Teoria do Chiclete.

Teoria do Chiclete

Algumas pessoas são que nem chiclete.
O gosto sempre acaba, sabe?

No final elas vão embora, deixa um gostinho de quero mais.
Temos o costume de mastigar o chiclete sem parar, achando que o gosto não vai acabar, que o sabor vai voltar do nada, sabemos que não vai voltar, mas continuamos ali, mastigando sem parar.

Ficamos com aquele gostinho de quero mais um chiclete.
Quem dera o gosto não nunca mais acabasse.

As pessoas são a mesma coisa.
Você faz de tudo pra ela ficar na sua vida, mostra que se importa, valoriza, diz o quanto você a ama, demostra seus sentimentos, mostra reciprocidade. Ou como dizem por ai, faz fechamento 10/10 com essa pessoa.

Algo que todo mundo sabe, que está muito raro no mercado, mas não, ela só pensa em ir embora. Ela deixa você sentir, aquele gostinho de quero mais, tipo ao ponto de querer dizer: “Fica, não vai embora, eu preciso de você.”
Só que infelizmente, nem adeus você consegue dizer direto, só vê ela indo embora.

Eu cansei de não sentir o mesmo gosto, já não era o mesmo sabor.

Sabe, eu decidi mudar, eu decido jogar esse tipo de chiclete fora.
Tudo isso é uma perda de tempo, mastigar algo que nem sabor tem mais.
Estamos cansada de saber, que algumas coisa tem que ter fim, tem que acabar, que uma hora vai acabar, nem tudo dura pra sempre, alguns contos de fadas não tem finais felizes, não é o que dizem por aí?

A melhor coisa a se fazer, é tomar cuidado pra não acabar engolindo esse tipo de chiclete ou melhor dizendo, evitar pessoas tóxicas, que não sabe o que quer, manter distância de pessoas, que são mal resolvidas dentro de si mesmas.

Como minha mamãe sempre disse:

“Não engole esse chiclete, eu já lhe disse que faz mal pro estômago. Chiclete gruda no seu estômago vamos ter que te levar você no medico.

Claro, que a minha mãe estava sendo exagerada em dizer, que teria que me levar ao medico, mas só assim pra eu não engolir os chicletes, eu detesto hospitais.
Assim com odeio ir ao médico, eu odeio sair magoada, investir em pessoas, pra no final sair decepcionada, então digamos que eu mudei a frase da minha mãe e usei ao meu favor.

Eu digo o mesmo:

“Pessoas de alma vazia, faz mal, são tóxicas, elas engolem sua alegria, seu amor próprio, sua beleza, sua paz, não tem coisa pior do quê não ter paz.
Faz mal, não só pro seu estômago, mas pro seu coração.
Descarte aquilo que faz mal pra sua alma.”

Autora: Milena Alves

Não deixa de me seguir nas redes sociais:

Instagram: @milavenue
Twitter: @milachiaratti
Facebook: Milena Chiaratti

Beijão da Mila! Gratidão!

Quem é vivo, sempre aparece, não é mesmo?

Olha, eu sumi mas voltei… Quem é vivo, sempre aparece, não é mesmo?

Gente, a minha vida tá uma bagunça, tá de cabeça pra baixo. Sabe, quando você se perde no meio da bagunça do seu quarto e não encontra aquela blusinha que você tanto quer usar?

Então, eu tô exatamente assim, só que no caso é a minha vida, eu me perdi no meio do caminho, eu não consigo encontrar a rua certa.

Talvez seja uma viela, um esquina, uma avenida, uma estrada de terra, são muito caminhos pra seguir, mas escolher só um caminho não parece comigo, eu gosto de explorar…

Talvez, seja por isso que eu me perdi, sou curiosa demais, teimosa demais, eu gosto de questionar tudo, até ver se aquilo tem haver comigo ou não, eu gosto de ter minhas próprias conclusões sobre as coisas, acho que sou a chapeuzinho vermelho da cidade de Oz/ Osasco (pra quem não sabe, esse é o apelido de quem mora em Osasco, hahaha).

Invés de eu seguir o caminho que todo mundo está acostumado a ir. Eu acabo querendo fazer a minha própria trilha, o que dá mais trabalho, porque eu que tenho que corta a grama no meio do caminho e descobrir se é o certo ou não, é mais difícil quando você gosta de ser livre e quer descobrir o que é certo ou errado pra você…

Regras nunca deram certo pra mim, não costumo ser o tipo de pessoa que segue o que todo mundo faz… Eu acho que já não estou falando nada com nada, haha.

Enfim, mas eu acredito que isso faz parte da vida, é bom que posso tentar me encontrar no meio dessa bagunça e posso procurar às melhores versões de mim, vou conseguir ser eu mesma, sem ser influenciada pela opinião dos outros.

