Desmoronando…

Desmoronando

“São dias tão cinzas, que até raios e trovões teriam medo de cair”

Dentro de mim existe um vazio, não sei exatamente o que houve, já faz alguns dias que choro no escuro tentando entender o que está acontecendo, mas falho, como um pequeno inseto preso em uma teia de aranha, fracassado e sozinho, prestes a morrer.

Meu corpo inteiro dói, se levantar da cama tem se tornado um sacrifício, mas mesmo assim levanto e tomo meu café, ao me olhar no espelho vejo a pele pálida, na qual um dia já existiu cor, meus olhos cada vez mais fundos, cansados, pedindo socorro. Fico a me perguntar quem sou eu, será que ainda me conheço? Mas nunca sei a resposta.

Alguns dias são bons, menos dolorosos, mas a maioria têm sido cinza, são dias tão cinzas que até raios e trovões teriam medo de cair, de onde vêm essa angustia, gostaria de saber.
Para este corpo que dói parece não existir remédio, basta apenas um sopro e tudo parece desmoronar.

Os lugares têm ficado menores, as pessoas falam mais alto, a falta de ar invade meu peito, não consigo respirar, apenas sinto pânico e travo, novamente sou o inseto insignificante preso na teia da aranha.

São dias difíceis, mas tento melhorar, juro que tento, mesmo estando à desmoronar. Torço para que essa ansiedade vá embora, quero apenas fica bem, tenho sido grossa e insensível, descontando tudo nas pessoas que amo, sei que tenho sido um peso, mesmo que não digam, eu sinto que os machuco, mesmo que sem querer, e isso faz eu me sentir pior, quero voltar a ser uma boa filha, uma boa amiga e uma boa namorada, me sinto tóxica, deixando cansado todos aqueles ao meu redor.

Meus sonhos parecem distantes, já não sei mais o que é real, não sei se estou dormindo ou tendo um pesadelo, tudo parece igual, será que estou ficando louca?

Espero que tudo passe, assim como tudo começou… Espero voltar a viver de verdade, sem medo, sem dor, sem essas incertezas, e com todas as minhas dúvidas resolvidas…
Espero ser eu mesma novamente.

~Thay


Desenho Autoral – Todos os Direitos Reservados.Artista:
Byanka G. Nunes.


Oi minhas Luas, vocês se lembram da Thay? Hmmm… Deixa eu ajudar vocês a se lembrar… Nós duas, criamos a categoria que vocês mais amaram, Mês Halloween, se lembram? É isso mesmo, esse texto é dela… Ela ainda está por aqui, quem sabe não vem mais posts dela e novos projetos nossos.

Eu quero agradecer todo o carinho de vocês, por sempre estarem acessando o blog, vocês são incríveis. Eu sou grata a todos!

Beijinhos da Mila! Gratidão!

O texto que toda avó, gostaria de ler ❤

As vezes achamos que as pequenas coisas não vão importar apenas por serem mínimas, doce ilusão. Agora as pequenas coisas são as das quais mais me recordo.

Lembro-me bem do seu brinco pequeno e brilhante na sua pequena orelha, do seu perfume suave e gostoso, do seu corpo violão, da pele morena com marcas das historias ja vividas por ti, do seu cigarro no cinzeiro enquanto contava sobre sua infância, lembro-me das unhas bem feitas, do seus pés pequenos nas sapatilhas, da blusa vermelha que tanto usava, mas que agora habita meu guarda roupa como uma bela recordação do seu tempo aqui. Você era de uma espécie única, extremamente rara, era de uma pura vaidade, baixinha e marrenta, mas quem a conhecia sabia do seu enorme coração.
Sabe aquelas histórias que só avós podem proporcionar na vida, pois bem a senhora proporcionou um monte delas, doces e lindas lembranças.

A minha lembrança preferida é, a das vezes que chegava na sua casa, e você estava lá com um lindo sorriso no rosto indo me abraçar, para em seguida dizer “Oi tesouro da vovó”. Se eu soubesse que um dia fosse sentir tanta falta dessas palavras, do som da sua voz, do modo como me abraçava, eu com certeza teria pedido pra Deus pausar aquele momento para sempre.

Lembra das vezes que a senhora cantava com a voz rouca ( era lindo), ou quando você falava ao telefone como se estivesse entediada (nossa, aham, mds, hmm…), eu e minha mãe víamos graça, ou então quando a senhora ficava brava e colocava a mão na cintura pedindo paciência ao céus mentalmente, pra não me esganar, pois é que falta tudo isso faz.

