra você, pra ela, pra vocês dois/duas, não é mais só você. Claro, que vocês vão fazer muitas coisa em conjunto e outras coisas sozinhos, isso é importante também, mas quando você deixa de cuidar do seu parceiro/parceira que está do seu lado, com certeza os dois vão sair machucados, independente de quem está certo ou errado, é impossível apenas um sair machucado, podem agir de formas diferentes, superar de uma forma diferente, mas com certeza um  dos dois irá sair magoado.

O mal das pessoas é deixar de cuidar de que ama, param de demonstrar amor, que nem no início do relacionamento, deixam as mensagens de bom dia diminuir, não manda tantos textos como antes, não fazem mais carinho um no outro, deixam de conversar assuntos que são importantes um para outro, perdem a paciência um com o outro nas brigas e nas coisas simples, as coisas vão se complicando mais e mais, até virar uma bola de neve e namoro acabar e os  dois nem saberem qual foi o motivo do término.

Eu tenho pra mim, que todas as pessoas tem a mesma mania quando tem um relacionamento: elas param de se conhecer, pensam que já conheceu o suficiente daquela pessoa, já que está namorando ou já estão juntos a muito tempo, acham que não precisam mais se conhecer, isso é um erro enorme, pois estamos o tempo todo mudando, sempre tem como aprender mais um sobre o outro.

O amor, sempre vai ser muito mais que dar bom dia todos os dias, muito mais que dizer eu te amo toda hora, muito mais que se encontrar todos os dias ou trocar mensagens e horas na ligação. Os dois precisam ser recíprocos, estar dispostos a fazer o possível para namoro dar certo, olhar para a pessoa do seu lado e andar lado a lado com ela, se interessar pelas coisas que ela/ele, gostar das coisas que você também gosta, que a pessoa que você ama gosta, ou também não gostarem das mesmas coisa e mesmo assim fazer certas coisas pela pessoa que você ama, só pelo fato dela ficar feliz com isso. Amar, também é te apoiar nos seus sonhos, é querer construir algo com você, é te incentivar no que você acredita, é te ajudar quando tiver problemas, mesmo quando parece que não tem solução nenhuma, mas juntos buscar um solução.

Você vai precisar a amar os defeitos daquela pessoa e com certeza não vai ser fácil, vai ter coisas que você nunca vai conseguir entender ou aceitar, mas vai precisar perdoar, se todo erro que você ou sua parceira/parceiro cometer e voces quererem brigar e não tentar resolver e perdoar os erros um do outro, as coisas podem não acabar bem, óbvio que vão acabar terminando, sabemos que brigas e desentendimentos desgasta o namoro.

Amar, também é saber tolerar certos erros, porque você também erra, as pessoa que você ama também erra, os seus pais erraram muito e ainda erram as vezes, somos pessoas e todos nós erramos, estamos em constante mudança. Precisamos aprender com os nossos erros e não repetir, tem coisas que vamos errar muitas vezes, sempre nos mesmo erros, vamos sofrer, se magoar ou magoar outras pessoas, alguns erros nossos também podem decepcionar outras pessoas, mas uma hora você vai ter que aprender, uma hora vai acordar e perceber que precisa mudar isso em você, mas não pelo outros, mas por você… porque até você começa a ficar insatisfeito com o número de vezes que você erra, sempre na mesma mesma coisa, você cansa de ficar clicando na mesma tecla e não tendo nenhum resultado positivo.

Lembrando, que é obivo que tem cosias que não tem perdão e você não é obrigada/obrigado a aceitar ou perdoar, mas vai precisar ser sincera/sincero com você mesma e com a pessoa que você ama, dizer as coisas que te incomoda e não suportar nada além do que não consegue carregar.

As vezes, você vai precisar mudar por uma pessoa, mas não mudar e esquecer quem você é, mas mudar ações e atitudes que você tem, só pelo fato de magoar, ninguém merece um amor que mais machuca, do que lhe dá amor. Você vai parar de fazer certas coisas, só pelo fato das suas ações fazer aquelas pessoas ficarem tristes (ou aquele pessoa importante pra você). Você vai mudar porque naquele momento pra você aquela pessoa vale a pena. Eu sei que sempre dizemos: Se me ama, tem que me aceitar do jeito que eu sou. Me amar do jeitinho que vim pro mundo.
Sim, isso é verdade, tem que aceitar pelo que você é, mas nunca aceitar as atitudes babacas que você tem.