Bom, agora vamos para as mudanças e atualizações do blog.
Calmaaaaaaaa… que não são novidades tão ruins. Como vocês sabem, o blog tá passando por uma fase de adaptação. Vocês lembram que o o blog teve algumas alterações e que eu ia fazer mudanças na minha vida e no blog, pois isso tem acontecido muito e eu estou me sentindo bem melhor com às decisões que eu tomei.
Uma delas, é que a Stefany não está mais no blog, eu sei que vocês gostavam muito dela, mas ela saiu por motivos pessoais, quem sabe ela volta, não é mesmo? Por enquanto, ficou a Bynd, Jujuba, Traca e Eu. Agora as coisas ficam mais organizadas, eu também estou mais inspirada pra escrever meu livro e preparar conteúdos pra vocês. Eu estou preparando uma programação muito legal pra gente, vocês vão amar, bom… Eu espero né… mas acredito que vocês vão amar.

Algumas mudanças são necessárias, não se esqueçam disso. Assim como eu que anda se sentindo perdida na vida, você também pode se encontrar no meio dessa bagunça, faça que nem eu, tire um tempo pra você, isso é importante, faz você pensar sobre o que você tem feito com a sua vida. Uma hora você vai ter que tomar coragem e enfrentar alguns pesadelos… Pode ter certeza, que as coisas vão ficar bem, é só não deixar de acreditar em você mesma (o).

Eu sou boa em aconselhar todo mundo, mas o que fazer com a minha própria vida, tá difícil, hahaha! Faço o que eu digo, mas não faça o que eu faço… Ou melhor dizendo, faça o que te faz feliz, seja você mesmo. Esse é o único conselho que eu lhe dou e que também estou seguindo nesses últimos dias.

Eu desejo um ótimo dia pra vocês, não deixa de acompanhar o blog hoje e amanhã e o restos dos dias, porque voltamos com tudo, eu voltei com tudo. Aos poucos as coisas vão ficando no devido lugar…

Obrigada por toda paciência e carinho nessas dias complicados que estou tendo.

Um beijinho da Mila e muita gratidão.
Até logo…

Eu sou um balão e você?

Vocês perceberam, que já estamos no primeiro dia do mês de junho?
Caralho! Me desculpa o palavrão, mas fazer o que, minha mãe lê meu blog, preciso ser educada né?

Mas eu estou impressionada, que já estamos no último dia do mês!
Esse mês passou muito rápido. Eu acredito, que esse ano está passado muito rápido, também tem acontecido várias coisas ao mesmo tempo, sejam boas ou ruins, a minha vida por exemplo.

Se vocês vissem como eu estava no começo do ano, pensando que não ia entrar na faculdade, que a minha nota do Enem não era o suficiente, que eu não ia estudar Cinema e muitos menos Rádio, TV e Vídeo, eu estava uma pilha, super preocupada e agora estamos no dia 01 de Junho, eu entrei pra faculdade, estou estudando Rádio, TV e Vídeo, já comecei a estudar para as provas, que vão começar agora em junho, que louco não é?

Como a nosso medo, a empolgação, principalmente a ansiedade nos engana, faz a gente se sentir pequeno, diminuir todo nosso empenho, fazendo com que criamos pensamentos negativos, tipo:

"Que não vamos conseguir o que tanto queremos."
"Que poderia ter feito melhor que isso!"
"Por mas que você tente, nunca vai ser o suficiente."

Depois desses pensamentos negativos, começamos a nos comparar com as pessoas a nossa volta. Primeiro com os nossos amigos, com os nossos primos, que todos eles conseguiram, que são melhores que a gente que não conseguimos.

Como se não bastasse, vamos para o pior tipo de pensamento ou comparação.
Isso mesmo, os nossos pais, eu acredito que é o pior, começamos a sentir a pressão, que eles vão ficar bravos, decepcionados, que talvez vão dizer que fizemos o que estava ao nosso alcance e que dá o próxima é só se esforçar mais!

Criamos todas essas paranóia, na verdade ficamos a maior parte do tempo pensando, nos cobrando, remoendo que não deu certo, sem nem esperar o resultado, eu sei isso é horrível, mas eu também sei que isso passa!

Pensamentos negativos, sempre vamos ter, criamos uma regra na nossa cabeça, que sempre estamos pra trás, que não ser perfeito é errado e esquecemos que o errado é pensar isso! Gente, tudo tem seu tempo, use a vida como exemplo: Um dia você é um bebê na barriga da sua mãe, no outro dia você é uma criança de 7 anos, depois de um tempo, você é um adolescente e mais pra frente um adulto e por aí vai… Tudo tem seu tempo, cada coisas tem seu tempo, cada pessoa tem seu tempo.