Sabe as vezes que tudo parece ta perdido e você precisa de colo? Pois é a senhora estava lá, a senhora sempre esteve lá, do joelho ralado ao primeiro coração partido, da evolução da bagunça de brinquedos até a bagunça de roupas na hora de sair, era para a senhora que eu pedia tudo, porque se você deixasse, minha mãe também deixaria, foi pra senhora que contei os maiores medos e os maiores segredos. Como fui tola, em não ter dado mais valor a tudo isso, hoje o arrependimento soca minha alma.

Queria ter aproveitado tudo muito mais, ter contado sobre o primeiro emprego, sobre como é estranho terminar o ensino médio e não saber qual rumo seguir, te contar que algumas amizades sobrevivem e outras se vão, contar que encontrei alguém que agora me faz feliz e que me mostrou como é bom ser amada, te contar que agora a mamãe, o tio e eu somos um família novamente, que em meio as brigas o amor prevaleceu, e o seus ensinamentos ainda são lembrados, dizer que vai ficar tudo bem, e que mesmo que tudo fique difícil vai passar, sempre passa.

Queria dizer-lhe tanta coisa, mas se a visse provavelmente pararia ali e ficaria quietinha só ouvindo o som da sua voz novamente e sentindo sua mão em meu rosto, fazendo o carinho que eu tanto gostava.

A senhora foi e ainda é o meu pilar, minha inspiração, mesmo depois de ter partido.
Espero que daí de cima a senhora veja que sua netinha ta crescendo, amadurecendo e se tornando alguém melhor, espero que sinta orgulho, e que se lembre que mesmo crescendo serei pra sempre sua menininha.

Espero que saiba que mesmo que já tenha se passado quatro anos, ainda vou te amar, pra sempre e sempre, daqui ao infinito. E espero que me perdoe por não ter estado lá quando você mais precisava.
Você foi e sempre será a melhor Avó do Universo.
Obrigado por tudo dona Beni ♥

– Com amor, da sua neta.

Assinado: Uma garota qualquer.

thay
Autora do texto e sua avó. Hoje só resta saudades.


Texto de uma garota anonima ou como ela costuma se chamar: Uma garota qualquer.

Mande a sua fanfic, história, poema, critica, desabafo, e etc para o nosso e-mail: adolescênciadelua@gmail.com.

Quero agradecer a todo mundo que está enviando seus poemas, seus textos, suas histórias, etc… Estou amandando, continue mandando, a sua história pode ser a próxima!

Beijos da Mila!Gratidão!

Textos das Leitoras: Sentidos.

Sentidos.

É incrível como um sentimento te faz perder os sentidos. E por você, não foi diferente, me apaixonei por cada pequeno detalhe, por cada curva, que fazia me perder no teu corpo.
Teu toque, cheiro, teu gosto, faziam parte de mim.
Acho que quando amamos, as outras pessoas consequentemente perdem a graça, pra mim, você era a única pessoa me despertava os melhores e maliciosos olhares. Parece clichê, mas era incontável o número de vezes que me amoleci pelo teu sorriso.
Talvez seja um problema, mas quem se importa? Te amar me fazia esquecer de todas as dúvidas e preenchia qualquer vazio.
Te amar me completava.
Os silêncios eram barulhentos, perto da confusão que me cercava e eu mal percebia.
E foi aí que… Amar começou a doer pra mim. Teus sorrisos já não eram só meus, teus olhares vagavam por todos os cantos e não se encontravam com os meus. Como uma criança que esquece o caminho de casa ou como um passarinho, que no final da temporada, não decide voltar, pois se acomodou em outros ninhos.
E foi aí que… eu percebi que podia perder tudo, menos o que eu sentia.
Você mudou o rumo, fez morada em outros corações, esqueceu da volta pra casa, e ainda sim… iria te lembrar o caminho quando não te restasse mais nada, as portas estariam abertas. Pois não há fechaduras que falhem quando se tem a chave mestra.
A falta, a carência e o amor… ah, o amor…
Te faz perder os sentidos. E talvez… no seu caso, tenha te feito perder o caminho de casa.

Autora: Lucília Gomes – Instagram: @luh.young


 

Desenho Autoral – Todos os Direitos Reservados.

Artista: Byanka G. Nunes.

Mande a sua fanfic, história, poema, critica, desabafo, e etc para o nosso e-mail: adolescênciadelua@gmail.com.