Amar, é se dar por inteiro, é tirar tempo de onde não se tem, é se dedicar pra aquela pessoa, é permanecer na onde tem tempestade, é entender que aquele abraço é o teu abrigo, é saber que aquele sorriso é a imagem mais bonita que você já viu.
Amar é ser vulnerável, amar é passar por cima do seu orgulho, amar é saber pedir desculpas, admitir que nem sempre você está certo, é saber perdoar. Amar é se dar por inteiro e não esperar nada em troca, amar, também é fazer grandes gestos de amor e pequenos gestos de amor, desde do simples aos mais elaborados, porque demonstração de amor não tem uma regra ou um tamanho certo, você apenas mostra o que sente, da forma que a sua intensidade é, amar também é saber reconhecer que as vezes as pessoas não estão pronta pro tamanho da sua intensidade, você tem que aprender a pesar na balança, porque algumas pessoas se sufocam, nem todas sabem nadar no mar de intensidade, mas não é porque essa pessoa não te ame, ou muito menos porque não gosta mais de você, alguma pessoa realmente tem dificuldade de ter intensidade e você precisa aprender a entender e respeitar isso. Se a intensidade que pessoa tem com você, não for o suficiente e te incomoda, então se retire. Já dizia a minha tia: Os incomodados que se mudem. Se te incomoda, se mude.

Seja intenso, mas saiba que algumas pessoas não estão prontas pra sua intensidade ou talvez pra intensidade nenhuma, não tem nada errado com você ou com aquela pessoa, apenas não se transbordam.

Todo mundo precisa aprender a cuidar das pessoa que ama, cuidar como se fosse durar pra sempre, mesmo você não tendo certeza do futuro, mas com certeza se cuidar agora, pode ser que continuem cuidando a vida inteira e você sabe que vale apena. Sempre vai ser mais fácil começar um relacionamento, mas também sempre vai ser fácil acabar e sempre vai ser difícil fazer durar.

Quando você começa um relacionamento é maravilhoso, mas quando chega ao ponto de tudo acabar, só vem dor atrás de dor. É exatamente por isso, que você tem saber aceitar a liberdade da sua parceira/parceiro. É saber aceitar que se o seu amor mais machuca do que cuida, já é hora de partir. Se tiver confuso? Converse e se ainda não tiver solução… Você tem que partir.

Amar, é não esperar um amor perfeito, amores perfeitos não existem. Seja recíproco, ame enquanto for recíproco… Mas o mais importante: ame muito, mas ame ao ponto de saber que também é hora de partir.


Minhas Luas, eu demorei mas postei, eu to tendo alguns bloqueios pra escrever, achei esse texto perdido aqui nos rascunhos e comecei a reescrever ele, eu espero que vocês gostem.

Obrigada por todos os acessos, os cometários, as curtidas, vocês são demais.

Eu não queria contar agora, mas não tô me aguentando… Vem conto erótico por ai… Me aguardem!

BEIJINHOS DA MILA!
Gratidão!

“Não te dão tempo de ser interessante.”

“Não te dão tempo de ser interessante.”

Quantas vezes você conheceu alguém e fez milhares de planos com ela e do nada a coisa toda esfriou? Tipo, do dia pra noite. E não falo de sentir atração/tesão física por alguém. Falo daquela coisa que te faz sorrir atoa. Fazer planos. Usar nomes carinhosos… Daí puff! Acaba, do nada.

Principalmente quando surge alguma diferença ou um problema de afinidade. Os planos vão mudando… O apelido carinhoso volta a ser seu primeiro nome e outras coisas vão sumindo. O intervalo entre as conversas com a pessoa só aumenta.

Às vezes você descobre que ela simplesmente achou alguém mais interessante ou então só pensou melhor no assunto e quis ir com mais calma. Tudo isso pode acontecer, mas o problema é quando você não fica sabendo o que de fato aconteceu. Daí entram as paranóias e você fica pensando em tudo.

Acho que hoje em dia as coisas ficaram fáceis demais, sabe? Essa questão de não lidar com os problemas. Mesmo sabendo que trocar de pessoa é trocar de problema, chega a ser mais fácil fazer isso.
Daí me pergunto: quanto tempo você precisa pra deixar alguem ver o quão você é interessante?
Ou melhor: qual foi a última vez que você deu tempo pra alguém se mostrar interessante pra você?

Autor: Kevin Paes.


Olá meus amores, tudo bem com vocês? Eu espero que sim, por aqui as coisas estão um pouco corridas, mas eu estou bem.