_“Mila, é fácil falar né, difícil é colocar em prática, tirar essas coisas da minha cabeça.”

Então, eu vou dar uma dicas para vocês, vai ser o nosso segredinho!
Eu tenho uma teoria, é sobre um balão bem pequeno que vai enchendo até voar.

Teoria do Balão

Nós somos pequenos balões, que ao longo da vida, vamos enchendo, de amor, de sonhos, de paixão, esperança, vamos enchendo de coisas boas, até não caber mais, acabamos voando mais e mais.

O vento, a chuva, o granizo e o cacto, são como nosso sentimentos, medo, ansiedade, coragem, raiva, etc, são apenas alguns obstáculos na nossa vida. Que acaba causando a demora de certas coisas que queremos conquistar, mas com o tempo, esses pequenos obstáculos, só fazem parte para que o nossos balão encoste no céu.

O balão e o vento são um só, enquanto o vento balança o nosso balão sem parar, isso faz com que ele vooe mais alto, sem rumo, conforme o vento carrega, ou seja, conforme a nossa vida segui.

Eu queria ser um balão.

Talvez eu seja um balão, esperando ele voar, vou deixar o vento me levar, até eu poder tocar o céu.

Autora: Milena Alves

Meus amores, sejam um balão, ele vai voar no seu tempo, primeiro você vai precisar passar por uns obstáculos, as vezes pode parecer que a sua hora nunca chega, mas quando chegar você vai saber, vai está preparado pra isso e vai aproveitar muito, deve aproveitar, porque passa muito rápido e quando você perceber já está no fim do mês, com outra ansiedade, com um novo medo, com sonhos totalmente diferentes.

Seja um balão! Eu sou balão! Você é um balão, somos todos balãozinho, voando sem parar, procurando o seu lugar no mundo, no seu tempo certo vamos acabar encontrando o nosso lugar!
Imagens do blog de Priscila Dantas: Olá Meninas.

Espero que tenham gostado da Teoria do Balão.

Seja Bem Vindo Junho!

Um beijão da Mila e até a próxima teoria!

Adolescência de Lua: Universo Malu e Bianca! (Cont. Part. 2)

_”Bianca, fala sério, só vamos na sorveteria, pra que se arrumar tanto?”

_”Nunca se sabe, quando vai encontrar aquele garoto, tenho que ir toda arrumada, pra quando esse dia chegar!”

_”Você é a única pessoa, que saí de casa pensando em garoto. Fala sério!

_”Vamos, estou pronta e outra a sorveteria é a cinco minutos de casa, para de reclamar Malu!”

_”Por isso mesmo, do lado de casa e ta se arrumando como se fosse pra uma festa!”

_”Vai, anda logo!”

Na sorveteria…

_”Não te falei Malu, olha aquele menino, ele é da nossa escola, ele é mais velho que nós duas.”

_”Bianca, você não muda né? Vou pedir o número dele pra você!”

_”Fica quieta, não vai pedir número nenhum, o garçom tá vindo, ele é um gatinho também, se não acha?”

_”Quantas vezes eu vou ter que revirar o olho pra você?”

_”Boa tarde, qual vai ser o pedido de vocês?”

_”Bianca gostaria do seu número de telefone, tá disponível?

_”Malu, cala a boca! Ela ta zoando, eu quero um sorvete de flocos, com muito chocolate.”

_”Eu quero um Milk-Shake de 500ml, de chocolate.”

_”Anotado, daqui a pouco está pronto.”

_”Malu, eu vou te matar, ainda bem que ele fez de desentendido.”

_”Obvio, as meninas deve fazer cantada nele todo dia, deve tá acostumado já, conheço esse tipo.”

_”Tu conhece o que Malu? Você nunca nem namorou ou melhor dizendo, você não assume nem seus sentimentos pelo meu irmão.”

_”Nunca namorei, mas leio muito, assisto muito filme, muita série e muita novela… Ele deve ser o tipo, que todas as meninas ficam suspirando por aí, ele deve ser um pouco convencido, já deve ter iludido algumas meninas, inclusive as clientes da sorveteria. Deve ter uns 19 anos, ele é bolsista na nossa escola, deve trabalhar muito pra um dia poder pagar uma faculdade, algum curso ou pra ajudar a família em casa.”

_”Credo Malu! Você não sabe de tudo e não pode sair por aí julgando as pessoas.”

_”Não estou julgando, é a realidade. Bianca, você tem tudo, não precisa trabalhar… Eu também tenho, você acha que se ele tivesse tudo, ele estaria trabalhando como garçom? É o mundo… Essa é a realidade de muitas pessoas.”