Quero agradecer a todo mundo que está enviando seus poemas, seus textos, suas histórias, etc… Estou amandando, continue mandando, a sua história pode ser a próxima!

Beijos da Mila!

Texto das Leitoras: Você não é o Único!

Olá, estou adorando receber novos texto, essa semana está sendo muito legal, não fique triste se o seu texto ainda não foi publicado, relaxa, que vai ser postado é só ficar de olho no blog, você também será avisado quando for publicado.

Obrigada a todos que estão participando! Fico muito feliz!


Você não é o único!

Eu sei que haverão dias em que você vai acordar sem paciência, sem saco e sem vontade alguma de olhar ao redor e dizer palavras amigas para o mundo.
Sei que haverão tempos em que o ar que você respira não será o suficiente para te fazer agradecer. Eu sei que nem sempre todos acordam em dias bons.
Nem sempre todos se sentem bem. Nem sempre todos vão achar motivos para ver algo bom na vida. Todos temos dias ruins. Todos temos problemas.
Por mais perfeita que você veja parecer a vida de alguém perante a sociedade, acredite… Não é assim! Normalmente, o ser humano tende a ter medo em revelar suas verdades.
E quer saber? Isso é tratado como algo normal demais, para um mundo que grita por socorro! Nada é perfeito!
As pessoas que você segue no Instagram, não tem a beleza daquelas fotos.

As páginas que você segue no Facebook, não tem pessoas perfeitas como criadores.

Os perfis que você segue no Twitter, não tem a vida tão bem definida quanto parecem. As redes sociais são bens preciosos demais para serem usados como alienamento de almas!

Olha para o mundo.

Luta contra o seu medo.

Joga fora o seu egoísmo.

Lide com os seus problema, mas nunca jogue o peso do mundo nos seus ombros.

Você não é o único que pede socorro. Você não é o único que morre a cada segundo.

IMG_20180413_151754_147.jpgImagem com direitos autorais!

Autora: Daniele Saraiva – Instagram: Autora não quis se identificada!

Conheça a nossa artista: Byanka G. Nunes

Mande seus originais também, textos, poemas, frases, vamos adorar mostrar sua escrita!
Só mandar em nosso e-mail: adolescenciadelua@gmail.com.
Não esqueça de deixar seu Instagram, seu perfil do Facebook ou E-mail pra contato.
Não são obrigados a divulgar a sua identidade.

Beijos da Mila!

Poema dos Leitores: Aprendiz do amor

Aprendiz do amor

Você é a gota de orvalho que refresca minha alma
Você é cada lágrima de alegria que transborda de mim
Você que me ensinou o amor
Você que foi o primeiro a me fazer sentir confiança completa
Você que me deu o maior presente que eu poderia querer
O que é ser humano, quando amar te leva e eleva aos céus, te faz dono do mundo, te dá conforto e acalenta te embala na noite mais tortuosa, te acaricia e cuida de você quando o mundo está caindo ao seu redor.
O que é amar o que é amor ?
Amar é viver esperando pelo beijo que sela o inicio de uma caminhada a dois, sim uma caminhada! porque amar é não ter pressa é viver.
Amar é sentir quem você ama de mãos dadas com você mesmo a quilômetros de distância, amar é estar não infinitamente feliz, mas simplesmente satisfeito por ter amor e por ser amado .
Amor é o calor que aquece apenas a alma, o amor não queima ele incendeia cada partícula do seu ser.
O amor derrete o coração congelado, sensibiliza o coração mais cauterizado, da voz aos sentimentos mais calados e escondidos.
O amor não te faz esquecer o que houve de ruim no passado, ele te faz vencer as amarras da dor e te reveste de vida e calor te faz mais forte mais vivo e você ama porque não há outra alternativa senão amar .

IMG_20170623_150453_401-1.jpgImagem com direitos autorais!

Autor: Patrick Swayze Santos Alves – Instagram: @patrick_swayze_alves

Imagem com direitos autorais!

Conheça a nossa artista: Byanka G. Nunes

Mande seus originais também, textos, poemas, frases, vamos adorar mostrar sua escrita!
Só mandar em nosso e-mail: adolescenciadelua@gmail.com.
Não esqueça de deixar seu Instagram, seu perfil do Facebook ou E-mail pra contato.
Não são obrigados a divulgar a sua identidade.

Beijos da Mila!