Gostaram do texto? Um amigo online, do meu Facebook que escreveu, como ele acabou postando no face, eu tive que postar aqui no blog, eu adorei muito e espero que se identifique, assim como eu. Como eu já tinha falado pra vocês, sempre vou trazer um texto que eu gostei, seja do Tumblr, Facebook, Twitter ou qualquer outro lugar que eu ver. Eu amo escrever e amo a escrita de outras pessoas e normalmente quando encontro um texto aleatório na internet é como se fosse uma luz que acendesse o meu dia, dizendo que vai ficar tudo bem pro que eu estou sentindo naquele momento e eu quero compartilhar esse luz que eu sinto todos os dias, para que o dia de vocês também seja tão iluminado como o meu.

Eu quero muito agradecer vocês, por sempre estarem por aqui, olhando os posts, comentando, compartilhando em suas redes sociais, isso me ajuda muito e eu sou muito grata a vocês.
Desenho Autoral – Todos os Direitos Reservados. Artista: Byanka G. Nunes.

Beijinhos da Mila!

Gratidão!

O intenso, não amor!

Eu nunca fumei, cigarros não faziam parte da minha vida, mas eu me vi ontem comprando uns maços e agora estou na janela do quarto fumando um, eu não sei exatamente o que estou esperando, talvez que os lençóis e companhia se lavem sozinhos para sair o cheiro dele. Não sei exatamente o que fazer agora que acabou, sair para um bar e esperar alguém aparecer e tomar uns drinks? Pagar uns drinks para alguém? Devo chamar alguém? Acho que não, mesmo que sejam amigas, elas vão querer procurar alguém e eu não quero ouvir todo aquele discurso de sempre.

Eu to aqui olhando para o nada e tentando entender o que foi tudo que vivi, não foram anos e muito menos meses, foi só algumas semanas, não foi nenhum romance, ninguém se apaixonou, nem se machucou, mas foi intenso, a maneira como conversávamos sobre tudo, como tínhamos o mesmo gosto musical, a ideia de não precisar dar satisfação e nem precisar ter encontros, era simples, pode parecer, mas não foi amor, alguns diriam que foi uma amizade colorida, mas isso é desculpa para amar escondido, era verdadeiro, tinha carinho, mas não tinha paixão.

Deve ser por isso que estou perdida, será que me atrevo a ter um amor? Mais uma aventura? Sigo sozinha? Já fez alguns dias que decidimos parar, mas ainda não sei para que lado seguir, dizem que o amor é maravilhoso, mas eu amo aventuras, eu também amo pode chegar em casa e beber um whisky sozinha, ler um livro, não me preocupar com mais nada além do que irei comer no fim do dia, talvez um lanche ou um miojo, por que as pessoas gostam tanto de fumar?

Essa indecisão acaba comigo, talvez eu mande uma mensagem agradecendo pelo o que passamos, pelo o me tornei, porque quando esbarramos em alguém, parte nossa muda, aquela mania chata dele de sempre colocar as cobertas por baixo dos pés e agora eu me pego não dormindo sem fazer e algumas outras coisas, como rir de erros sérios, um pouco do humor irritante também está aqui.

Eu não quero que ele volte, pode não ser igual ao que foi, vai que a gente se machuca, para que correr o risco de perder tudo o que passamos? Destruir um sentimento bom nunca vale, talvez eu deva sair um pouco, será que passo um batom? Eu não sei, acho que estou fugindo do fato que tenho que ir viver, não quero ter que tomar nenhuma decisão agora, sinto que estou a deriva esperando alguma coisa bater e se enroscar, e sair me puxando por aí, quando na verdade eu deveria estar nadando, não é só sobre o que devo ou não fazer, é sobre eu não saber se estou sentindo saudades de uma pessoa que eu nem amo, acho que devo passar um batom quando for sair.

Deu para entender o quanto estou confusa? A vida ta ali me esperando tomar várias decisões e eu estou com preguiça, talvez com um pouco de medo do que me espera, essa ideia de fazer grandes planos, se casar e ter filhos antes dos 30 é um saco e eu não vou seguir ela, mas deveria me arriscar a mandar uma mensagem agradecendo e se por acaso surgir a oportunidade de se reencontrar? Acho que vou acabar congelando.

Escrevi a mensagem, mas obviamente eu não a enviei, mas também não apaguei, o que eu estou fazendo da minha vida? E se ele sentir algo por mim? Nunca pensei nessa possibilidade, eu posso ser a pessoa tóxica na vida dele ou quem vai deixar ele feliz, sem querer ou talvez por querer acabei enviando a mensagem, credo, estou parecendo uma garotinha com seu primeiro encontro marcado, apesar que nunca tive um encontro daqueles, igual aos filmes, com flores, muito menos luz de velas, acho que vou tirar um cochilo.