_”Seu sorvete de flocos com muito chocolate e seu Milk-Shake de chocolate.”

_”Garoto, qual seu nome?”

_”Malu, deixa o menino”

_”Me chamo Thiago.”

_”Nome de personagem de novela. Eu me chamo Malu e ela Bianca.”

_”Foi um prazer, Malu e Bianca, agora tenho que ir, se não eu perco meu emprego.”

_”Meu Deus, olha o sorriso desse moreno. Malu, eu quero.”

_”Bianca, o que você não quer, toma seu sorvete aí!”

_”Malu, vamos no shopping depois da sorveteria?”

_”Depende, vamos no cinema? Comprar umas roupas também?”

_”Claro, vai super divertido!”

_”Vou chamar o Táxi, terminamos de tomar sorvete no carro!”

Enquanto isso no Shopping…

_”Bianca chega demorar no provador, sai logo, deixa eu ver, deve ter ficado lindo!

_”Malu, não insiste, eu não gostei de nenhuma roupa que eu experimentei, com certeza quando a minha mãe ver eu usando isso, vai me chamar de Baleia!”

_”Bianca, sua mãe não sabe de nada!”

_”Sabe sim, esqueceu que ela é ex modelo e agente de moda?’

_”Ela só sabe de moda que serve para as mortas de fome das modelos dela! Agora de você ela não sabe! Sai logo esse vestido deve está lindo em você!”

_”Malu, pra você é fácil falar! Ela controla tudo, meu peso, minha comida, minhas roupas, porque ela acha que não combina com meu corpo, ela deu até pra esconder meus chocolates!”

_”Bianca, você tem que que começar a se impor! Você se defende na escola, me defende! Agora, é só começar a se defender da sua mãe!”

_”Como eu já disse pra você é fácil falar! Eu não consigo reagi as coisas que ela fala, eu prefiro ir pro meu quarto e chorar! As vezes, eu até entendo, mas isso parte o meu coração, cada palavra dela machuca! Agora você também não pode falar nada, você não se defende na escola, deixam falar o que quiser… Mas se a sua mãe começa a falar, minha nossa, você dita o abecedário inteiro pra ela.”

_”Eu já te disse isso, não é legal as coisas que a sua mãe fala pra você!
Agora a minha mãe é outro caso, ela é maluca das ideias Bianca! Ela me deixa maluca, ela quer que eu seja um robô, manipulada por ela!”

_”Malu, sua mãe só tenta te manípular, porque seu pai passa a mão na sua cabeça, fica do seu lado, cai no seu papinho, sua mãe só é maluca pra você, porque ela não deixa você fazer o que quiser, agora já seu pai, nossa! As vezes, ele deixa até você mijar na mão dele.”

_”Bianca, cala boca! Sai logo, quero vê sua roupa, você está tentando me enrolar.”

_”Me obriguei!”

_”Da licença, que eu vou entrar dentro desse provador!”

_”NÃO! Eu vou sair, espera!”

_”Nossa, esse vestido ficou lindo em você!”

_”Para, não achei, tá mostrando meu joelho, minha mãe fala que fica feio.”

_”Você vai levar esse vestido! Ate agora você não levou nada!”

_”Porque nada fica legal em mim!”

_”Pode parar, por favor? Tudo que você vestiu agora ficou lindo, você é linda, maravilhosa é a minha melhor amiga.

_”Malu…”

_”Deixa eu te dar um abraço cor de rosa.”

_”Eu vou te abraçar que nem uma panda.”

_”Cala boca, você nem é tão gorda que nem panda. Mas é fofinha e comilona igual eles.”

_”Cala boca você, vou ir tirar o vestido!”

_”Vai logo, não vai demora pra tirar vestido. Eu já tô cheia de sacolas de roupas, minha mãe vai achar que eu estourei o cartão.”

_”Malu… Para se reclamar, também te amo, agora me espera.”

_”Quando você sair daí, vamos ver um filme?”

_”Vamos, já escolheu?”

_”Já! Você não vai gostar muito… Mas vai assistir!

_”Eu espero que esse filme, me arranje um número de telefone de algum menino, aí com certeza, vai valer a pena!”

_”Lá vem você de novo, falar de menino, ninguém merece!”


Ficaram curiosoas, estão imaginando como elas são? Só posso dizer que não coisa, os cabelos delas são enorme!

Querem saber que filme elas vão assistir? Será que a Bianca, vai conseguir um número de telefone?

Isso você só vai saber na continuação de Adolescência de Lua: Universo Malu e Bianca.

Obrigada, eu espero que tenha gostado!

Um beijão da sua Mila!