Poema dos Leitores: Certas belezas

Poema escrito por leitoras e leitores…

Certas belezas

Algumas histórias são diferentes
Não das que contam os parentes
O diferente também é lindo

Algumas pessoas demoram a aparecer
Mas quando chegam, fazem valer
Esperar também é lindo

Corações pelos cantos e você não está aqui
Desejo isso desde o dia em que te conheci
Sentir também é lindo

Mesmo distante, você me faz tão bem
Sinto que podemos ir muito além
Sonhar também é lindo

Acredito que o amor não tem barreiras
E para provar existem mil maneiras
Esforço também é lindo

Você aqueceu meu coração frio
Que andava tão sombrio
Permitir-se também é lindo

Então, resolvi por ti arriscar
O que há então, amar?
Reconstruir-se também é lindo

Gostar de você é gostar de mim
Quem cuidaria melhor do meu jardim?
Carinho sincero também é lindo

É lindo como você é lindo
Sonhando tanto, não sei onde estou indo
Mas eu sei: confiar também é lindo!

img_20161231_142326_669-367606968.jpgImagem com direitos autorais!

Autora: Lívia Cosequi

Imagem com direitos autorais!

Conheça a nossa artista: Byanka G. Nunes

Mande seus originais também, textos, poemas, frases, vamos adorar mostrar sua escrita!
Só mandar em nosso e-mail: adolescenciadelua@gmail.com.
Não esqueça de deixar seu Instagram, seu perfil do Facebook ou E-mail pra contato.
Não são obrigados a divulgar a sua identidade!

Beijos da Mila!

Tag: Textos das Leitoras: O amanhã que nunca chega.

Olá minhas queridas e meus queridos, isso mesmo queridos, o blog está alcançando o público masculino, estou muito feliz com isso.
Hoje o post é tolamente feito pelas leitoras.

_"Oi? Como assim? Mila me explica isso!"

Calma, vou explicar, recentemente eu tenho recebido alguns textos, poemas, história de vida da leitoras e de leitores também, então, toda semana vamos abrir um espaço para os nossos leitores mandarem seus textos, seus desabafos, suas histórias de vida, se quiser até aquelo mico que você pago, hahaha, podem mandar tudo pra gente que vamos adorar ler e compartilhar com as pessoas que lê o blog!


O amanhã que nunca chega.

Se engana, quem acha que a gente nunca vai se cansar da falta de reciprocidade.
Do “deixa para amanhã” que quando chega o “amanhã” vira outro amanhã.
Que a saudade não vai deixar de doer.
Mas pode deixar vai acabar se tornando apenas mais uma lembrança.
Sim! Toda saudade deixa de ser dor! Tudo o que é vivo e não é alimentado, morre.

A gente perde a ansiedade em mandar uma mensagem ou receber uma ligação, até porque já não adianta mais, as falas são vagas, são frias, só um tem a verdadeira vontade de estar ali.
Um dia chega um “oi” que já não te deixa tão saltitante e você até deixa para responder depois. Quando percebe, já está silenciando a conversa, desativando as notificações. Os stalkes são cada vez menos frequentes, até não existirem mais.

A mesma geração do desinteresse é a geração que aprendeu a se amar em primeiro lugar.
Se amar é diferente de ter o ego elevado, não esqueçam.
O desinteresse gera desinteresse, até mesmo se tratando de amizade.
O sentimento acaba e a gente vai embora, sem vontade de voltar.

Perceba o que você tem, antes de perder.
Cuide, com o mesmo cuidado que teve pra conquistar.
As pessoas se vão! Se não por vontade própria, vão por destino e só vai ficar a saudade, a vontade de ter vivido e sentido mais.
O arrependimento por ter deixado para “amanhã”.

Esse é um desabafo de quem fez tudo para ficar, mas se cansou de esperar pelo “amanhã”, só chegou quando você percebeu que eu já tinha ido embora.

essa

Lidiane

Autora: Lidiane Z.N. – Instagram: @Lidizin


O que acharam? Eu achei muito profundo, um sentimento puro e verdadeiro, foi escrito com dor, com amor e com libertação!

Quer mandar o seu texto, seu poema, seu desabafo? Só mandar no nosso e-mail: adolescênciadelua@gmail.com.
Ah, já ia me esquecendo, se caso não quiser ser divulgando, podemos usar um condi-nome ou deixar no anonimo, vai da sua preferencia, mas não deixa de mandar, eu vou adorar ler e saber mais um pouquinho sobre você!
Não esqueça de deixar seu instagram, seu perfil do Facebook ou e-mail pra contato.
Não são obrigados a divulgar a sua identidade.

Beijos da Mila!