Eu mal consigo abrir os olhos e percebo que meu cochilo não foi tão rapidinho, acho que sonhei até, tem mensagens no meu celular, É ELE, me encontro encarando o celular com medo da resposta, não que eu tenha mandado uma declaração, apenas agradeci, falei que quem sabe a gente não se esbarra de novo e um boa sorte com uma ridícula carinha piscando, sua resposta é quase um soco na minha cara, ele quer me ver, HOJE, mas eu dormi e já são 2 horas da manhã, vou responder explicando que cai no sono e ir tomar um banho para dormir de novo, mas antes mesmo de pegar a toalha Ele já me responder, será que ficou me esperando? Até parece, ele não faz esse tipo, ele não faz o meu tipo, deve ser por isso que é diferente, sua resposta foi rápida por ele nunca dormir cedo, mas ele está vindo para cá, vindo me buscar para ir comer um lanche em um trailer que fica aberto, é um encontro? Eu não sei, vai dar certo ou ser como era? Também não sei, mas eu não vou passar nenhum batom.

Eaeee manas do meu coração, tudo bem? Perdão por viver sumindo, é que a vida ta uma loucura, eu escrevi esse clichê a um tempinho e resolvi mostrar para vocês, não é nada sobre mim, mas espero que tenham gostado e quem saibe eu não trabalho mais para posts assim, nunca se sabe, estou com saudades de vocês e tentarei não sumir tanto!

Com todo o amor, Abibi e sua galáxia! 💙

Finalmente, você e eu.

Finalmente, você e eu.

Como vai ser bom te encontrar.
Eu não consigo parar de imaginar
os meus lábios tocando nos seus.

Finalmente, eu vou parar de sonhar e poder te abraçar.
Eu vou poder te olhar e lhe beijar, eu não quero pensar no adeus.
Eu sei que o tempo vai passar voando, mas eu só quero me preocupar em aproveitar esse momento com você.

Fico pensando em nosso envolvimento, será que tudo isso é mais que um lance?
Não sei lhe dizer, mas venha comigo viver esse romance.
Sinta o ritmo da música, balance comigo, eu quero ficar contigo.

Eu prometo ficar, mesmo depois do tempo passar.
Juntas podemos correr riscos, sentir o perigo.
O seu abraço vai ser o meu abrigo, mas a saudade será meu maior castigo.

Por isso eu te digo, vem comigo.
Sentir o fogo.
Me beija e se permita sentir o calor. Quem sabe, juntas vamos sentir o amor.
Eu sou aquele beijar flor, que se encantou, por uma linda flor. Você é essa flor.
Aquela flor que chegou e arrancou o meu sorriso sincero.

Eu me entreguei.
Você se entregou.
Será que algum dia você já amou?
Eu não quero um dia ter que lhe dizer adeus.
Sem você tudo fica tão monótono
Eu preciso lembrar de lhe dizer: Até logo.


Beijão da Mila! Gratidão, até a próxima!

“Quem diria…”

“Quem diria..”

Quem diria, que um dia esse beijo sairia.
Se você me dissesse: que as suas mãos estariam passando pela meu corpo, com certeza eu nunca acreditaria que isso fosse acontecer.

Um beijo, em uma noite linda. Uma noite cheia de energia. Apenas um beijo pra me enlouquecer. Eu fiquei pensando nessa noite, até o outro anoitecer.
Quando outro beijo nosso vai acontecer?

Pode parecer loucura, mas vou esperar, por outra noite escura.
Por mim eu fico com você em qualquer lugar. Estou louca pra te beijar. Se precisar eu vou com você até a lua. Pra que eu consiga sentir de novo a aventura dos seus beijos.

Seus lábios me fez sentir calor. O meu corpo esquentava com os seus beijos quentes.

Aqueles beijos me fezia ferver. Eu sentia o meu corpo inteiro borbulhar.

O meu corpo não parava de lhe desejar. Os nossos arrepios pareciam que estavam em sintonia, era uma única melodia.

Eu quero te ver de novo. Em seus braços eu quero mergulhar, me encharcar com o calor do seu corpo. Eu sonho contigo, até delirar.

Quem diria, que isso iria acontecer.
Quem diria, que eu estaria aqui com você. Eu desejei tantos os seus lábios, ficava até o adormecer.

Eu não consigo parar de pensar:
Quando iremos nos beijar de novo?
Quem diria que isso iria acontecer.
Quem dirá que vá acontecer de novo. Talvez seja só mais uma lembrança da minha mente.

Quem dirá. Ou quem diria, que isso não poderia acontecer outra vez?

~Milena Alves


Beijinhos da Mila.

Até a próxima poesia.

Gratidão!